Manual MSD

Please confirm that you are not located inside the Russian Federation

honeypot link

Criptosporidiose

Por

Richard D. Pearson

, MD, University of Virginia School of Medicine

Última revisão/alteração completa mai 2020| Última modificação do conteúdo mai 2020
Clique aqui para a versão para profissionais
Recursos do assunto

A criptosporidiose é uma infecção intestinal causada pelo Cryptosporidium, um parasita protozoário. Os principais sintomas são cólicas abdominais e diarreia.

  • As pessoas adquirem a infecção ao consumir água ou alimentos contaminados ou ao ter contato com pessoas ou animais infectados.

  • As cólicas abdominais e diarreia aquosa podem começar de repente, às vezes acompanhadas por enjoo, vômito, febre e fraqueza.

  • O médico diagnostica a infecção ao examinar uma amostra de fezes para sinais do parasita.

  • Condições sanitárias adequadas e a lavagem bem feita das mãos podem ajudar a prevenir a propagação da infecção, assim como a fervura da água antes de bebê-la.

  • Pessoas saudáveis muitas vezes se recuperam por si, mas podem necessitar de tratamento com um medicamento antiparasitário.

  • Pessoas com AIDS ou com o sistema imunológico debilitado podem continuar a ter diarreia mesmo quando forem tratadas com um medicamento antiparasitário.

Os parasitas Cryptosporidium são protozoários que infectam pessoas e muitos tipos de animais em todo o mundo.

A criptosporidiose é contraída ao

  • Ingerir os parasitas Cryptosporidium na água ou nos alimentos contaminados por fezes humanas ou de animais contendo os ovos do parasita

  • Ingerir parasitas da terra ou um objeto que tenha sido contaminado com ovos

  • Ingerir parasitas adquiridos por contato próximo com uma pessoa ou animal infectados

Os ovos de paredes espessas do Cryptosporidium são muito resistentes e estão frequentemente presentes em piscinas, banheiras, parques aquáticos, lagos e rios do mundo todo. O parasita não morre por congelamento nem por níveis normais de cloro das piscinas ou de água potável.

Depois que as pessoas engolem os ovos, estes se deslocam para o intestino. Ali liberam uma forma imatura do parasita que penetra nas células que revestem o intestino. O parasita amadurece, se multiplica e produz ovos. Depois disso, as pessoas eliminam os ovos nas fezes. Para causar infecção, basta apenas um pequeno número de ovos de Cryptosporidium. Em função do enorme número de parasitas Cryptosporidium que uma pessoa ou animal infectado pode liberar (10 milhões a 100 milhões) em suas fezes e da capacidade de apenas uns poucos organismos ingeridos iniciarem uma infecção, esta pode se disseminar facilmente de pessoa para pessoa, por exemplo, em creches ou mini-zoológicos.

A criptosporidiose é uma causa comum de diarreia em crianças que vivem em países em desenvolvimento com más condições sanitárias. Ela ocorre ocasionalmente em pessoas que viajam para essas áreas. A criptosporidiose também causa surtos de diarreia nos Estados Unidos. Em Baker City, no Óregon, 2.780 pessoas adoeceram quando a rede de abastecimento de água da cidade foi contaminada por Cryptosporidium em 2013. Ocorreram surtos em outras cidades e em centros de cuidados diurnos.

As pessoas com o sistema imunológico enfraquecido, principalmente as que têm AIDS avançada, são propensas a contrair criptosporidiose e têm mais probabilidade de apresentar uma doença grave e persistente.

Você sabia que...

  • As pessoas com um sistema imunológico saudável podem não precisar de tratamento para criptosporidiose.

Sintomas

Os sintomas de criptosporidiose podem começar abruptamente cerca de sete dias depois que as pessoas forem infectadas e consistem principalmente em cólicas abdominais e diarreia aquosa e profusa. Podem também ocorrer enjoo, vômitos, perda de apetite, febre e fraqueza. Os sintomas geralmente persistem por uma a duas semanas, depois cedem. As pessoas podem eliminar ovos nas fezes durante várias semanas após o desaparecimento dos sintomas.

Em pessoas com sistema imunológico enfraquecido, os sintomas de criptosporidiose podem começar aos poucos e a diarreia pode variar de leve a intensa (cerca de 11 a 15 litros de evacuação aquosa por dia em pessoas com AIDS) e podem persistir por um longo período.

A criptosporidiose também está associada a desnutrição em crianças que vivem em áreas com más condições sanitárias.

Diagnóstico

  • Exames de fezes

Para diagnosticar criptosporidiose, um médico envia uma amostra de fezes para ser testada quanto à presença de proteína liberada pelo parasita (teste de antígeno) ou de material genético (DNA) do parasita.

Outra abordagem é analisar as fezes ao microscópio para detectar ovos de Cryptosporidium, mas este método é menos sensível e podem ser necessárias várias amostras de fezes para encontrar o parasita. Podem ser utilizadas técnicas especializadas para aumentar as chances de identificar os ovos.

Os médicos podem utilizar um tubo de visualização flexível (endoscópio) para examinar a parte superior do trato digestivo, incluindo a primeira porção do intestino delgado (duodeno), quando os exames diagnósticos das fezes não identificarem uma causa para a diarreia persistente. Os médicos podem utilizar esse procedimento para obter uma amostra de tecido para ser examinado e analisado (biópsia). O Cryptosporidium, se presente, pode ser visto em uma amostra de biópsia do intestino.

Prevenção

A prevenção da criptosporidiose envolve boas condições sanitárias e lavagem das mãos, principalmente em estabelecimentos de cuidados à saúde e creches, e depois do contato com o solo, animais ou pessoas infectadas. As pessoas não devem beber nem engolir água que possa estar contaminada, como a que vem de uma piscina, banheira de água quente, parque aquático, corrente, rio, lago ou oceano, ou água de torneira durante uma viagem internacional para áreas com más condições sanitárias. Práticas sexuais mais seguras são importantes na prevenção de infecção por contato anal.

Quando os departamentos de saúde pública descobrem um surto localizado da doença, eles normalmente aconselham as pessoas a

  • Ferver a água de consumo (incluindo água para escovar os dentes e lavar alimentos)

  • Comer somente alimentos cozidos

  • Evitar sucos e leite não pasteurizados

Os filtros de água que usam osmose inversa, ou que tenham as palavras “analisado e certificado pelas normas de NSF/ANSI n.º 53 ou n.º 58 para eliminação/redução de cistos”, são provavelmente eficazes. Outros tipos de filtros podem não o ser.

Tratamento

  • Para pessoas com o sistema imunológico normal, o tratamento é feito com nitazoxanida

  • Para as pessoas com AIDS, tratamento da infecção por HIV, além de, por vezes, nitazoxanida para ajudar a aliviar os sintomas

  • Se a diarreia for grave, líquidos e um medicamento antidiarreico

Pessoas com um sistema imunológico saudável normalmente se recuperam por si próprias. Se essas pessoas manifestarem diarreia grave ou persistente, a nitazoxanida (um medicamento antiparasitário) pode ajudar a acelerar a recuperação.

A nitazoxanida não cura pessoas que têm AIDS. A terapia mais importante é tratar a infecção por HIV (com medicamentos antirretrovirais). Quando esse tratamento fortalece o sistema imunológico enfraquecido, a diarreia geralmente diminui. Embora a nitazoxanida não cure a criptosporidiose em pessoas com AIDS, ela pode reduzir a diarreia e outros sintomas. Não está claro o quanto a nitazoxanida é eficaz em pessoas com outras causas de sistemas imunológicos enfraquecidos, mas ela pode ajudar algumas pessoas. A menos que o problema com o sistema imunológico seja corrigido, a diarreia pode continuar por toda a vida em outras.

As pessoas com diarreia grave podem necessitar de tratamento com fluidos, administrados por via oral ou pela veia, e medicamentos antidiarreicos, tais como loperamida. Porém, a loperamida pode não ajudar pessoas com AIDS.

OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais
Obtenha o

Também de interesse

Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
PRINCIPAIS