Manual MSD

Please confirm that you are not located inside the Russian Federation

honeypot link

Infecção do ouvido médio aguda em crianças

(Otite média aguda)

Por

Udayan K. Shah

, MD, Sidney Kimmel Medical College at Thomas Jefferson University

Avaliado clinicamente abr 2022
VISUALIZAR A VERSÃO PARA PROFISSIONAIS DE SAÚDE
Fatos rápidos
Recursos do assunto

A infecção do ouvido médio aguda é uma infecção bacteriana ou viral do ouvido médio em geral acompanhada de um resfriado.

  • Bactérias e vírus podem infectar o ouvido médio.

  • Crianças com infecções do ouvido podem ter febre e dificuldade para dormir; elas podem chorar, ficar irritáveis e puxar as orelhas.

  • Os médicos usam uma luz portátil, chamada otoscópio, para verificar se o tímpano está avermelhado ou saliente e para examinar se há acúmulo de líquido por trás do tímpano.

  • Paracetamol ou ibuprofeno podem aliviar a febre e a dor, e antibióticos são em geral usados quando as crianças não melhoram rapidamente ou pioram.

Visualização do interior do ouvido

Interior do ouvido

A infecção do ouvido médio aguda (também chamada de otite média aguda) geralmente se desenvolve e se resolve com relativa rapidez. As infecções do ouvido médio que retornam com frequência ou duram por bastante tempo são chamadas de infecções do ouvido médio crônicas Infecção do ouvido médio crônica em crianças A infecção crônica do ouvido médio resulta de infecções recorrentes que danificam o tímpano ou levam à formação de um colesteatoma, que por sua vez, favorece mais infecções. As infecções do... leia mais Infecção do ouvido médio crônica em crianças .

Causas

Uma infecção do ouvido médio aguda é frequentemente causada pelos mesmos vírus que causam o resfriado comum Resfriado comum O resfriado comum é uma infecção viral do revestimento interno do nariz, seios paranasais e garganta. Muitos vírus diferentes causam resfriados. Geralmente, os resfriados se propagam quando... leia mais . A infecção aguda também pode ser causada por bactérias que às vezes residem normalmente na boca e no nariz. As bactérias que afetam os ouvidos de recém-nascidos incluem Escherichia coli e Staphylococcus aureus. As bactérias que afetam bebês mais velhos e crianças incluem Streptococcus pneumoniae, Haemophilus influenzae e Moraxella catarrhalis. Uma infecção inicialmente causada por um vírus conduz, por vezes, a uma infecção bacteriana. Vacinações de rotina na infância diminuíram o risco de infecção do ouvido.

Um fator de risco importante para infecção aguda do ouvido médio é

  • Exposição à fumaça de cigarro na residência

Outros fatores de risco incluem um forte histórico familiar de infecções do ouvido, alimentação com mamadeira (em vez de amamentação), frequentar uma creche e viver em uma área onde os recursos são baixos ou a poluição atmosférica é alta.

Você sabia que...

  • Deixar o bebê dormir com a mamadeira pode resultar em uma infecção do ouvido médio aguda.

Sintomas

Bebês com infecções do ouvido médio agudas apresentam febre e dificuldades para dormir. Eles choram ou ficam irritáveis sem razão aparente. Eles podem também apresentar corrimento nasal, tosse, vômito e diarreia. O ouvido fica dolorido (consulte Dor de ouvido Dor de ouvido Dor de ouvido geralmente ocorre apenas em um dos ouvidos. Algumas pessoas também têm secreção do ouvido ou, raramente, perda auditiva. A dor de ouvido pode ser devido a uma doença do próprio... leia mais ) e a audição pode estar reduzida. Os bebês e as crianças que não conseguem se comunicar verbalmente podem puxar as próprias orelhas. As crianças mais velhas são capazes, geralmente, de dizer aos pais que estão com dores no ouvido ou que não estão ouvindo direito.

Complicações

Em casos raros, uma infecção do ouvido médio aguda dá origem a complicações mais graves. O tímpano pode se romper, o que causa drenagem de sangue ou líquido do ouvido (consulte Secreção do ouvido Secreção do ouvido Secreção do ouvido (otorreia) é a secreção proveniente do ouvido. A secreção pode ser aquosa, sanguinolenta, ou espessa e esbranquiçada, como pus (purulenta). Dependendo da causa da secreção... leia mais ). Além disso, estruturas próximas podem se infeccionar, causar sintomas, e precisar de tratamento de emergência:

Se as infecções retornarem, tecido anômalo semelhante à pele chamado de colesteatoma Complicações A infecção crônica do ouvido médio resulta de infecções recorrentes que danificam o tímpano ou levam à formação de um colesteatoma, que por sua vez, favorece mais infecções. As infecções do... leia mais Complicações pode crescer no ouvido médio podendo até mesmo crescer através do tímpano. Um colesteatoma pode danificar os ossos do ouvido médio e causar perda auditiva.

Diagnóstico

  • Exame médico

Os médicos diagnosticam infecções do ouvido médio agudas com uma luz portátil, chamada otoscópio, para verificar se o tímpano está avermelhado ou saliente e para examinar se há acúmulo de líquido por trás do tímpano. Eles podem precisar remover cera do ouvido primeiro para poderem ver com mais clareza. Os médicos podem utilizar uma pera de borracha e um tubo ligados ao otoscópio para insuflar ar no canal auditivo e ver se o tímpano se move. Se o tímpano não se mover ou se move apenas levemente, pode haver líquido no ouvido médio, que é um sinal de infecção.

Prevenção

Os bebês não devem adormecer com uma mamadeira porque tomar mamadeira ao adormecer tende a causar o acúmulo do líquido nas trompas de Eustáquio. A presença de líquido nas trompas de Eustáquio captura secreções no ouvido médio e previne que ar chegue ao ouvido médio, sendo que ambos esses fatores propiciam o desenvolvimento de infecção. O ato de fumar deve ser eliminado da residência.

A otite média aguda recorrente pode ser prevenida pela inserção de pequenos tubos no tímpano (tubos de timpanostomia). Esses tubos equilibram a pressão em ambos os lados do tímpano, diminuindo a probabilidade do acúmulo de líquido (consulte tratamento de infecções crônicas do ouvido médio Tratamento A infecção crônica do ouvido médio resulta de infecções recorrentes que danificam o tímpano ou levam à formação de um colesteatoma, que por sua vez, favorece mais infecções. As infecções do... leia mais Tratamento ).

Você sabia que...

  • A maioria das infecções do ouvido médio agudas se resolve sem antibióticos.

Tratamento

  • Medicamentos para alívio da dor

  • Às vezes antibióticos

  • Em casos raros, perfuração da membrana timpânica

Paracetamol e ibuprofeno são eficazes para a febre e a dor.

A maioria das infecções do ouvido médio agudas se resolvem sem antibióticos. Assim, muitos médicos usam antibióticos somente quando as crianças são muito pequenas ou estão muito doentes e não melhoram após um breve período, quando há sinais de piora da infecção ou quando as crianças têm infecções frequentes. Antibióticos, como amoxicilina (com ou sem clavulanato), podem ser usados.

Para crianças, anti-histamínicos (como bronfeniramina ou clorfeniramina) e vasoconstritores (medicamentos que contraem os vasos sanguíneos, também chamados descongestionantes) não ajudam e não devem ser usados.

Se o tímpano estiver saliente e a criança sentir dor intensa ou persistente, febre, vômitos ou diarreia, especialistas de ouvido podem perfurar o tímpano (chamado miringotomia) para permitir a drenagem do líquido infectado. Às vezes, os especialistas de ouvido também inserem tubos de timpanostomia em seguida. Depois desse procedimento, os sintomas geralmente se resolvem rapidamente, a audição retorna e o tímpano cicatriza por si próprio.

OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: VISUALIZAR A VERSÃO PARA PROFISSIONAIS DE SAÚDE
VISUALIZAR A VERSÃO PARA PROFISSIONAIS DE SAÚDE
quiz link

Test your knowledge

Take a Quiz! 
ANDROID iOS
ANDROID iOS
ANDROID iOS
PRINCIPAIS