Manual MSD

Please confirm that you are not located inside the Russian Federation

honeypot link

Estridor

Por

Rebecca Dezube

, MD, MHS, Johns Hopkins University

Última revisão/alteração completa fev 2020| Última modificação do conteúdo fev 2020
Clique aqui para a versão para profissionais
Recursos do assunto

O estridor é um som ofegante durante a inalação, resultante de uma obstrução parcial da garganta (faringe), caixa de voz (laringe) ou traqueia.

O estridor geralmente é suficientemente alto para ser ouvido de certa distância. O som é provocado pela passagem turbulenta do ar através da via respiratória superior sujeita a estreitamento.

Em crianças a causa pode ser

Em adultos a causa pode ser

Estridor que provoca falta de ar quando a pessoa está em repouso é uma emergência médica.

Tumores de cabeça e pescoço, como câncer de laringe, podem causar estridor se obstruírem as vias aéreas superiores parcialmente.

Quando as duas cordas vocais são paralisadas, o espaço entre as cordas fica pequeno e as vias aéreas ficam inadequadas; por esta razão, até mesmo exercícios moderados causam dificuldade de respirar e um som rouco e agudo (estridor), sempre que a pessoa respira.

Podem ocorrer breves episódios de estridor quando uma pessoa inala uma partícula de alimento ou um pouco de água para os pulmões, causando contração da caixa de voz (laringe). Se a inalação de um corpo estranho for uma causa provável e a pessoa estiver fora de um hospital, outra pessoa, se treinada, às vezes consegue ajudar a expelir o corpo estranho. Por exemplo, no caso de um adulto, a outra pessoa pode usar a manobra de Heimlich.

Se uma pessoa apresentar um estridor e estiver no hospital ou pronto-socorro, um tubo pode ser inserido por via nasal ou oral (intubação traqueal) ou através de uma pequena incisão cirúrgica diretamente na traqueia (traqueostomia), para permitir a passagem do ar pela obstrução e evitar a asfixia.

A causa geralmente torna-se clara durante a intubação traqueal, quando as vias aéreas superiores tornam-se diretamente visíveis. Sem a intubação traqueal, o diagnóstico geralmente é determinado pela inserção de um tubo flexível de visualização através do nariz e vias aéreas superiores (um procedimento chamado laringoscopia nasofaríngea).

OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais
Obtenha o

Também de interesse

PRINCIPAIS