Manual MSD

Please confirm that you are a health care professional

Carregando

Visão geral da micção

Por

Patrick J. Shenot

, MD,

  • Associate Professor and Deputy Chair, Department of Urology
  • Sidney Kimmel Medical College at Thomas Jefferson University

Última modificação do conteúdo jul 2018
Clique aqui para acessar Educação para o paciente
Recursos do assunto

Os distúrbios miccionais afetam o armazenamento da urina ou sua eliminação; ambos são controlados pelos mesmos mecanismos neurais e do trato urinário. O resultado é incontinência ou retenção.

Para a função urinária normal, o sistema nervoso voluntário e autônomo deve estar intacto e os músculos do trato urinário devem estar funcionando. Normalmente, o enchimento da bexiga estimula os receptores de estiramento na parede da bexiga a enviarem impulsos por meio dos nervos espinais S2 a S4 para a medula espinal, depois para o córtex sensorial, em que a necessidade de urinar é percebida. Um limiar de volume, que difere de um indivíduo para outro, desencadeia a percepção da necessidade de urinar. Entretanto, o esfíncter urinário externo do colo vesical está sob controle voluntário e habitualmente permanece contraído até o indivíduo decidir urinar.

O centro de inibição da micção no lobo frontal também auxilia o controle da micção. Quando a decisão é tomada, os sinais voluntários no córtex motor iniciam a micção. Esses impulsos são transmitidos para o centro miccional na ponte, que coordena os sinais simultâneos de contração do músculo liso detrusor na bexiga (por meio de fibras nervosas colinérgicas parassimpáticas) e de relaxamento do esfíncter interno (via fibras nervosas alfa simpáticas) e da musculatura estriada do esfíncter externo da bexiga e do assoalho pélvico ( A micção normal ocorre quando a contração da bexiga se coordena com o relaxamento do esfíncter uretral). Além de uma função urinária normal, a continência e a micção normais necessitam de função cognitiva normal (incluindo motivação), mobilidade, acesso a banheiro e destreza manual.

A lesão ou a disfunção de qualquer componente envolvido na função urinária podem causar incontinência urinária ou retenção.

A micção normal ocorre quando a contração da bexiga se coordena com o relaxamento do esfíncter uretral

O sistema nervoso central inibe a micção até o momento apropriado e coordena e facilita as mensagens enviadas pelo trato urinário inferior para iniciar e completar a micção. O sistema nervoso simpático contrai o esfíncter de músculo liso. O sistema nervoso parassimpático contrai o músculo detrusor da bexiga através de fibras colinérgicas. O sistema nervoso somático contrai o esfíncter de músculo estriado por meio de fibras colinérgicas oriundas do nervo pudendo. (Adaptado de DuBeau CE, Resnick NM With the Massachusetts Departament of Heralth EDUCATE project collaborators: Urinary Incontinence in the Older Adult: An Annotated Speaker/Teacher Kit, 1993; usada com permissão dos autores.)

A micção normal ocorre quando a contração da bexiga se coordena com o relaxamento do esfíncter uretral
Clique aqui para acessar Educação para o paciente
OBS.: Esta é a versão para profissionais. CONSUMIDORES: Clique aqui para a versão para a família
Profissionais também leram

Também de interesse

MÍDIAS SOCIAIS

PRINCIPAIS