honeypot link

Manual MSD

Please confirm that you are not located inside the Russian Federation

Coceira de jóquei (Tinea cruris)

Por

Denise M. Aaron

, MD, Dartmouth-Hitchcock Medical Center

Última revisão/alteração completa fev 2020| Última modificação do conteúdo fev 2020
Clique aqui para a versão para profissionais
Recursos do assunto

A coceira de jóquei é uma infecção por dermatófito (fungo) na virilha.

  • Os sintomas de tinea cruris incluem uma erupção cutânea que coça e pode ser dolorosa.

  • Os médicos baseiam o diagnóstico em um exame da virilha.

  • O tratamento inclui medicamentos antimicóticos aplicados diretamente nas áreas afetadas ou às vezes tomados por via oral.

A tinea cruris é um tipo de dermatofitose. A tinea cruris é causada principalmente pelo fungo Trichophyton.

Essa infecção é muito mais comum nos homens porque a área entre o escroto e a coxa pode reter umidade. A tinea cruris se desenvolve com mais frequência no clima quente ou quando as pessoas usam roupas úmidas ou apertadas. As pessoas com obesidade apresentam risco porque suas pregas cutâneas retêm umidade.

A infecção começa nas pregas cutâneas da região genital e pode se espalhar até a parte superior interna das coxas, podendo ocorrer em ambos os lados. Geralmente, não afeta ou afeta pouco o escroto. A erupção cutânea tem uma extremidade escamosa e de cor rosa. A tinea cruris pode causar muita coceira e pode ser dolorosa. Esta infecção muitas vezes reincide, principalmente nas pessoas com onicomicose ou pé de atleta (tinea pedis), pois os fungos podem se espalhar a partir dessas infecções e ir para a virilha. As exacerbações ocorrem com mais frequência durante o verão.

Diagnóstico

  • Um exame médico da área da virilha

  • Exame de raspado de pele

O diagnóstico de tinea cruris é geralmente óbvio para os médicos, por meio de um exame físico.

Se o diagnóstico não for óbvio, os médicos podem fazer uma raspagem de pele e examiná-la ao microscópio para se certificarem de que a erupção cutânea está sendo causada por um fungo.

Tratamento

  • Medicamentos antimicóticos aplicados na pele ou às vezes tomados por via oral.

O tratamento de tinea cruris envolve creme ou loção antimicótica (como miconazol, naftifina, cetoconazol ou clotrimazol). (Consulte também a tabela Alguns medicamentos antimicóticos aplicados na pele (medicamentos tópicos).)

Medicamentos antimicóticos administrados por via oral (como o itraconazol ou a terbinafina) podem ser necessários no caso de pessoas com infecções amplamente disseminadas ou envolvendo inflamação ou infecções difíceis de curar.

OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais
Obtenha o

Também de interesse

MÍDIAS SOCIAIS

PRINCIPAIS