Manual MSD

Please confirm that you are not located inside the Russian Federation

Carregando

Onicomicose

(tinea unguium)

Por

Chris G. Adigun

, MD, Dermatology & Laser Center of Chapel Hill

Última revisão/alteração completa dez 2019| Última modificação do conteúdo dez 2019
Clique aqui para a versão para profissionais
OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais
Recursos do assunto

A onicomicose é uma infecção fúngica das unhas.

Cerca de 10% das pessoas têm onicomicose, a qual, na maioria das vezes, afeta as unhas dos pés em vez de as unhas das mãos. Ela tem maior predominância entre pessoas idosas, principalmente homens, e em pessoas com má circulação nos pés (doença arterial periférica [ Cuidados com os pés]), diabetes ( Problemas de pé no diabetes), sistema imunológico enfraquecido (causado por um distúrbio ou medicamento), pé de atleta ou distrofias da unha.

A onicomicose reincide com frequência, mesmo após tratamento prolongado.

Causas

A maioria dos casos é causada por dermatófitos. Os dermatófitos são bolores (um tipo de fungo). O fungo pode ser adquirido através do contato com uma pessoa infectada ou do contato com uma superfície onde o fungo está presente, como o chão de um banheiro.

Sintomas

As unhas infectadas têm uma aparência anormal, mas não coçam nem doem. No caso de infecções leves, as unhas apresentam manchas com descoloração branca ou amarela. Uma escamação branca, pálida, pode se espalhar lentamente pela superfície da unha. No caso de infecções mais graves, as unhas engrossam e ficam com a aparência deformada e descolorida. Elas podem se soltar do leito ungueal ( Tumores das unhas). É habitual acumularem-se resíduos da unha infectada sob a extremidade livre.

Diagnóstico

  • Exame médico

  • Exame de resíduos da unha ou amostras da unha

Geralmente, o médico faz o diagnóstico com base na aparência das unhas. Para confirmar o diagnóstico de onicomicose, o médico pode ter que examinar uma amostra dos resíduos da unha ao microscópio e, às vezes, cultivar esta amostra para determinar o fungo causador da infecção ou cortar parte da unha e fazer um teste chamado reação em cadeia da polimerase (PCR). O teste de PCR é usado para produzir muitas cópias de um gene do fungo, tornando muito mais fácil identificar o fungo.

Tratamento

  • Medicamentos antimicóticos de uso oral

  • Às vezes, medicamentos antimicóticos tópicos

  • Possivelmente terapia a laser

Essas infecções fúngicas são difíceis de curar, mas não costumam causar complicações. Portanto, recomenda-se tratamento somente se os sintomas forem particularmente graves ou incômodos ou se a pessoa correr risco de complicações. Por exemplo, pessoas que têm diabetes ou vasculopatia periférica e onicomicose correm o risco de desenvolverem infecção potencialmente séria da pele e dos tecidos moles nos pés e nas pernas (chamado celulite).

Medicamentos antimicóticos de uso oral

Se for desejado o tratamento, o médico geralmente precisa receitar um medicamento tomado por via oral, como terbinafina, fluconazol ou itraconazol. Esses medicamentos antimicóticos são administrados por um longo período, normalmente, pelo menos, vários meses. No entanto, mesmo depois disso a unha não vai parecer normal até que uma unha nova e saudável cresça novamente, o que pode demorar 12 a 18 meses. A deformação ou descoloração existente da unha não melhora, mas a unha que está crescendo deve ter aspecto normal.

Tratamentos tópicos

O ciclopirox é um medicamento antimicótico que é misturado em um verniz para as unhas, mas ele não é muito eficaz quando usado sem medicamentos orais. Efinaconazol e tavaborol são novos medicamentos antimicóticos que podem ser aplicados diretamente na unha (uso tópico). Eles não são tão eficazes como os medicamentos orais, mas podem aumentar a chance de curar a infecção quando tomados com um medicamento oral. Eles também podem ser usados por pessoas que não podem tomar um dos medicamentos orais.

Tratamentos não farmacológicos

Não foi provado que a terapia com laser é um tratamento eficaz para onicomicose.

Cuidados com os pés

Para reduzir a possibilidade de uma reincidência, as unhas devem permanecer aparadas curtas, os pés devem ser secos após o banho (incluindo entre os dedos), devem ser usadas meias absorventes e deve ser utilizado talco ou creme antimicótico. Sapatos velhos podem conter uma alta concentração de esporos de fungos e, se possível, não devem ser usados.

OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais
Obtenha o

Também de interesse

Vídeos

Visualizar tudo
Acne
Vídeo
Acne
A pele contém muitos folículos pilosos diminutos, ou poros. Cada poro contém um pelo e uma...
Modelos 3D
Visualizar tudo
Eritema linear
Modelo 3D
Eritema linear

MÍDIAS SOCIAIS

PRINCIPAIS