Manual MSD

Please confirm that you are not located inside the Russian Federation

honeypot link

Confusão e declínio mental devido à hospitalização

Por

Oren Traub

, MD, PhD, Pacific Medical Centers

Última revisão/alteração completa mar 2018| Última modificação do conteúdo mar 2018
Clique aqui para a versão para profissionais

Estar doente, particularmente quando envolver tomar medicamentos para dor ou ansiedade, pode tornar qualquer pessoa confusa. O ambiente hospitalar aumenta o problema. Lá, o paciente deixa seus pertences pessoais e suas roupas, marcas da sua identidade, para usar uma roupa de hospital. O paciente está em um lugar estranho sem marcas familiares e rotinas comuns. Geralmente, os hospitais fornecem pouco estímulo (como vistas, sons e interação com outras pessoas). O paciente pode estar sozinho ou com um colega de quarto não comunicativo em um quarto que tem paredes brancas vazias e mobiliário brando e institucionalizado. Na maior parte do tempo, pode não haver ninguém com quem conversar. O único som disponível pode ser o da televisão.

Os procedimentos e as programações do hospital podem ser desorientadores. Por exemplo, o paciente pode ser despertado com frequência durante a noite, sendo privado do sono necessário. O paciente pode ficar desorientado em um quarto não familiar e com pouca luz. Os muitos testes e o equipamento complicado podem ser avassaladores.

As unidades de terapia intensiva O paciente que precisa de tipos específicos de cuidado pode ser colocado em unidades de cuidados especiais. As unidades de terapia intensiva (UTI) são para pacientes que estão gravemente doentes... leia mais (UTIs) podem ser ainda mais confusas. O paciente nas UTIs fica sozinho, algumas vezes sem janelas ou relógios para ajudá-lo a se orientar. O som dos monitores eletrônicos, a luz forte constante e as interrupções frequentes para tirar sangue, mudar os tubos intravenosos (IV) ou para administrar medicamentos podem interferir no sono. O paciente cansado fica confuso e desorientado mais facilmente. Algumas vezes, a confusão é tão grave que o paciente desenvolve um tipo de delirium Causas O delírio é uma perturbação súbita, flutuante, e geralmente reversível da função mental. É caracterizado por uma incapacidade de prestar atenção, desorientação, incapacidade de pensar com clareza... leia mais chamado psicose das UTIs.

Se o paciente ficar anormalmente confuso enquanto está em um hospital, os familiares deverão informar esse fato aos membros da equipe para que eles não suponham que esse é o comportamento normal do paciente. O delírio pode, normalmente, ser curado se sua causa (um distúrbio, um medicamento ou uma situação estressante) for corrigida.

Em certas situações, as pessoas podem ficar tão confusas que não compreendem por que estão no hospital. Elas podem ficar agitadas e tentar sair da cama, retirar os cateteres intravenosos (IV) ou outros tubos, ou fazer outras coisas que podem machucar elas mesmas ou outros. Elas podem interpretar mal a ação de outra pessoa como uma ameaça e responder com ameaças físicas. Nesses casos, a presença de um amigo ou familiar pode ajudar a acalmá-las. Às vezes, um membro da equipe do hospital fica 24 horas por dia com a pessoa para impedi-la de fazer algo perigoso. Raramente, restrições físicas são aplicadas ou pequenas doses de um medicamento antipsicótico são administradas até que as pessoas não estejam mais confusas

Prevenção de confusão e declínio mental no hospital

Os membros da equipe e os familiares podem ajudar a manter o paciente orientado fazendo o seguinte:

  • Certificando-se de que a iluminação no quarto seja adequada

  • Deixar à disposição um calendário ou relógio que seja fácil de ver

  • Estimulando o paciente a sair da cama, a caminhar regularmente e a fazer o máximo possível de atividades diárias comuns.

  • Falando com o paciente sobre o que está acontecendo fora do hospital para manter sua mente ativa

  • Explicando os testes e tratamentos para ajudar o paciente a entender o que está acontecendo e o porquê

  • Certificar-se de que se o paciente usar, normalmente, óculos ou aparelho auditivo, que ele o use no hospital.

  • Certificar-se de que o paciente consuma líquidos e alimentos suficientes (a desidratação pode causar delírio)

  • Deixar as pessoas dormir sem interrupções o máximo possível durante a noite

OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais
Obtenha o
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Teste os seus conhecimentos
Coenzima Q10
Tomar coenzima Q10 (ubiquinona) suplementar pode ajudar a proteger o coração de efeitos tóxicos de quais dos medicamentos a seguir?
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS

Também de interesse

Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
PRINCIPAIS