Manual MSD

Please confirm that you are not located inside the Russian Federation

honeypot link
Doença

Valeriana

Por

Laura Shane-McWhorter

, PharmD, University of Utah College of Pharmacy

Avaliado clinicamente jan 2022
VISUALIZAR A VERSÃO PARA PROFISSIONAIS DE SAÚDE

O que é valeriana?

A valeriana é uma planta perene selvagem que cresce em pastos por toda a América do Norte, Ásia e Europa. A raiz seca da planta contém valepotriatos, que podem ter efeitos calmantes. A raiz de valeriana em pó está disponível na forma de cápsulas, comprimidos e chá

O que se alega sobre a valeriana?

A valeriana é usada, principalmente, como sedativo e ajuda para dormir, especialmente em partes da Europa.

A valeriana também é usada para dor de cabeça, depressão, batimentos cardíacos irregulares e tremor. Ela é normalmente usada por períodos curtos de tempo (duas a seis semanas).

A valeriana funciona?

Há estudos que sugerem que a valeriana melhora a qualidade do sono e diminui o tempo necessário para adormecer. Por exemplo, em um estudo, mulheres na menopausa com dificuldade para dormir tiveram melhor qualidade de sono quando tomaram valeriana. No entanto, ainda não foi comprovado se a valeriana é de fato eficaz contra a insônia.

Não existe evidência científica suficiente para determinar se a valeriana é de fato eficaz para tratar cefaleias, depressão, batimentos cardíacos irregulares e tremores. Atualmente, existe interesse em estudar a valeriana para tratar o transtorno obsessivo-compulsivo, e um estudo sugere que a valeriana tem alguns efeitos que combatem as tendências obsessivas e compulsivas.

Quais são os possíveis efeitos colaterais da valeriana?

Estudos sugerem que, em geral, é seguro administrar a valeriana em doses normais. Ela não deve ser tomada por pessoas que precisem dirigir ou realizar outras atividades que exijam atenção.

A valeriana não é recomendada para gestantes ou lactantes ou crianças com menos de três anos de idade.

Os sintomas de abstinência após o uso prolongado incluíram taquicardia, irritabilidade e ansiedade.

Houve toxicidade hepática.

Quais interações medicamentosas ocorrem com a valeriana?

A valeriana pode prolongar o efeito de outros sedativos (por exemplo, barbitúricos), depressores do sistema nervoso central (por exemplo, benzodiazepínicos), suplementos sedativos (por exemplo, kava ou melatonina) ou álcool quando tomada juntamente com eles e afeta o ato de dirigir ou realizar outras atividades que exigem atenção.

Recomendações

As evidências que dizem respeito à valeriana ser de fato útil para problemas de sono são inconsistentes, porém, devido aos poucos efeitos colaterais e seu possível benefício, talvez valha a pena tentar usá-la para melhorar a qualidade do sono. Ela deve ser interrompida duas semanas antes de uma cirurgia devido a seu possível efeito sedativo adicional quando administrada com anestésicos.

Em geral, a valeriana é considerada segura para a maioria das pessoas. No entanto, gestantes, lactantes e crianças com menos de três anos de idade não devem tomar valeriana.

A valeriana não deve ser tomada por pessoas precisem dirigir ou realizar outras atividades que exijam atenção.

OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: VISUALIZAR A VERSÃO PARA PROFISSIONAIS DE SAÚDE
VISUALIZAR A VERSÃO PARA PROFISSIONAIS DE SAÚDE
quiz link

Test your knowledge

Take a Quiz! 
ANDROID iOS
ANDROID iOS
ANDROID iOS
PRINCIPAIS