Manual MSD

Please confirm that you are not located inside the Russian Federation

Carregando

Infecções necrosantes da pele

Por

A. Damian Dhar

, MD, JD, North Atlanta Dermatology

Última revisão/alteração completa out 2019| Última modificação do conteúdo out 2019
Clique aqui para a versão para profissionais
OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais
Recursos do assunto

As infecções necrosantes da pele, como a celulite necrosante e a fasciite necrosante, são formas graves de celulite que se caracterizam pela morte da pele e tecidos infectados (necrose).

  • A pele infectada fica vermelha, quente ao toque e, às vezes, inchada, e bolhas de gás podem se formar sob a pele.

  • A pessoa geralmente sente dor intensa, muito mal-estar e febre alta.

  • O diagnóstico é feito com base na avaliação de um médico, radiografias e exames laboratoriais.

  • O tratamento envolve a remoção da pele morta, o que às vezes exige uma cirurgia mais extensiva, e a administração intravenosa de antibióticos.

A maioria das infecções não provoca a morte da pele, nem dos tecidos próximos. No entanto, algumas vezes, as infecções bacterianas podem fazer com que os pequenos vasos sanguíneos da área infectada coagulem. Essa coagulação faz com que os tecidos que eram alimentados por esses vasos morram por falta de sangue. O tecido morto é denominado necrótico. Como as defesas do organismo que se deslocam pela corrente sanguínea (como os glóbulos brancos do sangue e os anticorpos) não podem chegar a essa zona, a infecção se propaga rapidamente, podendo ser difícil de controlar. Esse distúrbio pode levar à morte, mesmo com tratamento adequado.

Algumas infecções necrosantes da pele se propagam profundamente ao longo da superfície do tecido conjuntivo que cobre o músculo (fáscia) e denominam-se fasciite necrosante. Outras infecções necrosantes da pele se espalham nas camadas mais superficiais da pele e são chamadas de celulite necrosante. Os responsáveis pelas infecções de pele necrosantes podem ser diferentes tipos de bactérias, como Streptococcus e Clostridia,, mas em muitas pessoas, as infecções são causadas por uma combinação de bactérias. A infecção de pele necrosante causada por estreptococos em particular foi denominada “doença devoradora de carne” pela imprensa leiga, mas difere pouco das outras.

Algumas infecções de pele necrosantes começam em feridas puntiformes ou lacerações, especialmente se estas estiverem contaminadas com sujeira ou resíduos. Outras começam nas incisões cirúrgicas ou mesmo na pele saudável. Algumas vezes, as pessoas com diverticulite, perfuração ou tumores do intestino desenvolvem infecções necrosantes da parede abdominal, da região genital ou dos músculos. Essas infecções ocorrem quando certas bactérias se liberam do intestino e conseguem chegar à pele. As bactérias podem criar, inicialmente, um abscesso (bolsa de pus) na cavidade abdominal e propagar-se diretamente até a pele ou alastrar-se pela corrente sanguínea até a pele e outros órgãos. As pessoas com diabetes apresentam risco maior de ter infecções necrosantes da pele.

Sintomas

Os sintomas de infecções de pele necrosantes muitas vezes começam como os de uma infecção de pele comum, a celulite. A pele pode ter um aspecto pálido no início, mas rapidamente se torna vermelha ou bronze, quente ao tato e, por vezes, inchada. Depois, fica violeta, frequentemente com o desenvolvimento de grandes bolhas cheias de líquido. O líquido dessas bolhas é de cor castanha, aquoso e, por vezes, tem um odor desagradável. As zonas de pele morta tornam-se negras (gangrena). Alguns tipos de infecção, incluindo aquelas causadas por Clostridia e bactérias diversas, produzem gás. O gás cria bolhas sob a pele e às vezes nas próprias bolhas, causando o rompimento da pele ao ser pressionada. Inicialmente, a zona afetada é dolorosa, mas quando a pele morre os nervos deixam de funcionar e a zona perde a sensibilidade.

A pessoa sente-se muito doente e tem febre alta, a frequência cardíaca aumenta e ocorre um distúrbio mental que oscila entre a confusão e a perda de consciência. A pressão arterial pode sofrer uma queda devido às toxinas secretadas pelas bactérias e à resposta do organismo à infecção (choque séptico). As pessoas podem desenvolver a síndrome do choque tóxico.

Diagnóstico

  • Avaliação de um médico

  • Exames laboratoriais

O médico pode fazer um diagnóstico de infecção cutânea necrosante da pele a partir do seu aspecto, sobretudo pela existência de bolhas de gás sob a pele. Os raios-X também podem mostrar a presença desse gás sob a pele.

O exame de sangue mostra, normalmente, um aumento no número de glóbulos brancos do sangue (leucocitose). As bactérias específicas causando a infecção são identificadas através de análise laboratorial de amostras de sangue ou tecido. No entanto, os médicos começam o tratamento antes de ter os resultados dos exames laboratoriais.

Prognóstico

O índice global de mortalidade é de cerca de 30%. Os adultos, as pessoas que têm outros problemas de saúde e aquelas nas quais a doença já alcançou um estado avançado têm um mau prognóstico. O diagnóstico e tratamento tardios e a remoção insuficiente por cirurgia do tecido morto pioram o prognóstico.

Tratamento

  • Extração cirúrgica do tecido morto

  • Antibióticos

  • Amputação, se necessário

O tratamento da fasciite necrosante consiste na remoção do tecido morto e administração de antibióticos por via intravenosa. Frequentemente, devem ser extraídas grandes quantidades de pele, tecido e músculos e, em alguns casos, é necessário amputar um braço ou uma perna afetada.

As pessoas podem precisar de grandes volumes de líquidos intravenosos antes e depois da cirurgia. Alguns médicos recomendam o tratamento em uma câmara de oxigênio de alta pressão (hiperbárica), mas não está claro o quanto isso pode ajudar. As pessoas que também desenvolvem a síndrome do choque tóxico podem receber imunoglobulina por via intravenosa.

OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais
Obtenha o

Também de interesse

Vídeos

Visualizar tudo
Urticária
Vídeo
Urticária
A urticária é uma doença de pele inofensiva causada pelo aumento de fluxo sanguíneo e de líquido...
Modelos 3D
Visualizar tudo
Eritema linear
Modelo 3D
Eritema linear

MÍDIAS SOCIAIS

PRINCIPAIS