Manual MSD

Please confirm that you are not located inside the Russian Federation

honeypot link

Fraturas por estresse do pé

Por

Paul L. Liebert

, MD, Tomah Memorial Hospital, Tomah, WI

Última revisão/alteração completa fev 2020| Última modificação do conteúdo fev 2020
Clique aqui para a versão para profissionais
Recursos do assunto

As fraturas por estresse são fraturas pequenas e incompletas (quebra) dos ossos que decorrem de estresse repetido, em vez de uma lesão distinta.

  • A dor surge durante o suporte de peso e piora aos poucos.

  • É realizada uma radiografia ou cintilografia óssea.

  • A parte fraturada não deverá suportar peso por pelo menos seis a doze semanas.

As fraturas por estresse desenvolvem-se quando um suporte de peso repetitivo excede a capacidade de os músculos e tendões de apoio absorverem o estresse e protegerem os ossos. As fraturas por estresse podem envolver o osso da coxa, a pélvis ou a tíbia. Mais de metade das fraturas por estresse envolve a parte inferior da perna, mais frequentemente os ossos da zona central do pé (metatarsos).

As fraturas por estresse não resultam de uma lesão distinta (por exemplo, uma queda ou uma pancada), mas ocorrem após um estresse repetido e um esforço excessivo. As fraturas por estresse dos ossos metatársicos (fraturas causadas pela marcha) ocorrem geralmente entre corredores que alteram a intensidade ou extensão dos exercícios muito depressa e entre pessoas com um condicionamento fraco que caminham longas distâncias carregando pesos (por exemplo, soldados recém-recrutados). Outros fatores de risco incluem um grande arco do pé, calçado com qualidades de absorção do choque inadequadas e ossos adelgaçados (osteoporose Osteoporose leia mais ).

As mulheres e meninas que praticam atividades extenuantes e não consomem uma dieta adequada (por exemplo, algumas corredoras de longa distância e algumas atletas em esportes que enfatizam a aparência) podem correr o risco de sofrer fraturas por estresse. Elas podem parar de menstruar (amenorreia Ausência de menstruação A amenorreia é a ausência completa de menstruação. A amenorreia é normal nas circunstâncias a seguir: Antes da puberdade Durante a gestação Durante a amamentação leia mais ) e desenvolver osteoporose. Este quadro clínico é conhecido como a tríade atleta feminina (amenorreia, transtornos alimentares Considerações gerais sobre transtornos alimentares Os transtornos alimentares envolvem uma perturbação da alimentação ou do comportamento relacionado à alimentação, que costumam incluir Alterações dos alimentos ou da quantidade consumida pela... leia mais e osteoporose).

Você sabia que...

  • As fraturas por estresse dos ossos do pé são por vezes chamadas fraturas causadas por marcha, visto que ocorrem frequentemente entre soldados recém-recrutados que iniciaram recentemente a marcha a longa distância.

Sintomas de fraturas do pé por estresse

No que diz respeito às fraturas do metatarso por estresse, é frequente surgir dor na parte dianteira do pé após uma atividade física longa ou intensa, desaparecendo brevemente após o término do exercício. Com exercício subsequente, a dor surge mais cedo e pode se tornar tão intensa que torna o exercício impossível e persiste mesmo quando não é suportado peso.

Diagnóstico de fraturas do pé por estresse

  • Radiografias

São geralmente realizadas radiografias, mas estes poderão apresentar resultados normais até cerca de duas a três semanas após a lesão, quando os exames mostram que o osso está recuperando da fratura. Frequentemente, é possível obter um diagnóstico logo no início, realizando-se uma cintilografia óssea ou ressonância magnética (RM). As mulheres que sofreram uma fratura por estresse devem consultar seus médicos para saber se será melhor verificar a existência de osteoporose.

O que é uma fratura por estresse?

As fraturas por estresse são pequenas fissuras em um osso causadas por impacto repetitivo. Estas ocorrem geralmente nos ossos da zona central do pé (os metatarsos).

O que é uma fratura por estresse?

Tratamento de fraturas do pé por estresse

  • Fazer repouso

O tratamento inclui uma redução do suporte de peso no pé afetado. Durante algum tempo, a pessoa utiliza muletas e um sapato de madeira ou outro calçado disponível a nível comercial. Por vezes, é necessária a utilização de gesso. A recuperação pode demorar até doze semanas. Tal como acontece com outras lesões, a pessoa pode manter a forma física aeróbica praticando exercícios que não impliquem o suporte de pesos (por exemplo, natação) até a recuperação estar concluída.

OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais
Obtenha o
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Teste os seus conhecimentos
Intoxicação por chumbo
Crianças são particularmente suscetíveis ao envenenamento por chumbo. Em qual dos sistemas do corpo em desenvolvimento o chumbo causa mais danos?
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS

Também de interesse

Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
PRINCIPAIS