Manual MSD

Please confirm that you are not located inside the Russian Federation

Carregando

Atresia esofágica e fístula traqueoesofágica

Por

William J. Cochran

, MD, Geisinger Clinic

Última revisão/alteração completa ago 2019| Última modificação do conteúdo ago 2019
Clique aqui para a versão para profissionais
OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais
Recursos do assunto

Na atresia esofágica, o esôfago se estreita ou não tem saída. A maioria dos recém-nascidos com atresia esofágica apresenta também uma ligação anômala entre o esôfago e a traqueia denominada fístula traqueoesofágica.

Normalmente, o esôfago, um órgão comprido semelhante a um tubo, liga a boca ao estômago. Na atresia esofágica, a ida dos alimentos do esôfago para o estômago é retardada ou impedida.

Muitas crianças com atresia esofágica e fístula traqueoesofágica têm outras anomalias, como defeitos da coluna vertebral, do coração, dos rins, dos órgãos genitais, das orelhas e dos membros, além de atraso do desenvolvimento mental, do desenvolvimento físico ou de ambos.

A fístula traqueoesofágica é perigosa, porque permite que os alimentos engolidos e a saliva percorram a fístula até os pulmões, o que causa tosse, sufocamento, dificuldade em respirar e, possivelmente, pneumonia por aspiração (em decorrência da inalação de alimentos ou saliva). Os alimentos ou líquidos nos pulmões podem afetar a oxigenação do sangue, causando uma tonalidade azulada da pele (cianose).

Atresia e fístula: Defeitos do esôfago

Na atresia esofágica, o esôfago se estreita ou não tem saída. Ele não se conecta com o estômago, como normalmente deveria. Uma fístula traqueoesofágica é uma conexão anômala entre o esôfago e a traqueia (que leva aos pulmões).

Atresia e fístula: Defeitos do esôfago

Sintomas

O recém-nascido com atresia esofágica tosse, engasga e baba depois de tentar engolir o alimento.

Diagnóstico

  • Antes do nascimento, ultrassonografia pré-natal

  • Após o nascimento, a passagem de um tubo pelo esôfago e uma radiografia

O médico pode suspeitar da presença de atresia esofágica antes do nascimento com base no resultado de uma ultrassonografia pré-natal ou com base nos sintomas, após o nascimento.

Se o médico suspeitar da presença desse distúrbio após o nascimento, ele tenta passar um tubo através do esôfago do bebê. Caso a passagem do tubo esteja bloqueada, ele tira uma radiografia para confirmar o diagnóstico e para localizar o problema.

Tratamento

  • Cirurgia

Antes de ser possível realizar cirurgia para reparar o defeito, são feitos preparativos para prevenir complicações, como pneumonia por aspiração. Em primeiro lugar, é interrompida a alimentação oral e um tubo é inserido na parte superior do esôfago para sugar continuamente a saliva antes de ela conseguir alcançar os pulmões. Depois disso, o bebê é alimentado pela veia (por via intravenosa).

Uma intervenção cirúrgica precisa ser realizada de imediato para criar uma ligação normal entre o esôfago e o estômago e para fechar a ligação entre o esôfago e a traqueia.

OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais
Obtenha o

Também de interesse

Vídeos

Visualizar tudo
Como tirar a temperatura de um bebê ou de uma criança
Vídeo
Como tirar a temperatura de um bebê ou de uma criança
Modelos 3D
Visualizar tudo
Fibrose cística pulmonar
Modelo 3D
Fibrose cística pulmonar

MÍDIAS SOCIAIS

PRINCIPAIS