Manual MSD

Please confirm that you are not located inside the Russian Federation

Carregando

Lesão no ouvido

Por

Sam P. Most

, MD, Stanford University School of Medicine

Última revisão/alteração completa abr 2018| Última modificação do conteúdo abr 2018
Clique aqui para a versão para profissionais
OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais
Recursos do assunto

O ouvido externo pode ser afetado por determinadas lesões distintas.

Orelha em couve-flor (hematoma subpericondral)

Uma pancada repentina no ouvido externo pode causar contusão entre a cartilagem e a camada de tecido conjuntivo que o rodeia (pericôndrio). Quando o sangue se acumula nessa zona, o ouvido externo fica inflamado e roxo. O sangue acumulado (hematoma) pode interromper o fornecimento normal de sangue à cartilagem, provocando a morte de uma parte da cartilagem e, com o tempo, a deformação da orelha. Essa deformação, denominada orelha em couve-flor, é frequente entre lutadores, pugilistas e jogadores de rúgbi.

O médico faz uma incisão no hematoma para abri-lo, extraindo o sangue. Depois de remover o hematoma, o médico aplica um curativo compressivo durante 3 a 7 dias, para evitar que o hematoma possa se desenvolver novamente. O curativo mantém a pele e o pericôndrio na sua posição normal, permitindo que o sangue irrigue, novamente, a cartilagem. Estas lesões são propensas ao surgimento de infecção, pelo que os médicos geralmente administram um antibiótico para evitar que isso aconteça.

Você sabia que...

  • Se uma orelha inchada e contundida não for tratada, ela poderá ficar permanentemente deformada.

Cortes (lacerações)

Quando um corte (laceração) atravessa toda a orelha, limpa-se muito bem a zona afetada, sutura-se a pele para juntá-la e aplica-se um curativo para protegera área e permitir a cura da cartilagem. A cartilagem é também suturada, a menos que a pele que a reveste tenha sido arrancada. Por vezes, é necessário administrar antibióticos para prevenir o surgimento de uma infecção, particularmente se a lesão foi causada por uma mordida. Por vezes, é necessário realizar uma cirurgia estética após a ferida sarar.

Lesões por mordida humana da orelha têm alto risco de infecção, sobretudo uma infecção potencialmente grave da cartilagem. Os médicos devem remover meticulosamente qualquer tecido danificado ou que esteja morrendo, administram antibióticos preventivamente e, às vezes, medicamentos antivirais.

Avulsões

Existem casos em que uma orelha é arrancada da cabeça (avulsão). Uma orelha pode ser arrancada parcial ou totalmente. Esta ruptura é mais provável, pois as orelhas estão menos protegidas do que as restantes estruturas do corpo. Um cirurgião (geralmente um cirurgião especialista em cirurgia plástica ou distúrbios do ouvido) consegue frequentemente voltar a fixar uma orelha arrancada, mas nem todas as cirurgias são bem-sucedidas. Por vezes, os cirurgiões podem usar a cartilagem e a pele de outra parte do corpo ou usar pele artificial para construir uma nova orelha.

Fraturas

Uma pancada forte no maxilar pode partir (fraturar) os ossos que rodeiam o canal auricular e distorcer a sua forma, tornando-o frequentemente mais estreito ( Fraturas do maxilar e da parte média da face). A forma do canal auricular pode ser corrigida através de cirurgia.

OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais
Obtenha o

Também de interesse

Vídeos

Visualizar tudo
Cotovelo de tenista
Vídeo
Cotovelo de tenista
O sistema esquelético é o arcabouço do corpo. Ele confere formato ao corpo, protege órgãos...
Modelos 3D
Visualizar tudo
Ruptura do tendão patelar
Modelo 3D
Ruptura do tendão patelar

MÍDIAS SOCIAIS

PRINCIPAIS