Manual MSD

Please confirm that you are not located inside the Russian Federation

honeypot link

Infecções por Legionella

(Legionnaires' Disease)

Por

Larry M. Bush

, MD, FACP, Charles E. Schmidt College of Medicine, Florida Atlantic University

Última revisão/alteração completa fev 2020| Última modificação do conteúdo fev 2020
Clique aqui para a versão para profissionais
Recursos do assunto

Infecções por Legionella são causadas pela bactéria Gram-negativaLegionella pneumophila e, na maioria das vezes, afetam os pulmões, causando pneumonia e sintomas semelhantes à gripe.

  • A infecção é frequentemente adquirida ao inalar gotículas de água contaminada, como as que podem espirrar de chuveiros ou sistemas de ar-condicionado.

  • As pessoas apresentam febre, calafrios e dores musculares, e a respiração pode ser difícil e dolorosa.

  • Os médicos identificam a infecção analisando amostras de escarro, líquidos dos pulmões, ou urina.

  • Antibióticos, tais como as fluoroquinolonas, podem tratar a doença do legionário de forma eficaz.

A infecção pela bactéria Legionella foi identificada pela primeira vez em 1976 quando houve um grande surto de pneumonia fatal em uma convenção da Legião Americana na Filadélfia, Pensilvânia. Assim, a infecção foi designada doença do legionário.

O risco de contrair uma infecção por Legionella aumenta em caso de:

As bactérias Legionella estão frequentemente presentes no solo e na água fresca. A água contendo essas bactérias pode penetrar no sistema de encanamento de um edifício. Assim, um surto de Legionella começa frequentemente no sistema de abastecimento de água de um prédio. Nesses casos, as pessoas geralmente contraem a infecção ao inalar gotículas de água contaminada que foram espirradas de chuveiros, vaporizadores, banheiras de hidromassagem ou torres de resfriamento de água para ar-condicionado.

A doença dos legionários não é transmitida de pessoa a pessoa.

A bactéria Legionella geralmente infecta os pulmões, causando a doença do legionário.

Às vezes, a bactéria afeta apenas o trato respiratório superior e não causa pneumonia. Essa infecção é chamada febre de Pontiac e é mais leve que a doença do legionário.

Em casos raros, essas bactérias também podem infectar outras áreas do corpo, principalmente em pessoas com o sistema imunológico debilitado ou com uma enfermidade grave. O coração é mais comumente afetado, mas o cérebro e a medula espinhal, o fígado, o baço, os linfonodos e os intestinos podem ser igualmente afetados.

Sintomas

Os sintomas da doença do legionário lembram uma gripe. As pessoas têm febre, calafrios e uma sensação de indisposição geral, dores musculares, dor de cabeça e confusão. Outros sintomas incluem enjoo, fezes moles ou diarreia aquosa, dor abdominal, tosse e dor articular. As pessoas podem sentir dificuldade para respirar e a respiração pode ser dolorosa. Elas podem tossir sangue.

Com tratamento, a maioria das pessoas de outro modo saudáveis se recupera. Entretanto, certas características aumentam o risco de morte:

  • Adquirir a infecção em um hospital (até metade das pessoas infectadas morre).

  • Ter mais idade

  • Ter um sistema imunológico enfraquecido

Sem tratamento, cerca de 5% das pessoas com a doença do legionário morrem, mas essa taxa é mais elevada (até 40%) em pessoas idosas, com um sistema imunológico enfraquecido ou que adquiriram a infecção em um hospital.

Pessoas com febre de Pontiac manifestam febre, dores de cabeça e dores musculares, mas não têm tosse ou outros sintomas respiratórios. Os sintomas desaparecem por si só em aproximadamente uma semana.

Diagnóstico

  • Cultura e análise de uma amostra de escarro ou líquido dos pulmões

  • Às vezes, exames de urina

Para diagnosticar a infecção, os médicos coletam amostras de escarro ou de líquido retirado dos pulmões e as enviam para um laboratório para cultivo e identificação da bactéria. Pode-se fazer o teste da reação em cadeia de polimerase (polymerase chain reaction, PCR). Ele aumenta a quantidade de DNA da bactéria e, assim, facilita a sua identificação.

Uma amostra de urina pode ser analisada para detectar substâncias específicas produzidas pela bactéria (antígenos). Esses exames não conseguem detectar alguns tipos da bactéria Legionella, mas conseguem detectar o tipo que causa a maioria das infecções.

É tirada uma radiografia do tórax para verificar se há pneumonia.

Tratamento

  • Um antibiótico

Deve-se administrar um antibiótico a pessoas com doença do legionário. Geralmente, uma fluoroquinolona, como levofloxacino ou moxifloxacino, é administrada por via intravenosa ou oral durante sete a catorze dias e, se as pessoas tiverem um sistema imunológico muito enfraquecido, às vezes até três semanas. Outros antibióticos eficazes incluem a azitromicina, claritromicina e doxiciclina.

Pessoas com febre de Pontiac não necessitam de antibióticos.

Mais informações

OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais
Obtenha o

Também de interesse

MÍDIAS SOCIAIS

PRINCIPAIS