Manual MSD

Please confirm that you are not located inside the Russian Federation

Carregando

Exame da medula óssea

Por

David J. Kuter

, MD, DPhil, Harvard Medical School

Última revisão/alteração completa set 2019| Última modificação do conteúdo set 2019
Clique aqui para a versão para profissionais
OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais
Recursos do assunto

Os glóbulos vermelhos, a maioria dos glóbulos brancos e as plaquetas são produzidos na medula óssea, o tecido macio e gorduroso encontrado nas cavidades ósseas. Às vezes, uma amostra de medula óssea precisa ser examinada para se determinar por que as células sanguíneas estão anormais ou por que há um número demasiadamente pequeno ou demasiadamente grande de um tipo específico de células sanguíneas. O médico pode extrair dois tipos diferentes de amostras de medula óssea:

  • Aspirado de medula óssea: Remoção do líquido e das células pela inserção de uma agulha na medula óssea e sucção (aspiração) do líquido e das células

  • Biópsia de fragmento de medula óssea: Remoção de um pedaço intacto da medula óssea com a utilização de um dispositivo para perfuração (semelhante a uma agulha de diâmetro maior)

O aspirado da medula óssea revela quais células, normais e anormais, estão presentes na medula óssea e fornece informações sobre seu tamanho, volume e outras características. Exames especiais, tais como culturas de bactérias, fungos ou vírus, análise cromossômica e análise de proteínas da superfície celular, podem ser realizados na amostra.

A biópsia de fragmento remove um pedaço inteiro de medula óssea e mostra não apenas quais células estão presentes, mas também o grau de preenchimento da medula óssea com células e onde as células estão localizadas no interior da medula óssea.

Coleta de uma amostra de medula óssea

Amostras de medula óssea são em geral coletadas do osso do quadril (crista ilíaca). A pessoa pode se deitar de lado, de costas para o médico, com o joelho da perna superior dobrado. Após desinfetar a pele e anestesiar a área sobre o osso com um anestésico local, o médico introduz uma agulha no osso e recolhe a amostra de medula.

Coleta de uma amostra de medula óssea

Ainda que o aspirado com frequência forneça informações suficientes para um diagnóstico, o processo de coleta da medula com seringa danifica a frágil medula óssea. Como resultado, fica difícil determinar a disposição original das células.

Quando se precisa determinar a relação anatômica exata entre os diferentes tipos de células, assim como a estrutura dos tecidos avaliados, o médico faz também uma biópsia de fragmento. Um pequeno fragmento de medula óssea intacta é retirado com uma agulha especial de biópsia de medula óssea e fatiado em seções finas que são examinadas ao microscópio.

Ambos os tipos de amostras são geralmente retirados do osso do quadril (crista ilíaca), frequentemente durante um único procedimento. Os aspirados são raramente retirados do esterno. Em crianças muito pequenas, as amostras de medula óssea são ocasionalmente extraídas dos ossos da parte inferior da perna (tíbia).

A extração de uma amostra de medula óssea começa com a limpeza, esterilização e anestesia da pele sobre o osso. O procedimento costuma causar dor leve seguida de pequeno desconforto. O procedimento demora alguns minutos e não causa danos duradouros ao osso.

OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais
Obtenha o

Também de interesse

Vídeos

Visualizar tudo
Considerações gerais sobre o sangue
Vídeo
Considerações gerais sobre o sangue
Linfoma não Hodgkin
Vídeo
Linfoma não Hodgkin
O sistema linfático é parte do sistema imunológico do corpo, responsável por manter o corpo...

MÍDIAS SOCIAIS

PRINCIPAIS