Manual MSD

Please confirm that you are not located inside the Russian Federation

honeypot link

Distúrbios do ouvido causados por fármacos

(Ototoxicidade)

Por

Lawrence R. Lustig

, MD, Columbia University Medical Center and New York Presbyterian Hospital

Última revisão/alteração completa jun 2020| Última modificação do conteúdo jun 2020
Clique aqui para a versão para profissionais

Muitos fármacos podem lesionar os ouvidos (fármacos ototóxicos). Alguns fármacos ototóxicos incluem os antibióticos estreptomicina, tobramicina, gentamicina, neomicina e vancomicina, certos fármacos quimioterápicos (como por exemplo a cisplatina), furosemida e aspirina.

Se as pessoas vão desenvolver ototoxicidade medicamentosa depende de vários fatores, incluindo:

  • Quanto do fármaco a pessoa tomou (a dose)

  • Por quanto tempo a pessoa tomou o fármaco

  • Se a pessoa tem a função renal reduzida, dificultando a eliminação do medicamento do organismo

  • Se a pessoa tem histórico familiar de distúrbios auditivos causados por fármacos

  • Se a composição genética da pessoa a torna mais susceptível aos efeitos dos fármacos ototóxicos

  • Se a pessoa está tomando mais de um fármaco ototóxico ao mesmo tempo

Sintomas de doenças do ouvido relacionadas a medicamento

Prevenção de doenças do ouvido relacionadas a medicamento

As pessoas devem tomar as menores doses eficazes de fármacos ototóxicos e as doses devem ser monitoradas de perto (por exemplo, medindo os níveis do fármaco na corrente sanguínea, quando possível). Se possível, antes de iniciar o tratamento com um fármaco ototóxico, as pessoas devem ter sua audição mensurada e então monitorada durante o tratamento, pois os sintomas são sinais de alerta tardios de que o fármaco está causando danos.

Para evitar atingir o feto, as mulheres grávidas devem evitar tomar antibióticos ototóxicos.

Idosos e pessoas com perda auditiva preexistente não devem ser tratados com fármacos ototóxicos se estiverem disponíveis outros fármacos eficazes.

Tratamento de doenças do ouvido relacionadas a medicamento

Quando os médicos detectam ototoxicidade eles param de administrar o fármaco (a menos que o distúrbio que está sendo tratado ponha em risco a vida da pessoa e não haja outras alternativas). Não existe tratamento para reverter a ototoxicidade, mas, às vezes, a audição ou a perda do equilíbrio podem ter uma recuperação parcial espontânea.

OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais
Obtenha o
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Teste os seus conhecimentos
Paralisia das cordas vocais
A paralisia das cordas vocais é a incapacidade de mover os músculos que controlam as cordas vocais. A paralisia pode afetar uma ou as duas cordas vocais. A paralisia de ambas as cordas vocais é potencialmente fatal. Das opções seguintes, qual é a causa mais provável de paralisia de ambas as cordas vocais?
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS

Também de interesse

Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
PRINCIPAIS