Manual MSD

Please confirm that you are not located inside the Russian Federation

Carregando

Mordidas de serpentes

Por

Robert A. Barish

, MD, MBA, University of Illinois at Chicago;


Thomas Arnold

, MD, Department of Emergency Medicine, LSU Health Sciences Center Shreveport

Última revisão/alteração completa set 2018| Última modificação do conteúdo set 2018
Clique aqui para a versão para profissionais
Fatos rápidos
OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais
Recursos do assunto
  • Entre as serpentes que se encontram nos Estados Unidos incluem-se as víboras (cornuda, Latasti, de Seoane, de Orsini) e as cobras (de ferradura, mordedora, verde-amarela, lisa europeia, lisa meridional).

  • Um envenenamento grave pode causar lesões na extremidade mordida, sangramentos e lesões nos órgãos vitais.

  • É administrado um antídoto para veneno quando a pessoa apresenta uma mordida séria.

(Consulte também Introdução a mordidas e picadas).

As mordidas de serpentes não venenosas raramente causam quaisquer problemas sérios. Cerca de 25 espécies de serpentes venenosas (víboras) são nativas dos Estados Unidos. Entre as europeias incluem-se as víboras (cornuda, Latasti, de Seoane, de Orsini) e as cobras (de ferradura, mordedora, verde-amarela, lisa europeia, lisa meridional).

Das cerca de 45.000 mordidas de serpente que ocorrem nos Estados Unidos todos os anos, menos de 8.000 são de serpentes venenosas e cerca de seis pessoas morrem. As mordidas de serpente mortais são muito mais comuns fora dos Estados Unidos.

Em cerca de 25% das mordidas de víboras, o veneno não é injetado. A maior parte das mortes ocorre em crianças, idosos e pessoas que não recebem tratamento ou que recebem um tratamento inadequado ou tardio. As cascavéis são responsáveis por cerca de 70% das mordidas de serpentes venenosas nos Estados Unidos e por quase todas as mortes. As serpentes cabeça de cobre e, em um grau menor, as serpentes boca de algodão são responsáveis pela maioria das restantes mordidas de serpentes venenosas. Mordidas de serpentes coral e mordidas de serpentes importadas são muito menos comuns.

O veneno da cascavel e de outras víboras causa lesões no tecido que circunda a mordida. O veneno pode provocar alterações nas células sanguíneas, impedir a coagulação do sangue e lesionar os vasos sanguíneos, fazendo-os vazar. Essas alterações podem provocar sangramentos internos e insuficiência cardíaca, respiratória e renal.

O veneno da serpente coral é neurotóxico, afetando o sistema nervoso, mas não provoca tantas lesões ao tecido que circunda a mordida. A maior parte das mordidas ocorre nas mãos ou nos pés.

Você sabia que...

  • As mordidas de serpente podem ser assustadoras, mas raramente causam mortes nos Estados Unidos.

Sintomas

Os sintomas de envenenamento por veneno de serpente variam largamente, dependendo do seguinte:

  • O tamanho e a espécie da serpente

  • A quantidade e toxicidade do veneno injetado (o que está relacionado ao tamanho e à espécie da serpente)

  • A localização da mordida (quanto mais longe da cabeça e do tronco, menos perigosa)

  • A idade da pessoa (as pessoas muito idosas e muito jovens correm um risco maior)

  • Os problemas médicos subjacentes da pessoa

Víboras

As mordidas da maior parte das víboras provocam dor rapidamente. Nem todas as mordidas injetam veneno, mas se a ferida supurar, o veneno foi provavelmente injetado. Costumam surgir vermelhidão e inchaço após 30 a 60 minutos, que podem afetar a totalidade da perna ou do braço em poucas horas. Um envenenamento causado por víboras, moderado ou grave, provoca frequentemente manchas roxas na pele 3 a 6 horas após a dentada. A pele à volta da mordida parece tensa e descolorida. Podem formar-se bolhas na área da mordida, frequentemente cheias de sangue. Sem tratamento, o tecido que rodeia a mordida pode ficar destruído.

Entre outros sintomas estão incluídos febre, arrepios, fraqueza geral, desmaios, sudorese, ansiedade, confusão, enjoos, vômitos e diarreia. Alguns destes sintomas podem ser causados pelo terror e não pelo veneno. As gengivas podem sangrar, podendo surgir sangue no vômito, nas fezes e na urina da pessoa. Podem surgir dificuldades respiratórias, principalmente depois das mordidas da cascavel de Mojave. Algumas pessoas podem sentir dor no peito. Horas depois, as pessoas podem manifestar dor de cabeça, visão embaçada, pálpebras caídas e secura da boca.

A vítima da mordida de uma cascavel pode sentir formigamento e dormência dos dedos das mãos ou dos pés, bem como à volta da boca, além de um sabor metálico ou de borracha na boca.

Serpentes coral

As mordidas da serpente coral costumam causar pouca ou nenhuma dor e inflamação imediatas. Os sintomas mais graves podem demorar várias horas para aparecer. A pessoa afetada sente formigamento na zona que envolve a dentada e fraqueza nos músculos que estão próximos. Em seguida, pode ter falta de coordenação muscular e enfraquecimento geral. Outros sintomas podem incluir visão dupla, visão embaçada, confusão, sonolência, aumento da produção de saliva e dificuldades em falar e engolir. Podem ocorrer problemas respiratórios, que podem ser extremos.

É uma víbora?

As víboras têm determinadas características que podem ajudar a distingui-las de serpentes não venenosas:

  • Pupilas verticais que se assemelham a uma fenda

  • Ranhuras entre os olhos e o nariz

  • Presas retráteis

  • Filas de escamas individuais ao longo da parte de baixo da cauda

  • Cabeças triangulares (como a cabeça de uma seta)

As serpentes não venenosas tendem a apresentar as seguintes características:

  • Cabeças arredondadas

  • Pupilas redondas

  • Não apresentam ranhuras

  • Não têm presas

  • Filas de escamas duplas ao longo da parte de baixo da cauda

Se uma pessoa vir uma serpente sem presas, não deve assumir que é uma serpente não venenosa, visto que as presas podem ser retráteis.

É uma víbora?

Diagnóstico

  • Avaliação de um médico

  • Hospitalização para observação de mordidas com envenenamento

A equipe médica de emergência deve começar por determinar se a serpente era venenosa, sua espécie e se foi injetado veneno.

Algumas vezes, as marcas da dentada sugerem se, de fato, a serpente era venenosa. Em geral, as presas de uma serpente venenosa originam uma ou duas perfurações grandes, ao passo que os dentes de serpentes não venenosas costumam deixar muitas fileiras de pequenos arranhões. Sem uma descrição detalhada da serpente, o médico pode ter dificuldade em determinar o tipo de espécie que causou a dentada.

O envenenamento é reconhecido pelos sintomas característicos. As pessoas mordidas por uma serpente venenosa costumam permanecer no hospital para observação durante 6 a 8 horas, com o objetivo de se observar o surgimento sintomas. São feitos vários exames para que os efeitos do veneno sejam avaliados.

Tratamento

  • O braço ou a perna mordida fica posicionada abaixo do nível do coração e é imobilizada e as roupas apertadas e joias são retiradas.

  • Antídoto

Os primeiros socorros podem ser úteis antes de a assistência médica chegar ao local. Uma pessoa afetada pela mordida de uma serpente venenosa deve ficar afastada do alcance da serpente, manter-se o mais relaxada e quieta possível e dirigir-se à unidade médica mais próxima.

O membro mordido deve ser imobilizado frouxamente e deve ser posicionado mais ou menos na altura do coração. Anéis, relógios de pulso e roupa apertada que estejam na zona da dentada devem ser retirados. É conveniente evitar o álcool e a cafeína. É desaconselhada a aplicação de garrotes, sacos de gelo e a abertura da mordida com um corte, pois essas ações são potencialmente prejudiciais. A aplicação de sucção para remover o veneno é inútil.

Se não foi injetado nenhum veneno, o tratamento é o mesmo que se aplica a qualquer ferida por perfuração.

O antídoto para o veneno (antídoto) é a parte mais importante do tratamento caso tenha sido injetado veneno e caso os sintomas indiquem a existência de uma mordida séria. O antídoto contém anticorpos que neutralizam os efeitos tóxicos do veneno. A eficácia do antídoto depende de quão cedo ele for administrado. O antídoto é mais eficaz quando é administrado dentro de um curto período após uma mordida de serpente. Este é administrado por via intravenosa.

Nos Estados Unidos, está disponível um antídoto para todas as serpentes venenosas nativas.

É necessário tratamento em uma unidade de cuidados intensivos para pessoas que sofreram um envenenamento grave. A pessoa é monitorada de perto e as complicações do envenenamento são tratadas. Pessoas que sofrem de pressão arterial baixa recebem líquidos por via intravenosa. Se a pessoa afetada apresentar problemas de coagulação do sangue, deve ser administrado um antídoto adicional, plasma fresco congelado, fatores de coagulação concentrados (crioprecipitado) ou transfusões de plaquetas.

O prognóstico depende da idade da pessoa e do seu estado geral de saúde, assim como da localização e do conteúdo venenoso da dentada. Quase todas as pessoas mordidas por uma serpente venenosa sobrevivem se forem tratadas a tempo com quantidades adequadas de soro antiofídico.

Doença do soro

O antídoto para tratamento de mordidas de víbora é feito de soro de ovelhas imunizadas com veneno de serpente. A administração de proteínas estranhas à pessoa, tal como anticorpos de soro de ovelha, desencadeia, por vezes, reações imunes, às quais se dá o nome de doença do soro.

A doença do soro causa febre, erupção cutânea e dores nas articulações 1 a 3 semanas após receber o medicamento. Por vezes ocorre lesão renal.

A doença do soro é muito menos comum com antídoto derivado de ovelha do que com antídotos mais antigos de cavalo, mas ainda acontece em cerca de 1 em cada 6 pessoas.

Os médicos tratam a doença do soro com anti-histamínicos, tais como difenidramina, e corticosteroides.

OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais
Obtenha o

Também de interesse

Vídeos

Visualizar tudo
Lesão de menisco medial
Vídeo
Lesão de menisco medial
A articulação do joelho é composta por três ossos principais: o fêmur, ou osso da coxa; a...
Modelos 3D
Visualizar tudo
Abrasão corneana
Modelo 3D
Abrasão corneana

MÍDIAS SOCIAIS

PRINCIPAIS