Manual MSD

Please confirm that you are not located inside the Russian Federation

Carregando

Considerações gerais sobre o câncer

Por

Robert Peter Gale

, MD, PhD, Imperial College London

Última revisão/alteração completa jul 2018| Última modificação do conteúdo ago 2018
Clique aqui para a versão para profissionais
Fatos rápidos
OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais
Recursos do assunto

Um câncer é um crescimento anormal de células (geralmente derivadas de uma única célula anormal). As células perderam seus mecanismos normais de controle e, assim, são capazes de se multiplicar continuamente, invadir tecidos adjacentes, migrar para partes distantes do corpo e promover o crescimento de novos vasos sanguíneos, de onde as células conseguem nutrientes. As células cancerosas (malignas) podem desenvolver-se a partir de qualquer tecido do corpo.

À medida que as células cancerosas crescem e se multiplicam, formam uma massa de tecido, denominada tumor, que invade e destrói os tecidos normais adjacentes. O termo tumor refere-se a um crescimento ou massa anormal. Os tumores podem ser cancerosos ou não cancerosos. As células cancerosas do local primário (inicial) podem expandir-se pelo corpo (metástase).

Tipos de câncer

Os tecidos cancerosos (malignos) podem dividir-se em tecidos de sangue e em tecidos formadores de sangue (leucemia e linfomas) e em tumores “sólidos” (uma massa sólida de células), mais frequentemente chamados câncer. Os cânceres podem ser carcinomas ou sarcomas.

Leucemias e linfomas são cânceres do sangue, dos tecidos formadores de sangue e das células do sistema imunológico. Leucemias se originam de células formadoras do sangue e sobrepujam a produção de células sanguíneas normais na medula óssea. As células cancerígenas de linfomas expandem os linfonodos, produzindo grandes massas na axila, virilha, abdômen ou tórax.

Carcinomas são cânceres de células que revestem a pele, pulmões, aparelho digestivo e órgãos internos. Alguns exemplos de carcinomas são o câncer da pele, dos pulmões, do cólon, do estômago, da mama, da próstata e da glândula tireoide. Normalmente, os carcinomas têm uma incidência maior em idosos do que em jovens.

Sarcomas são cânceres de células mesodérmicas. As células mesodérmicas normalmente formam os músculos, vasos sanguíneos, ossos e tecido conjuntivo. Alguns exemplos de sarcomas são o leiomiossarcoma (câncer do músculo liso que se encontra na parede dos órgãos do aparelho digestivo) e o osteossarcoma (câncer dos ossos). Normalmente, os sarcomas têm uma incidência maior em jovens do que em idosos.

Tabela
icon

Tipos de câncer mais comuns em homens e mulheres*

Grupo

Câncer

Homens

Rim

Mulheres

*Os tipos de câncer mais comuns estão no topo da lista e quanto mais para baixo, menor a frequência. A ordem se baseia nas estimativas para 2018 provenientes da Sociedade Americana do Câncer. O câncer de pele é provavelmente o câncer mais frequente em homens e mulheres, mas somente um tipo de câncer, o melanoma, requer relato. O quanto outros tipos são comuns é menos óbvio. Assim, os números de câncer de pele são incompletos e, por isso, geralmente são excluídos das estatísticas.

Terminologia do Câncer

Os seguintes termos são frequentemente usados quando se discute sobre o câncer:

  • Agressividade: O grau (ou velocidade) com que o tumor cresce e se espalha.

  • Anaplasia: Uma falta de diferenciação das células do câncer. Ou seja, as células não parecem células normais do mesmo tipo de tecido. Um câncer anaplásico é geralmente muito agressivo.

  • Benigno: Não canceroso. Os tumores benignos não invadem tecidos próximos nem se disseminam para locais distantes pela corrente sanguínea ou sistema linfático (metástase). No entanto, um tumor benigno ainda pode crescer no local e causar problemas pela compressão de tecidos próximos.

  • Carcinógeno: Um agente que causa câncer

  • Carcinoma in situ: Células cancerosas ainda contidas dentro do tecido onde se iniciou o seu crescimento e que ainda não invadiram tecido normal circundante ou que não se estenderam a outras partes do corpo.

  • Cura: Eliminação completa do câncer, implicando que esse câncer específico não volta a crescer.

  • Diferenciação: A extensão na qual as células do câncer amadureceram, deixaram de se multiplicar e assumiram funções celulares normais, de forma que não mais parecem células primitivas e de rápida multiplicação.

  • Grau: O grau de anormalidade da aparência das células cancerígenas em exame ao microscópio: células com aparência mais anormal são mais agressivas.

  • Invasão: A capacidade de um câncer se infiltrar e destruir tecidos circundantes.

  • Malignidade: As células cancerosas capazes de invadir tecidos adjacentes e também de se disseminar para outras partes do corpo

  • Transformação maligna: O complexo processo pelo qual as células cancerosas se desenvolvem a partir de células saudáveis

  • Metástase: Células cancerosas que se propagaram para um local totalmente novo.

  • Neoplasia: Termo geral para um tumor, seja canceroso ou não canceroso

  • Reincidência (relapso): Reaparecimento de células cancerosas, após o tratamento, na localização inicial ou como metástase (propagação).

  • Remissão: Ausência de todas as evidências de câncer depois do tratamento embora ainda possa haver câncer no corpo

  • Estágio: A extensão na qual o câncer se propagou

  • Índice de sobrevida: Percentagem de pessoas que sobrevivem durante um determinado tempo após o tratamento (por exemplo, o índice de sobrevida em 5 anos é a percentagem de pessoas que sobrevivem 5 anos).

  • Tumor: Uma massa ou crescimento anormal.

Você sabia que...

  • A terminação -oma em uma palavra significa um inchaço, crescimento ou tumor. A primeira parte da palavra se refere à constituição do inchaço ou crescimento. Por exemplo, um meningioma é um tumor que se desenvolve no revestimento do cérebro ou da medula espinhal (as meninges). Muitos nomes de câncer terminam em “-oma”, mas nem todos os “-omas” são tumores. Um hematoma é um inchaço causado por acúmulo de sangue (heme).

OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais
Obtenha o

Também de interesse

Vídeos

Visualizar tudo
Cateter venoso central/cateter central inserido perifericamente
Vídeo
Cateter venoso central/cateter central inserido perifericamente
Quimioterapia é o uso de medicamentos para matar as células cancerosas. Esses medicamentos...
Considerações gerais sobre o câncer
Vídeo
Considerações gerais sobre o câncer

MÍDIAS SOCIAIS

PRINCIPAIS