Manual MSD

Please confirm that you are not located inside the Russian Federation

Carregando

Excesso de niacina

(Toxicidade da niacina; toxicidade do ácido nicotínico)

Por

Larry E. Johnson

, MD, PhD, University of Arkansas for Medical Sciences

Última revisão/alteração completa out 2019| Última modificação do conteúdo out 2019
Clique aqui para a versão para profissionais
OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais

A niacina (ácido nicotínico, mas não a nicotinamida) em doses elevadas pode ser receitada para reduzir os níveis de colesterol e triglicerídeos (lipídios) no sangue.

A niacina, uma vitamina do complexo B, é essencial para o processamento (metabolismo) de carboidratos, gorduras e muitas outras substâncias no organismo e para o funcionamento normal das células. Boas fontes de niacina incluem levedura seca, fígado, carne vermelha, aves, peixe, legumes e produtos e pães feitos a partir de cereais integrais ou enriquecidos.

O termo “ niacina” é utilizado de duas formas: como sinônimo de ácido nicotínico e como um termo mais amplo, que inclui nicotinamida e ácido nicotínico, duas formas desta vitamina do complexo B.

Doses elevadas de ácido nicotínico podem trazer os seguintes efeitos benéficos:

  • Os níveis de triglicerídeos diminuem

  • Os níveis de colesterol de lipoproteína de alta densidade (HDL, “o colesterol bom”) aumentam

  • Os níveis de colesterol de lipoproteína de baixa densidade (LDL, “o colesterol ruim”) diminuem moderadamente

No entanto, não se sabe ao certo se tomar suplementos de ácido nicotínico reduz o risco de doença arterial coronariana e acidente vascular cerebral.

Essas doses elevadas de ácido nicotínico podem causar rubor, prurido, gota, lesões hepáticas (raramente) e aumento dos níveis de açúcar (glicose) no sangue. O rubor pode piorar após ingerir álcool, estar fisicamente ativo, sob exposição à luz solar e comer alimentos apimentados.

A maioria desses efeitos pode ser minimizada se houver início com uma dose relativamente baixa e aumento gradual da dose. Tomar aspirina antes de tomar ácido nicotínico e administrar o ácido nicotínico após as refeições também auxilia.

Se os efeitos colaterais do ácido nicotínico forem intoleráveis, a dose pode ser reduzida ou substituída por outras formulações (em especial as de liberação lenta) ou é possível interromper a dose de ácido nicotínico e substituir por outro medicamento redutor de lipídios.

OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais
Obtenha o

Também de interesse

Vídeos

Visualizar tudo
Considerações gerais sobre vitaminas e minerais
Vídeo
Considerações gerais sobre vitaminas e minerais
O corpo humano precisa de várias vitaminas e minerais para se desenvolver. Muitos desses nutrientes...

MÍDIAS SOCIAIS

PRINCIPAIS