Manual MSD

Please confirm that you are not located inside the Russian Federation

Carregando
Fatos rápidos

Esclerose lateral amiotrófica (ELA)

(Doença de Lou Gehrig)

Por

The Manual's Editorial Staff

Última revisão/alteração completa ago 2018| Última modificação do conteúdo ago 2018
Clique aqui para a versão para profissionais
Obtenha os detalhes completos
OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais

Os músculos se movem quando o cérebro envia um sinal para eles através dos nervos.

Neurônios motores são os nervos que enviam aos músculos os sinais para se moverem. Os sinais percorrem o cérebro através da medula espinhal e dos nervos até os músculos.

Doenças dos neurônios motores são doenças que destroem lentamente os neurônios motores. Quando os neurônios motores param de trabalhar, os músculos não recebem o sinal para se mover.

O que é ELA?

A esclerose lateral amiotrófica (ELA) é a forma mais comum de doença dos neurônios motores. Ela é frequentemente chamada de doença de Lou Gehrig. Lou Gehrig foi um famoso jogador de beisebol da década de 30 que teve ELA.

  • ELA surge muito lentamente

  • Os músculos se tornam gradualmente fracos e rígidos

  • Por fim, não se consegue caminhar, falar ou engolir

  • Quando não se consegue engolir, será necessária uma sonda de alimentação

  • Se os músculos respiratórios forem afetados, será necessário um ventilador (máquina para ajudar a respirar)

  • Não há cura, mas os medicamentos podem ajudar nos sintomas

  • Cerca de metade das pessoas com ELA morre dentro de três anos, mas algumas vivem mais de dez anos

Existem vários outros tipos de doenças dos neurônios motores, incluindo esclerose lateral primária, paralisia bulbar progressiva e atrofia muscular progressiva. Todas elas causam fraqueza e incapacidade graves.

Quais são os sintomas de ELA?

Os sintomas iniciais de ELA incluem:

  • Alterações da coordenação motora e fraqueza nas mãos

  • Às vezes, fraqueza nos pés, boca ou garganta

  • Cãibras musculares

  • Perda de peso

  • Muito cansaço

A fraqueza muscular dificulta controlar a expressão no rosto. Começa a haver dificuldade para engolir e pode-se engasgar com líquidos ou babar. A voz pode não soar bem.

Os músculos que não são usados começam a diminuir de tamanho e a enrijecer. Pode-se perceber primeiro a retração nos músculos das mãos.

A fraqueza piora lentamente e começa a afetar outros músculos. Por fim, os músculos por todo o corpo são afetados, exceto os músculos que movimentam seus olhos.

Posteriormente à medida que a fraqueza piora pode-se:

  • Necessitar de ajuda para comer e vestir-se

  • Ter espasmos musculares

  • Necessitar de ajuda para caminhar e, por fim, precisar de uma cadeira de rodas

  • Não conseguir engolir sem engasgar e precisar de uma sonda de alimentação

  • Ter dificuldade para respirar

Finalmente, a dificuldade respiratória piorará de tal de modo que será preciso ser conectado a um ventilador (máquina de respiração).

A ELA não afeta a mente, de modo que é possível raciocinar claramente mesmo quando a fraqueza tiver se agravado. No entanto, a ELA pode afetar as emoções, de modo que a pessoa ri ou chora sem motivo. Além disso, é comum ficar deprimido devido à gravidade da doença.

Como os médicos sabem se eu tenho ELA?

Os médicos realizam exames para diagnosticar a ELA, como:

  • RM (um exame de imagem que utiliza um forte campo magnético para criar uma imagem detalhada do interior do seu corpo).

  • Eletromiografia (um teste muscular que usa agulhas pequenas para registrar a atividade elétrica dos seus músculos)

  • Estudos de condução nervosa (um teste nos nervos que utiliza pequenas descargas elétricas para verificar como um nervo conduz sinais)

  • Exames de sangue

  • Exames de urina

  • Punção lombar (um exame que usa uma amostra de líquido coletada do seu canal espinhal)

  • Teste genético (um exame que utiliza uma pequena amostra do seu sangue, pele ou outro tecido para detectar problemas que ocorrem em famílias)

Como os médicos tratam ELA?

Não há cura para ELA ou para outras doenças dos neurônios motores.

Os médicos tratam seus sintomas com:

  • Fisioterapia para manter suas articulações flexíveis e retardar a perda de músculo

  • Terapia ocupacional para prevenir engasgo ao comer, ou uma sonda de alimentação no estômago se você não conseguir mais engolir

  • Medicamentos para ajudar nos espasmos ou cãibras musculares

  • Medicamentos para ajudar nas explosões emocionais ou depressão

  • Medicamentos para ajudar a não babar

  • Remédio para dor

  • Um ventilador (máquina de respiração) se você estiver muito fraco para respirar por si só

Mesmo com sondas de alimentação e ventiladores, cerca de metade das pessoas com ELA morre dentro de cerca de três anos. No entanto, algumas pessoas vivem mais de dez anos e, muito raramente, trinta anos ou mais.

Se você tiver ELA ou uma das outras perigosas doenças dos neurônios motores, você pode querer preparar instruções prévias. Uma instrução prévia é um plano que informa os entes queridos e médicos sobre os tipos de cuidados médicos que se deseja ao fim da vida.

OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais
Obtenha o

Também de interesse

Vídeos

Visualizar tudo
Punção lombar
Vídeo
Punção lombar
A medula espinhal é um feixe de nervos que percorre desde a base do cérebro por todas as costas...
Modelos 3D
Visualizar tudo
Coluna vertebral e medula espinhal
Modelo 3D
Coluna vertebral e medula espinhal

MÍDIAS SOCIAIS

PRINCIPAIS