Manual MSD

Please confirm that you are not located inside the Russian Federation

honeypot link

Síndrome da morte súbita infantil (SMSI)

Por

Christopher P. Raab

, MD, Sidney Kimmel Medical College at Thomas Jefferson University

Revisado/Corrigido: fev 2023
VISUALIZAR A VERSÃO PARA PROFISSIONAIS DE SAÚDE
Fatos rápidos
Recursos do assunto

A síndrome da morte súbita infantil é a morte súbita e inesperada, que geralmente ocorre durante o sono, de um bebê aparentemente saudável entre 1 mês e 1 ano de idade.

  • A causa da síndrome da morte súbita infantil (SMSI) é desconhecida.

  • Colocar o bebê para dormir de costas; remover travesseiros, proteções acolchoadas e brinquedos do berço; proteger o bebê contra o aquecimento excessivo e impedir que ele respire fumaça de cigarro pode ajudar a prevenir a SMSI.

  • Pais que perderam bebês devido a SMSI devem buscar aconselhamento e grupos de apoio.

Há mais de um termo usado para descrever uma morte súbita infantil. A morte súbita inesperada do bebê (SUID) é usada amplamente para descrever qualquer morte súbita e inesperada de uma criança com menos de um ano de idade, na qual a causa não é óbvia antes de uma investigação ser feita. A SUID inclui mortes súbitas e inesperadas que têm uma causa, como mortes acidentais (resultantes de asfixia ou estrangulamento acidental), mortes naturais (como as resultantes de uma infecção ou um quadro clínico) e mortes devido a danos intencionais. A SUID também inclui mortes súbitas e inesperadas para as quais nenhuma causa é identificada, mesmo após uma avaliação ou investigação ser realizada, como a SMSI.

A SMSI (também chamada morte no berço) é uma das causas mais comuns de morte em bebês entre um mês e um ano de idade. Ela afeta principalmente crianças entre o segundo e o quarto meses de vida. A síndrome ocorre em todo o mundo. Existem muitos fatores de risco.

Há disparidades raciais e étnicas. De 2015 a 2019, as taxas de SUID foram maiores em indígenas americanos/nativos do Alasca não hispânicos, negros não hispânicos e nativos não hispânicos do Havaí/outros habitantes das ilhas do Pacífico.

Fatores de risco para a síndrome da morte súbita infantil

A criança que apresentar ou for exposta a qualquer um dos fatores de risco a seguir corre um risco maior de SMSI:

Causas de SMSI

A causa da SMSI é desconhecida. Ela pode ocorrer devido a uma anomalia no controle da respiração. Alguns bebês com SMSI apresentam sinais de terem tido níveis baixos de oxigênio no sangue e períodos de interrupção da respiração (um quadro clínico denominado apneia).

Colocar o bebê para dormir de bruços e usar roupas de cama macias (como travesseiros e cobertores de lã) são ações que foram associadas à SMSI. Dormir junto com o bebê em um sofá, almofada ou cama macia (consulte Compartilhar a cama Dormir juntos Como o sistema nervoso do recém-nascido é imaturo, eles dormem muito, mas somente uma ou duas horas por vez, seja de dia ou de noite. A partir das quatro a seis semanas de idade, muitos bebês... leia mais ) também aumenta o risco de ocorrer SMSI.

Você sabia que...

  • Ainda que rara, a síndrome da morte súbita infantil (SMSI) é uma das causas mais comuns de morte de bebês entre um mês e um ano de idade. Ela é associada com a colocar os bebês para dormir de barriga para baixo.

Diagnóstico da SMSI

Prevenção da SMSI

  • Colocar o bebê para dormir de costas

Ainda que se conheçam os fatores que aumentam o risco da SMSI, não há formas seguras de preveni-la. Contudo, algumas medidas parecem ajudar, especialmente colocar o bebê para dormir de costas sobre uma superfície plana firme. O número de mortes pela SMSI diminuiu drasticamente à medida que mais pais colocam seus bebês para dormir de costas (consulte a campanha Safe to Sleep®).

Cuidados pré-natais regulares durante a gestação podem ajudar a reduzir o risco de SMSI.

Não existem evidências de que monitores domésticos da respiração reduzam o risco de SMSI. Também não há evidências para recomendar o enfaixamento como prevenção da SMSI.

Safe to Sleep: Redução do risco da síndrome da morte súbita infantil

  • Posição: sempre coloque o bebê para dormir deitado de costas, tanto para sonecas quanto durante a noite. Dormir de bruços, dormir de lado e colocar um apoio não são seguros.

  • Superfície: coloque o bebê para dormir em uma superfície plana firme, tal como um colchão com aprovação de segurança para berços, recoberto por um lençol com elástico. A superfície não deve estar angulada ou inclinada.

  • Roupas de cama: mantenha objetos macios, travesseiros, protetores almofadados, brinquedos de pelúcia, animais de pelúcia, cobertores soltos, lençóis não encaixados, forros de colchão, materiais semelhantes a pelos, colchas, edredons e cobertores com peso, faixas ou objetos fora da área de sono do bebê.

  • Não fumar: não permita que fumem ou usem o vape perto do bebê. Fumar e o uso de tabaco, nicotina, álcool, maconha, opioides e de drogas ilícitas devem ser evitados durante a gravidez e após o nascimento. Os cuidadores não devem usar drogas nem álcool.

  • Localização: organize a área de dormir do bebê próxima, mas separada, da área de dormir dos pais/cuidador e de outras crianças. Recomenda-se que os bebês durmam no quarto dos pais/cuidadores perto da cama dos pais/cuidadores, mas em uma superfície separada projetada para bebês, idealmente durante, pelo menos, os primeiros seis meses.

  • Chupetas: considere oferecer ao bebê uma chupeta limpa e seca quando o colocar para dormir. Para bebês que estão amamentando, espere para dar uma chupeta até que a amamentação esteja bem estabelecida.

  • Temperatura: não deixe o bebê ficar muito quente ou muito frio durante o sono. Evite embrulhar demasiado o bebê ou cobrir a cabeça. Mantenha o bebê aquecido com camadas de roupa em vez de cobertores e outras colchas. Cobertores em formato de roupas podem ser usados.

Para ajudar a impedir que áreas chatas se desenvolvam na cabeça do bebê, ele deve passar algum tempo deitado de bruços quando estiver acordado e sendo observado por alguém (tempo de bruços). Os pais/cuidadores podem começar curtos períodos de tempo de bruços logo depois da alta hospitalar. O tempo de bruços deve ser aumentado regularmente para, pelo menos, 15 a 30 minutos por dia até o bebê completar sete semanas de idade.

Para ajudar a arredondar a cabeça do bebê, os pais devem mudar a direção na qual o bebê dorme no berço a cada semana e evitar deixá-lo por tempo demais em bancos de carros, carregadores e berços suspensos.

Monitores e produtos domésticos que afirmam impedir a síndrome da morte súbita infantil parecem não ser úteis.

Adaptado de Safe Infant Sleep Basics: Ways to Reduce Baby’s Risk do The National Institute of Child Health and Human Development.

Recursos para pais que perderam um bebê devido a SMSI

  • Aconselhamento

  • Grupos de apoio

A maioria dos pais que perderam uma criança devido a SMSI fica abatida e não está preparada para a tragédia. Muitas vezes, eles se sentem culpados. A experiência das investigações realizadas pela polícia, assistentes sociais ou outros pode causar angústia adicional.

Aconselhamento e apoio por parte de médicos e enfermeiros especialmente treinados e de outros pais que tenham perdido um bebê por causa da SMSI são fundamentais para ajudar os pais a enfrentar a tragédia. Especialistas podem recomendar materiais de leitura, sites (como o American SIDS Institute) e grupos de apoio para ajudar os pais.

Mais informações

Os seguintes recursos em inglês podem ser úteis. Vale ressaltar que O MANUAL não é responsável pelo conteúdo desses recursos.

  • National Institute of Child Health and Human Development (NICHD): Safe to Sleep®: Informações para pais e cuidadores sobre práticas de sono seguro para bebês

  • NICHD: Safe Infant Sleep Basics: Ways to Reduce Baby’s Risk: Recomendações para pais e cuidadores sobre as formas mais eficazes de reduzir o risco de SMSI

  • American SIDS Institute: Uma organização que fornece ensino sobre as causas e maneiras de prevenir a SIDS e serviços de apoio familiar

OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: VISUALIZAR A VERSÃO PARA PROFISSIONAIS DE SAÚDE
VISUALIZAR A VERSÃO PARA PROFISSIONAIS DE SAÚDE
quiz link

Test your knowledge

Take a Quiz! 
ANDROID iOS
ANDROID iOS
ANDROID iOS
PRINCIPAIS