Manual MSD

Please confirm that you are not located inside the Russian Federation

Carregando

Deficiência de vitamina B12

(Anemia perniciosa)

Por

Larry E. Johnson

, MD, PhD, University of Arkansas for Medical Sciences

Última revisão/alteração completa out 2019| Última modificação do conteúdo out 2019
Clique aqui para a versão para profissionais
OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais

A deficiência de vitamina B12 pode ocorrer em veganos que não tomam suplementos ou em decorrência de um distúrbio de absorção.

  • Desenvolve-se anemia, causando palidez, fraqueza, fadiga, e, se for grave, falta de ar e tonturas.

  • Uma deficiência grave de vitamina B12 pode lesionar os nervos, causando formigamento ou perda de sensibilidade nas mãos e nos pés, fraqueza muscular, perda de reflexos, dificuldade em andar, confusão e demência.

  • O diagnóstico de deficiência de vitamina B12 toma por base os exames de sangue.

  • Quando altas doses de suplementos de vitamina B12 são administradas, os sintomas da anemia tendem a se resolver.

  • Os sintomas provocados por danos nos nervos e demência em pessoas idosas podem persistir.

A vitamina B12 (cobalamina), juntamente com o folato, é necessária para a formação e o amadurecimento dos glóbulos vermelhos e para a síntese do ácido desoxirribonucleico (ácido desoxirribonucleico), que é o material genético das células. A vitamina B12 é também necessária para uma função normal dos nervos. Boas fontes de vitamina B12 incluem carnes (especialmente carne bovina, suína, fígado e outras vísceras), ovos, cereais enriquecidos, leite, amêijoas, ostras, salmão e atum. (Consulte também Considerações gerais sobre vitaminas.)

Ao contrário da maioria das vitaminas, a B12 é armazenada em quantidades substanciais, principalmente no fígado, até ser necessária pelo organismo. Se uma pessoa parar de consumir a vitamina, os estoques dessa vitamina no organismo geralmente levam entre três e cinco anos para se esgotar.

As pessoas não devem tomar altas doses de vitamina B12 como uma panaceia, mas, de outro modo, a vitamina não parece ser tóxica; portanto, consumir quantidades excessivas de B12 não é uma preocupação.

A vitamina B12 está presente em alimentos de origem animal. Normalmente, a vitamina B12 é prontamente absorvida na última parte do intestino delgado (íleo), que se comunica com o intestino grosso. No entanto, para ser absorvida, essa vitamina tem que ser combinada com o fator intrínseco, a proteína produzida pelo estômago. Sem este, a vitamina B12 permanece no intestino e é excretada com as fezes.

Uma vez que a vitamina B12 é necessária para a formação de células sanguíneas maduras, a deficiência dessa vitamina pode causar anemia. A anemia é caracterizada por glóbulos vermelhos anormalmente grandes (macrócitos) e glóbulos brancos do sangue anormais. A anemia não pode desenvolver-se por até 3 a 5 anos após a deficiência ter início, pois uma grande quantidade de vitamina B12 é armazenada no fígado.

A deficiência de vitamina B12 também pode causar lesões nervosas (neuropatia), mesmo na ausência de anemia.

Causas

A deficiência de vitamina B12 pode ocorrer devido ao seguinte:

  • As pessoas não consomem uma quantidade suficiente de vitamina B12.

  • O organismo não absorve ou armazena uma quantidade suficiente de vitamina.

Consumo inadequado

A deficiência de vitamina B12 se desenvolve em pessoas que não consomem nenhum produto de origem animal (veganos), a menos que tomem suplementos. Se uma mãe vegana amamentar seu bebê, ele correrá o risco de apresentar uma deficiência de vitamina B12. Deficiência devido ao consumo inadequado é improvável em outras pessoas.

Absorção inadequada

A causa mais comum da deficiência de vitamina B12 é a absorção inadequada. Os seguintes quadros clínicos podem causar uma absorção inadequada:

  • Crescimento excessivo de bactérias em uma parte do intestino delgado

  • Comprometimento da absorção (distúrbios de má absorção, como doença celíaca ou determinadas doenças pancreáticas)

  • Doença inflamatória intestinal afetando a última parte do intestino delgado

  • Uma cirurgia que remove a parte do intestino delgado onde a vitamina B12 é absorvida

  • Medicamentos, como antiácidos e metformina (utilizada para tratar o diabetes)

  • Exposição repetida ao óxido nitroso (gás hilariante)

  • Falta de fator intrínseco

  • Diminuição da acidez do estômago (comum entre idosos)

O fator intrínseco pode estar ausente devido à presença de anticorpos anômalos, produzidos por um sistema imunológico hiperfuncional, que ataca e destrói as células do estômago produtoras do fator intrínseco, uma reação autoimune chamada gastrite atrófica metaplásica autoimune. O fator intrínseco pode estar ausente porque a parte do estômago onde o fator intrínseco é produzido foi removida cirurgicamente. A deficiência de vitamina B12 devido à falta de fator intrínseco provoca um tipo de anemia chamada anemia perniciosa.

A absorção pode ser inadequada nos idosos, porque a acidez do estômago é reduzida. A diminuição da acidez do estômago reduz a capacidade de o organismo retirar a vitamina B12 da proteína da carne. No entanto, a vitamina B12 encontrada em suplementos vitamínicos pode continuar a ser bem absorvida, mesmo em pessoas com diminuição do ácido estomacal.

Armazenamento inadequado

As doenças hepáticas podem interferir no armazenamento de vitamina B12, uma vez que a maior parte da vitamina B12 do organismo é armazenada no fígado.

Sintomas

A anemia por deficiência da vitamina B12 se desenvolve de forma gradativa, permitindo ao organismo certo grau de adaptação. Consequentemente, os sintomas podem ser leves, mesmo quando a anemia for grave.

Os sintomas de anemia são

  • Palidez

  • Fraqueza

  • Fadiga

A anemia grave causa sensação de falta de ar, tontura e aumento da frequência cardíaca. Ocasionalmente, o baço e o fígado podem ter seu tamanho aumentado.

Adultos mais jovens que têm anemia perniciosa (devido à falta de fator intrínseco) são mais propensos a desenvolver cânceres de estômago e outros cânceres gastrointestinais.

Em pessoas com lesões nos nervos, as pernas são afetadas mais cedo e com mais frequência do que os braços. É sentido um formigamento nos pés e nas mãos, ou perde-se a sensação nas pernas, pés e mãos. Seus braços e pernas podem apresentar sensação de fraqueza. As pessoas têm capacidade diminuída de dizer onde estão seus braços e pernas (senso de posição) e de sentir vibrações. Existe fraqueza muscular leve a moderada e os reflexos podem estar ausentes. A caminhada torna-se difícil.

Algumas pessoas sentem confusão, irritabilidade e depressão leve. A deficiência avançada da vitamina B12 pode ser a causa de delirium, paranoia (pensar que as pessoas pretendem prejudicá-las) e função mental comprometida, incluindo demência.

Diagnóstico

  • Exames de sangue

  • Às vezes, em adultos mais jovens, o teste de Schilling

  • Ocasionalmente, endoscopia

Geralmente, a suspeita da existência de uma deficiência de vitamina B12 ocorre quando as análises sanguíneas de rotina detectam glóbulos vermelhos grandes. Às vezes, o médico suspeita que ela está presente quando a pessoa apresenta sintomas característicos de lesões nos nervos, como formigamento ou perda de sensibilidade. Se houver suspeita de deficiência, deve-se medir a quantidade de vitamina B12 presente no sangue.

Geralmente, o médico também mede os níveis de ácido fólico no sangue para descartar a possibilidade de deficiência de ácido fólico, que também pode causar a presença de glóbulos vermelhos grandes.

Caso a deficiência de vitamina B12 seja confirmada em um idoso, não serão necessários outros exames, pois a causa, como a baixa acidez gástrica, não é habitualmente grave. Em pessoas mais jovens, outros exames, incluindo outros exames de sangue, podem ser realizados para determinar a causa. Esses exames (incluindo o teste de Schilling) normalmente se concentram no fator intrínseco.

teste de Schilling

Para o teste de Schilling, as pessoas recebem duas doses de vitamina B12. A primeira é marcada com uma pequena quantidade de substância radioativa e é ingerida por via oral. A segunda é uma injeção de uma quantidade maior de vitamina B12 que não é marcada radioativamente. Depois da injeção, a quantidade de vitamina B12 marcada na urina é medida para determinar se o organismo absorve uma quantidade normal de vitamina. Se isso não ocorrer, a deficiência é confirmada, e o teste é repetido para verificar a causa. Dessa vez, as pessoas recebem o fator intrínseco juntamente com a vitamina B12, ingerido por via oral. Caso o fator intrínseco permita ao organismo absorver maiores quantidades da vitamina, a deficiência é causada pela falta do fator intrínseco, confirmando assim o diagnóstico de anemia perniciosa.

Endoscopia

Pode ser realizada uma endoscopia (uso de um tubo de visualização flexível para examinar diretamente as estruturas internas) para verificar se há destruição de células do estômago que produzem o fator intrínseco.

Prevenção

No caso de bebês de mães veganas, iniciar com suplementos de vitamina B12 imediatamente após o nascimento ajuda a prevenir a deficiência de vitamina B12.

Tratamento

  • Suplementos de vitamina B12

  • Em pessoas com lesão nos nervos, são administradas injeções de vitamina B12

Pessoas idosas com deficiência de vitamina B12 se beneficiam da ingestão de suplementos de vitamina B12 pois, geralmente, a deficiência é causada pela dificuldade de absorção da vitamina a partir da carne. Elas podem absorver a vitamina mais facilmente de suplementos do que da carne.

O tratamento da deficiência de vitamina B12 ou da anemia perniciosa consiste em suplementos de altas doses de vitamina B12. Se as pessoas tiverem deficiência, mas não apresentarem sintomas, a vitamina pode ser administrada por via oral. Exames de sangue são realizados periodicamente para certificar-se de que o nível de vitamina B12 retornou e permanece normal.

As pessoas com sintomas decorrentes de lesões nervosas geralmente recebem a vitamina B12 através de injeção muscular. As injeções podem ser autoadministradas diária ou semanalmente durante várias semanas, até que o nível de vitamina B12 volte ao normal. Posteriormente, as injeções podem ser administradas uma vez por mês por tempo indefinido, a menos que a deficiência consiga ser corrigida.

A anemia normalmente se resolve dentro de aproximadamente seis semanas. Porém, se os sintomas graves decorrentes de lesões nervosas durarem meses ou anos, eles podem se tornar permanentes. Na maioria das pessoas idosas com deficiência de vitamina B12 e demência, a função mental não melhora após o tratamento.

OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais
Obtenha o

Também de interesse

Vídeos

Visualizar tudo
Considerações gerais sobre vitaminas e minerais
Vídeo
Considerações gerais sobre vitaminas e minerais
O corpo humano precisa de várias vitaminas e minerais para se desenvolver. Muitos desses nutrientes...

MÍDIAS SOCIAIS

PRINCIPAIS