Manual MSD

Please confirm that you are not located inside the Russian Federation

honeypot link

Shigelose

(disenteria bacilar; Shigella)

Por

Larry M. Bush

, MD, FACP, Charles E. Schmidt College of Medicine, Florida Atlantic University

Última revisão/alteração completa fev 2020| Última modificação do conteúdo fev 2020
Clique aqui para a versão para profissionais
  • As bactérias Shigella são excretadas nas fezes e podem ser facilmente transmitidas quando a higiene e as condições sanitárias são inadequadas.

  • As pessoas podem ter diarreia aquosa, às vezes levando à desidratação grave.

  • Identificar a bactéria em uma amostra de fezes pode confirmar o diagnóstico.

  • Para pessoas com shigelose e pessoas que cuidam delas, é necessária uma higiene meticulosa para evitar a disseminação da infecção.

  • São administrados líquidos por via oral ou, se a infecção for grave, por via intravenosa.

  • Antibióticos são usados para as pessoas com infecção grave ou naquelas com um sistema imunológico enfraquecido.

As bactérias Shigella são uma causa comum de disenteria nos Estados Unidos e em todo o mundo.

Como o ácido gástrico não destrói facilmente essas bactérias, a ingestão de até mesmo um pequeno número delas causa infecção. No intestino grosso, as bactérias causam inflamação e, por serem excretadas nas fezes,

  • a infecção se transmite facilmente de pessoa a pessoa quando as mãos estão sujas.

A infecção também é transmitida por meio de:

  • Sexo oral-anal

  • Alimentos contaminados por pessoas que lidam com alimentos contaminados e que não lavam as mãos com sabão após o uso do vaso sanitário

  • Água contaminada com excrementos humanos

  • Nadar em piscina e caminhar em água inadequadamente tratada com cloro

A infecção se espalha facilmente entre as pessoas que vivem juntas. Também ocorrem surtos em lugares superlotados com condições sanitárias inadequadas, tais como:

  • Creches para crianças

  • Estabelecimentos de cuidados de longo prazo

  • Campos de refugiados

  • Instituições para pessoas intelectualmente deficientes

  • Cruzeiros marítimos

  • Campos militares

  • Países em desenvolvimento

Crianças são especialmente propensas a ser infectadas e apresentar os sintomas mais graves, como convulsões.

Há quatro espécies de Shigella. Todas causam diarreia. Porém uma, Shigella dysenteriae, tem mais probabilidade de causar diarreia grave, disenteria e complicações.

Sintomas de shigelose

Infecções leves causam febre baixa (aproximadamente 38 a 38,9 C) e diarreia aquosa um a quatro dias depois das pessoas ingerirem a bactéria. Alguns adultos não têm febre. As infecções leves em adultos geralmente se resolvem em quatro a oito dias.

Nos adultos, os primeiros sintomas podem ser cólicas abdominais dolorosas e urgência frequente de defecar. A evacuação pode aliviar temporariamente a dor. Esses sintomas podem ficar mais graves e ocorrer mais frequentemente à medida que a infecção avança.

As infecções graves podem causar febre baixa ou moderada, além de diarreia aquosa que progride para disenteria. Na disenteria, as evacuações são frequentes e contêm sangue, pus e muco. As infecções graves geralmente se resolvem em três a seis semanas.

Em crianças pequenas, os sintomas começam de repente. Eles incluem febre, irritabilidade ou sonolência, perda de apetite, náusea ou vômitos, diarreia e dor abdominal. As crianças podem sentir frequentemente urgência em defecar. No intervalo de três dias, surgem sangue, pus e muco nas fezes. A menos que haja complicações, os sintomas tendem a desaparecer na segunda semana.

Complicações da shigelose

Crianças, principalmente as mais novas, são mais propensas a ter complicações graves:

A desidratação grave pode levar a choque Choque O choque é um quadro clínico com risco à vida, em que o fluxo sanguíneo é baixo, diminuindo o fornecimento de oxigênio e causando danos a esses órgãos e, às vezes, morte. A pressão arterial... leia mais e morte, principalmente em crianças com menos de 2 anos, em adultos com doenças crônicas, desnutridos ou debilitados e em pessoas idosas.

Na síndrome hemolítico-urêmica, os glóbulos vermelhos do sangue são destruídos, causando anemia com cansaço, fraqueza e desorientação. O sangue coagula de modo anormal, fazendo com que os rins parem de funcionar. Podem ocorrer convulsões ou acidentes vasculares cerebrais.

Diagnóstico de shigelose

  • Cultura de uma amostra de fezes

O médico suspeita da presença de uma shigelose em função dos sintomas típicos de dor, febre e diarreia aquosa ou com sangue em pessoas que provavelmente foram expostas à bactéria.

Para confirmar o diagnóstico de shigelose, os médicos coletam uma amostra de fezes e a enviam a um laboratório para o cultivo e identificação da bactéria.

Prevenção de shigelose

A prevenção inclui o seguinte:

  • Pessoas infectadas não devem preparar alimentos para outras pessoas.

  • Após o uso do vaso sanitário, as pessoas infectadas devem lavar as mãos, e alguém deve limpar e desinfetar o vaso sanitário antes de ser usado novamente.

  • Os cuidadores de pessoas com shigelose devem lavar as mãos com água e sabão, principalmente antes de tocarem outras pessoas ou manusear alimentos.

  • Crianças infectadas com sintomas não devem ter contato com crianças não infectadas.

  • Fraldas de crianças infectadas devem ser descartadas em lata de lixo vedada e a área usada para trocar fraldas deve ser limpa com desinfetante após cada uso.

  • As fezes que contaminam vestimentas e roupas de cama de pessoas infectadas devem ser lavadas com água corrente e aquelas sujas devem ser lavadas em máquina de lavar usando ciclo de água quente. Quando terminar, as superfícies da pia, do vaso sanitário e da máquina de lavar devem ser limpas com um desinfetante, como alvejante com cloro diluído.

Atualmente, não há nenhuma vacina disponível, mas uma está sendo estudada.

Tratamento da shigelose

  • Líquidos contendo sal

  • Para infecções graves, antibióticos

Perda de água e sais por causa da diarreia é reposta com líquidos administrados pela boca ou, se a infecção for séria, pela veia.

As infecções leves normalmente se resolvem dentro de quatro a oito dias. Antibióticos não são rotineiramente necessários para adultos saudáveis com infecções leves.

No entanto, os médicos geralmente administram antibióticos a determinadas pessoas, incluindo aquelas que

  • São muito jovens ou muito idosas.

  • Estiverem com o sistema imunológico debilitado

  • Tiverem uma infecção moderada a grave.

As infecções graves podem requerer hospitalização para que líquidos contendo sais possam ser administrados por via intravenosa e para que complicações, como a síndrome hemolítico-urêmica, possam ser tratadas. Antibióticos, como azitromicina, ciprofloxacino (para adultos) ou ceftriaxona, são administrados.

Medicamentos antidiarreicos (como o difenoxilato ou a loperamida) podem prolongar a infecção e não devem ser utilizados.

Mais informações sobre shigelose

OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais
Obtenha o
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS

Teste os seus conhecimentos

Difteria
Difteria é uma infecção contagiosa, às vezes fatal, do trato respiratório superior causada pela bactéria Corynebacterium diphtheriae. Qual dos seguintes métodos é o usual para a propagação da difteria?
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS

Também de interesse

Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
PRINCIPAIS