Manual MSD

Please confirm that you are not located inside the Russian Federation

honeypot link

Equinococose (infecção por tênia de cão)

(Hydatid Disease)

Por

Richard D. Pearson

, MD, University of Virginia School of Medicine

Última revisão/alteração completa abr 2020| Última modificação do conteúdo abr 2020
Clique aqui para a versão para profissionais
Recursos do assunto

A equinococose é causada pelas tênias de cão Echinococcus granulosus e Echinococcus multilocularis. Nas pessoas, as tênias podem causar a formação de cistos repletos de líquido ou massas no fígado ou em outros órgãos.

  • As pessoas são geralmente infectadas ao consumir acidentalmente solo, água ou alimentos que foram contaminados por ovos de Echinococcus liberados nas fezes de cães.

  • Formam-se cistos no fígado, nos pulmões ou em outro órgão e esses cistos causam vários sintomas, incluindo dor.

  • Os médicos pedem exames de imagem (como ultrassonografia ou tomografia computadorizada) para verificar se há cistos, exames de sangue para detectar anticorpos contra a tênia e análise de líquido do cisto para confirmar o diagnóstico.

  • O tratamento geralmente envolve a remoção ou drenagem de cistos, a injeção de uma solução salina para matar e, em seguida, remover o parasita, e a administração do medicamento albendazol.

As espécies de tênias adultas chamadas Echinococcus granulosus e Echinococcus multilocularis vivem no intestino de cães ou outros caninos (como raposas ou coiotes). Essas tênias às vezes infectam pessoas, causando a formação de cistos no fígado ou em outros órgãos.

O Echinococcus granulosus é comum em áreas de criação de ovinos do Mediterrâneo, Oriente Médio, Austrália, Nova Zelândia, África do Sul e América do Sul. Ele também ocorre raramente em algumas partes da América do Norte.

O Echinococcus multilocularis ocorre principalmente na Europa Central, no Alasca e na Sibéria. Raramente também ocorre em Wyoming, nas Dakotas e na região superior do Centro-Oeste.

Ciclo de vida das tênias dos cães

Os cães, principalmente pastores, infectam-se ao consumir cistos das tênias em tecidos de animais infectados (como ovinos, caprinos, bovinos ou suínos). Os cistos (chamados cistos hidáticos) se desenvolvem em tênias adultas no intestino do cão. Os cães infectados liberam os ovos de tênia em suas fezes. Ovinos, bovinos, caprinos ou suínos consomem os ovos de tênia em solo contaminado com fezes de cães. Dentro desses animais, os ovos eclodem e se desenvolvem em cistos nos órgãos internos do animal.

As pessoas (muitas vezes pastores) são infectadas ao consumir acidentalmente solo, água ou alimentos que foram contaminados por ovos de Echinococcus liberados nas fezes de cães.

Os ovos de Echinococcus permanecem vivos no solo por até um ano. Os ovos também podem estar presentes na pelagem de animais infectados. Depois que as pessoas tocam em um animal infectado, elas podem pegar ovos, transferi-los de suas mãos para a boca ou para alimentos e, assim, ficar infectadas.

Os ovos eclodem no intestino e liberam esferas que contêm larvas de tênia (chamadas oncosferas). As esferas penetram na parede do intestino e deslocam-se pela corrente sanguínea para vários órgãos, como o fígado e os pulmões. Nesses órgãos, as esferas se desenvolvem em cistos que aumentam aos poucos e que, nas pessoas, podem causar sintomas. A infecção resultante é chamada equinococose.

Sintomas

Os sintomas de equinococose incluem os seguintes:

  • Dor abdominal e amarelecimento da pele e da área branca dos olhos (icterícia) se os cistos se formarem no fígado

  • Dor no peito e tosse com expectoração de sangue ou conteúdo de cistos se houver formação de cistos nos pulmões

  • Urticária ou uma reação alérgica grave com risco à vida (anafilaxia)

Diagnóstico

  • Radiografias, ultrassonografia, tomografia computadorizada ou imagem por ressonância magnética

  • Exames de sangue

Cistos no fígado ou em outros tecidos podem ser observados usando-se ultrassonografia, tomografia computadorizada (TC) ou ressonância magnética (RM). Os cistos de equinococose nos pulmões podem ser observados em radiografias torácicas e, às vezes, são descobertos ao se realizar uma radiografia de rotina.

Exames de sangue para detectar anticorpos contra o Echinococcus também podem ser úteis. Anticorpos são proteínas produzidas pelo sistema imunológico para ajudar a defender o corpo contra ataques, incluindo os de parasitas.

Prevenção

A equinococose pode ser prevenida

  • Lavando-se cuidadosamente as mãos

  • Não consumindo água ou alimentos que possam estar contaminados com fezes de cães em áreas onde ocorre a equinococose

Tratamento

  • Extração cirúrgica ou drenagem do cisto

  • Injeção de uma solução salina para matar o parasita

  • Albendazol

Os médicos podem, muitas vezes, retirar o cisto de Echinococcus granulosus cirurgicamente ou drenar o cisto com uma agulha. Para drenar o cisto, eles usam ultrassonografia para orientar a colocação da agulha. Em seguida, eles retiram o líquido do cisto, injetam uma solução salina no cisto para matar os parasitas e depois drenam a solução para fora. As massas causadas por Echinococcus multilocularis são extraídas cirurgicamente.

O albendazol é um medicamento de prescrição oral usado para tratar uma variedade de infecções por vermes parasitários. O albendazol é administrado antes e durante procedimentos, tais como cirurgia ou drenagem de um cisto com agulha, para prevenir a disseminação da infecção se o conteúdo do cisto vazar durante o procedimento. Geralmente o albendazol é mantido por um a seis meses após o procedimento. Ele reduz a probabilidade de o cisto voltar ou se disseminar. O albendazol isoladamente pode matar alguns cistos. Ele também é usado para suprimir o crescimento de cistos que não podem ser retirados cirurgicamente ou drenados.

Ocasionalmente, quando a infecção é grave, é feito um transplante de fígado.

OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais
Obtenha o

Também de interesse

Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
PRINCIPAIS