Manual MSD

Please confirm that you are not located inside the Russian Federation

Carregando
Fatos rápidos

Linfomas não Hodgkin

(Linfomas não Hodgkin)

Por

The Manual's Editorial Staff

Última revisão/alteração completa out 2019| Última modificação do conteúdo out 2019
Clique aqui para a versão para profissionais
Obtenha os detalhes completos
Recursos do assunto

O que são linfomas não Hodgkin?

Linfoma é o câncer de um tipo de glóbulo branco chamado linfócito. Os linfócitos e outros glóbulos brancos ajudam o corpo a combater doenças.

Os linfócitos viajam através dos vasos sanguíneos e depois através do sistema linfático. O sistema linfático é formado por linfonodos e vasos linfáticos. Os linfonodos são órgãos pequenos, em forma de feijão, que combatem doenças e estão localizados no pescoço, na virilha e nas axilas.

Sistema linfático: Ajuda a proteger contra as infecções

Sistema linfático: Ajuda a proteger contra as infecções

No linfoma, os linfócitos passam a crescer desordenadamente e se acumulam nos linfonodos e às vezes no fígado, no baço e nas cavidades ósseas (medula óssea).

Os linfomas não Hodgkin compreendem um grupo de muitos linfomas diferentes. Eles podem envolver vários tipos diferentes de linfócitos. O linfoma de Hodgkin envolve um tipo específico de linfócito.

  • Os linfomas não Hodgkin são mais comuns que o linfoma de Hodgkin

  • A maioria das pessoas é curada ou sobrevive por muitos anos

  • Linfonodos inchados e aumentados são sintomas de linfomas não Hodgkin — os linfonodos aumentam de tamanho, mas geralmente não ficam doloridos

  • Pode haver dor ou problemas respiratórios se o inchaço dos linfonodos causar pressão nos órgãos

  • O tratamento pode incluir radioterapia, quimioterapia, outros medicamentos chamados anticorpos monoclonais ou uma combinação desses tratamentos

Os médicos agrupam os linfomas não Hodgkin em dois tipos principais:

  • Linfoma indolente, de crescimento lento

  • Linfoma agressivo, de crescimento rápido

O linfoma indolente é mais fácil de tratar, e é possível viver com ele por muitos anos. Mas, em geral, ele não pode ser curado. O linfoma agressivo requer tratamento intensivo, mas, muitas vezes, pode ser curado.

Os linfomas não Hodgkin podem surgir em qualquer idade.

O que causa os linfomas não Hodgkin?

Os médicos não sabem o que causa os linfomas não Hodgkin. Alguns tipos podem ser causados por vírus.

Quais são os sintomas dos linfomas não Hodgkin?

Primeiramente:

  • Os linfonodos no pescoço, debaixo do braço ou na virilha incham rapidamente e aumentam de tamanho, mas geralmente não doem.

Posteriormente, podem surgir outros sintomas, como:

  • Tosse ou problemas para respirar

  • Inchaço na face, no pescoço, nos braços e nas pernas

  • Falta de apetite ou vômitos

  • Constipação (dificuldade em defecar)

  • Dor na barriga

  • Sensação de fraqueza e cansaço

  • Ter hematomas ou sangramentos com mais facilidade

Em crianças, os primeiros sintomas podem ser diferentes e incluir:

  • Anemia (baixo número de glóbulos vermelhos)

  • Erupção cutânea

  • Fraqueza e sensações incomuns

Como os médicos sabem se uma pessoa tem linfoma não Hodgkin?

Os médicos suspeitam de linfoma não Hodgkin quando a pessoa apresenta muitos linfonodos inchados, indolores que não desaparecem depois de algumas semanas.

Para fazer o diagnóstico, os médicos realizam uma:

  • Biópsia (uma pequena incisão para retirar um linfonodo inchado e examiná-lo ao microscópio)

Se os médicos suspeitarem de linfoma não Hodgkin em função dos sintomas, eles farão uma biópsia dos linfonodos (retirar um fragmento de tecido para examiná-lo ao microscópio).

Antes que os médicos administrem tratamento para linfoma não Hodgkin, eles precisam saber o quanto ele se disseminou. Os médicos realizam diversos testes para analisar a disseminação do linfoma não Hodgkin, tais como:

  • Biópsia da medula óssea

  • Radiografias do tórax

  • Exame de TC do tórax, da área do abdômen e da pelve

Como os médicos tratam os linfomas não Hodgkin?

Se a pessoa tiver um linfoma indolente que não se disseminou, talvez ela não precise de tratamento por vários anos. Do contrário, os médicos iniciarão o tratamento imediatamente. O tratamento necessário depende do tipo de linfoma não Hodgkin e do quanto ele se disseminou.

O tratamento de linfoma não Hodgkin pode incluir:

  • Anticorpos monoclonais na veia — esses anticorpos usam o sistema imunológico para combater o câncer

Se o linfoma retornar após um tratamento bem-sucedido (reincidir), os médicos poderão tentar:

OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais

Também de interesse

Vídeos

Visualizar tudo
Doença falciforme
Vídeo
Doença falciforme
A doença falciforme é uma doença do sangue que é herdada de ambos os pais. Esse distúrbio...
Coágulos sanguíneos: fechamento das rupturas
Vídeo
Coágulos sanguíneos: fechamento das rupturas
O sangramento ocorre quando há uma ruptura na parede de um vaso sanguíneo. O controle da hemorragia...

MÍDIAS SOCIAIS

PRINCIPAIS