Manual MSD

Please confirm that you are not located inside the Russian Federation

Carregando

Fraturas da clavícula

(fraturas da clavícula)

Por

Danielle Campagne

, MD, University of San Francisco - Fresno

Última revisão/alteração completa jul 2019| Última modificação do conteúdo jul 2019
Clique aqui para a versão para profissionais
Fatos rápidos
OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais
Recursos do assunto

A fratura da clavícula é uma fratura do osso longo que percorre horizontalmente da extremidade do esterno até a extremidade da omoplata (escápula).

  • Essas fraturas ocorrem frequentemente após uma queda sobre um braço estendido ou após um impacto direto.

  • Essas fraturas podem causar dor, inchaço e, às vezes, uma protuberância ou nódulo quando o osso é quebrado.

  • Os médicos geralmente identificam as fraturas da clavícula com base no exame físico, mas tiram radiografias para determinar o local exato da fratura e a extensão da lesão.

  • A maioria das fraturas da clavícula requer somente uma tipoia, mas alguns tipos de fratura precisam de cirurgia.

Fraturas da clavícula são comuns, principalmente entre crianças.

Fratura da clavícula

Em algumas fraturas da clavícula, os fragmentos fraturados mantêm-se no lugar (chamado fratura sem deslocamento).

Fratura da clavícula

Essas fraturas ocorrem frequentemente após uma queda sobre um braço estendido ou após um impacto direto. A maioria ocorre próximo ao meio do osso. Os pedaços de osso quebrado podem se manter no lugar (o que é chamado fratura não deslocada) ou sair do lugar (fratura deslocada). Em algumas fraturas da clavícula, há ruptura dos ligamentos principais que fixam a clavícula ao osso do ombro.

Sintomas

A área fica dolorida e inchada e a dor pode se estender ao ombro. As pessoas podem perceber que o osso está se movendo e está instável.

Como a clavícula fica logo abaixo da pele e há pouco músculo para cobri-la, as pessoas podem ver uma protuberância ou galo no local em que o osso está fraturado. O osso fraturado raramente atravessa a pele, mas pode empurrar a pele para fora. Esse efeito é chamado efeito de tenda, pois lembra a estaca de uma tenda apoiando a tenda.

Diagnóstico

  • Radiografias

  • Ocasionalmente outros exames de diagnóstico por imagem, como tomografia computadorizada

(Consulte também Diagnóstico de fraturas.)

Se as pessoas acharem que podem ter fraturado a clavícula, elas devem consultar um médico o quanto antes.

Mesmo que os médicos geralmente possam identificar as fraturas da clavícula com base no exame físico, o diagnóstico inclui tirar radiografias para determinar o local exato da fratura e a extensão da lesão.

Ocasionalmente, outros exames de diagnóstico por imagem, como tomografia computadorizada (TC), são necessários. A TC combina radiografia com tecnologia de computador para produzir uma imagem tridimensional mais detalhada da área lesionada.

Tratamento

  • Geralmente, uma tipoia

  • Ocasionalmente, cirurgia

A maioria das fraturas da clavícula pode ser tratada com imobilização em uma tipoia por 4 a 6 semanas (consulte a figura Técnicas comumente usadas para imobilizar uma articulação). Uma tipoia pode já ser o suficiente.

Às vezes, quando os fragmentos fraturados estão muito separados, quando a pele forma uma tenda ou um ligamento sofre ruptura, é necessário cirurgia.

OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais
Obtenha o

Também de interesse

Vídeos

Visualizar tudo
Articulação do ombro
Vídeo
Articulação do ombro
O ombro é formado por ossos, ligamentos, tendões e músculos que fixam o braço ao dorso. Os...
Modelos 3D
Visualizar tudo
Ossos da mão
Modelo 3D
Ossos da mão

MÍDIAS SOCIAIS

PRINCIPAIS