Manual MSD

Please confirm that you are not located inside the Russian Federation

Carregando

Cuidados paliativos

Por

Elizabeth L. Cobbs

, MD, George Washington University;


Karen Blackstone

, MD, George Washington University;


Joanne Lynn

, MD, MA, MS, Altarum Institute

Última revisão/alteração completa out 2019| Última modificação do conteúdo out 2019
Clique aqui para a versão para profissionais
OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais

Os cuidados paliativos são um conceito e um programa de tratamento especificamente planejados para reduzir o sofrimento para pessoas em estado terminal e seus familiares. Nos Estados Unidos, o programa de cuidados paliativos é o único programa de cuidados abrangentes que está amplamente disponível para apoiar pessoas muito doentes onde moram. Os programas de cuidados paliativos renunciam à maioria dos exames diagnósticos e dos tratamentos de prolongamento da vida, em favor do alívio dos sintomas. Eles também educam a pessoa em estado terminal e os familiares sobre o tratamento apropriado e de conforto. Embora os programas de cuidados paliativos não enfatizem o prolongamento da vida, o bom cuidado paliativo pode prolongar um pouco a vida, talvez por evitar os potenciais efeitos colaterais sérios da cirurgia e dos tratamentos com medicamentos agressivos que as pessoas podem receber em outro local.

  • Os programas de cuidados paliativos têm como objetivo o alívio do sintoma, tratamento confortável e apoio emocional para o paciente a família.

  • Os programas de cuidados paliativos não enfatizam o exame de diagnóstico, encontrar a cura ou prolongar a vida.

No cuidado paliativo típico, um familiar, um amigo próximo ou ambos ajudam a tomar as decisões para a pessoa seriamente doente quando ela não é mais competente ou capaz. A equipe de cuidados paliativos geralmente visita a pessoa tanto quanto ela necessita, podendo até ser diariamente, e alguém está disponível para contato por telefone todo o tempo. A equipe de cuidados paliativos é especialmente treinada para ajudar a tratar os sintomas e fornecer apoio emocional e espiritual, junto com cuidados práticos de saúde.

Os cuidados paliativos sempre envolvem diferentes tipos de profissionais, como médicos, enfermeiros, assistentes sociais, atendentes (por exemplo, cuidados de saúde domiciliar) e, se necessário, fonoaudiólogos, fisioterapeutas e terapeutas ocupacionais. Farmacêuticos, nutricionistas e outros terapeutas também podem estar envolvidos.

A equipe do programa de cuidados paliativos trata as pessoas em casa ou em casas de repouso. Embora a equipe do programa de cuidados paliativos geralmente não trate pessoas em hospitais e centros de reabilitação, muitos hospitais estão estabelecendo programas de cuidado que tratam os sintomas completamente, e ajudam na tomada de decisões (serviços de cuidado paliativo) para orientar os mesmos assuntos de cuidado.

Os programas de cuidados paliativos diferem dos outros serviços, por fornecerem rapidamente os tratamentos e os dispositivos que eles apoiam e usam. Se o cuidado paliativo serve melhor a uma pessoa especial e sua família, ou não, depende das suas necessidades e desejos, em termos financeiros, e das habilidades e capacidades dos programas locais.

O cuidado paliativo pode fornecer a maioria dos tratamentos médicos necessários, e os médicos permanecem envolvidos. Os enfermeiros obrigatoriamente supervisionam o plano geral de cuidado, incluindo uso de medicamentos, oxigenoterapia e cânulas intravenosas ou outros equipamentos especiais. Assistentes sociais, capelães e voluntários treinados ajudam a orientação interpessoal, espiritual e questões financeiras. Os conselheiros de luto fornecem apoio e ideias durante o processo de condolências. Os planos de cuidados paliativos ajudam os familiares a se prepararem para os desafios de encarar a morte de um ente querido, e lidar com a situação no momento da morte, incluindo suas funções e como obter a ajuda necessária.

A maioria das pessoas doentes o suficiente para precisar de cuidados paliativos também exige alguma assistência com as atividades diárias (por exemplo, vestir-se, tomar banho e preparar os alimentos) e alguns podem ser completamente dependentes. Os familiares e amigos frequentemente fornecem esse cuidado, e os cuidados paliativos e a família podem fornecer ajuda paga adicional de assistentes de cuidados em casa.

O Medicare ou os seguros normalmente pagam pelos cuidados paliativos, mas geralmente apenas depois que um médico certifica que a pessoa tem um distúrbio fatal e que a expectativa de vida é menor que seis meses. As pessoas ainda continuam cobertas pelo seu seguro médico regular para os quadros clínicos não relacionados ao diagnóstico de cuidados paliativos. Os cuidados paliativos podem ser interrompidos a qualquer momento, por exemplo, se a saúde da pessoa melhorar ou se ela desejar tentar um tratamento promissor para sua doença de base.

Mais informações

OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais

Também de interesse

Vídeos

Visualizar tudo
O corpo humano: Células, tecidos, órgãos e sistemas
Vídeo
O corpo humano: Células, tecidos, órgãos e sistemas

MÍDIAS SOCIAIS

PRINCIPAIS