Manual MSD

Please confirm that you are not located inside the Russian Federation

Carregando

Suporte Nutricional para pessoas moribundas ou com graves doenças mentais

Por

David R. Thomas

, MD, St. Louis University School of Medicine

Última revisão/alteração completa mar 2018| Última modificação do conteúdo abr 2018
Clique aqui para a versão para profissionais
Recursos do assunto

Pessoas moribundas acabam perdendo o apetite, e pessoas com demência avançada se tornam incapazes de comer. Os familiares ficam, muitas vezes, preocupados em fornecer alimentos a essas pessoas, e podem consultar um médico com relação ao uso de métodos de alimentação por sonda ou alimentação por via intravenosa (suporte nutricional). Os familiares tendem a querer usar o suporte nutricional por muitas razões. Por exemplo, a alimentação tem sido associada com amor, carinho, hospitalidade e apoio em todas as culturas ao longo da história. Além disso, as refeições em família podem ser uma atividade social cujos familiares estão relutantes em abrir mão.

No entanto, o suporte nutricional parece não trazer nenhum benefício. Não parece prolongar ou melhorar a qualidade de vida. Muitos médicos e enfermeiros que cuidam de pessoas moribundas acreditam que os dias que antecedem o óbito podem ficar mais desconfortáveis se as pessoas receberem suporte nutricional ou forem induzidas a comer mais do que desejam. Pessoas com problemas mentais avançados ou moribundas não são afligidas pela fome. Geralmente, elas ficam mais confortáveis quando comem ou bebem o que elas querem. Durante o processo de óbito, o corpo começa a se desligar, e uma pessoa pode perder o desejo por comida e bebida. Além disso, até recentemente, na história humana, não era dado suporte nutricional aos moribundos, nem lhes era forçado comer mais do que queriam. Assim, os médicos geralmente não recomendam suporte nutricional.

Você sabia que...

  • Pessoas moribundas ou com doença mental avançada não devem ser forçadas ou incentivadas a comer mais do que desejam.

Caso não se espere que o óbito ocorra nas próximas horas ou nos próximos dias, o suporte nutricional pode ser experimentado por um tempo limitado para verificar se há melhora com relação ao conforto, à clareza mental ou à energia da pessoa. Muitas vezes, a melhora não ocorre. O moribundo e os familiares devem ter um acordo explícito com o médico sobre quando tentar e quando interromper o suporte nutricional, especialmente quando não estiver ajudando (consulte Instruções prévias).

No entanto, os familiares e cuidadores podem oferecer alimentos de modo que seja reconfortante e incentivar gentilmente a pessoa a comer:

  • Forneça os alimentos lentamente.

  • Ofereça pequenas porções de comida e pequenos goles d'água.

  • Ofereça os alimentos favoritos, bastante temperados e fáceis de engolir.

  • Ofereça uma pequena quantidade de uma bebida alcoólica favorita 30 minutos antes das refeições.

  • Acima de tudo, permita que a pessoa escolha quando e o que comer e beber.

Estimulantes do apetite, como certos antidepressivos, megestrol ou dronabinol, podem ajudar.

Fornecer outros cuidados, como escovar os dentes, umedecer a boca da pessoa com compressas úmidas quando necessário, dar a ela pedaços gelo e aplicar protetor labial pode consolar fisicamente e psicologicamente o moribundo e os familiares que prestam assistência. A equipe de cuidados no final de vida pode prestar a assistência necessária.

O aconselhamento pode ajudar os familiares que estejam preocupados com a possibilidade de usar o suporte nutricional.

OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais

Também de interesse

Vídeos

Visualizar tudo
Considerações gerais sobre vitaminas e minerais
Vídeo
Considerações gerais sobre vitaminas e minerais
O corpo humano precisa de várias vitaminas e minerais para se desenvolver. Muitos desses nutrientes...

MÍDIAS SOCIAIS

PRINCIPAIS