Manual MSD

Please confirm that you are not located inside the Russian Federation

Carregando

Hidratação excessiva

Por

James L. Lewis, III

, MD, Brookwood Baptist Health and Saint Vincent’s Ascension Health, Birmingham

Última revisão/alteração completa jan 2019| Última modificação do conteúdo jan 2019
Clique aqui para a versão para profissionais
Fatos rápidos
OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais
Recursos do assunto

A hidratação excessiva é o excesso de água no corpo.

  • A pessoa pode ter hidratação excessiva se tiver algum distúrbio que diminua a capacidade do corpo de excretar água ou que aumente a tendência do corpo de reter água.

  • Raramente, beber muita água pode causar hidratação excessiva, pois os rins excretam o excesso de água com facilidade.

  • Muitas vezes, nenhum sintoma ocorre, mas, na hidratação excessiva grave, a pessoa pode ficar confusa ou ter convulsões.

  • A ingestão de líquidos será restringida e diuréticos podem ser administrados.

(Consulte também A água no corpo.)

A hidratação excessiva ocorre quando o corpo absorve mais água do que ele elimina.

A hidratação excessiva pode ocorrer quando a pessoa bebe muito mais água de que o corpo precisa. As pessoas, sobretudo os atletas, que bebem água em excesso para evitar desidratação podem ter hidratação excessiva. Além disso, é possível que a pessoa beba água em excesso devido a um transtorno psiquiátrico chamado polidipsia psicogênica. O resultado é um volume excessivo de água e uma quantidade insuficiente de sódio. Assim, a hidratação excessiva geralmente resulta em baixos níveis de sódio no sangue (hiponatremia), o que pode ser perigoso. No entanto, a ingestão de grandes volumes de água normalmente não causa hidratação excessiva se a hipófise, os rins, o fígado e o coração estiverem funcionando normalmente. Para superar a capacidade do corpo de eliminar água, um adulto com função renal normal deve beber regularmente mais de aproximadamente 20 litros de água por dia.

A hidratação excessiva é muito mais frequente em pessoas cujos rins não excretam urina normalmente — por exemplo, em pessoas com distúrbio cardíaco, renal ou hepático, ou em bebês prematuros cujos rins são imaturos. Determinados medicamentos, como os antidepressivos, também podem causar hidratação excessiva em pessoas suscetíveis.

A hidratação excessiva também pode ser causada pela síndrome de secreção inadequada do hormônio antidiurético. Nessa síndrome, a hipófise secreta vasopressina (também chamada hormônio antidiurético) em excesso, o que estimula os rins a reter água quando não é necessário.

Você sabia que...

  • Beber água em excesso sem repor os sais pode ser prejudicial, às vezes mesmo em pessoas saudáveis.

Sintomas

As células cerebrais são particularmente suscetíveis à hidratação excessiva e a baixos níveis de sódio no sangue. Quando a hidratação excessiva ocorre lentamente e for leve ou moderada, as células cerebrais têm tempo para se adaptar; assim, talvez ocorram apenas sintomas leves (ou nenhum), como distrair-se facilmente e letargia. Quando a hidratação excessiva ocorre rapidamente, a pessoa tem vômitos e dificuldade em manter o equilíbrio. Caso a hidratação excessiva piore, é possível que ocorram confusão, convulsões ou coma.

Quando ocorre hidratação excessiva e o volume de sangue é normal, o excesso de água, normalmente, se desloca para dentro das células e não ocorre inchaço nos tecidos (edema). Quando ocorre excesso de volume de sangue, o líquido pode se acumular nos pulmões ou na parte inferior das pernas.

Diagnóstico

  • Exame médico

  • Exames de sangue e urina

O médico tenta diferenciar entre hidratação excessiva (muita água) e excesso de líquido no sangue (sais em excesso e aumento do volume de sangue) ao examinar a pessoa quanto à presença de ganho de peso e sinais de edema e realizando exames de sangue e urina para verificar as concentrações de eletrólitos.

Tratamento

  • Restrição da ingestão de líquidos

  • Tratamento da causa da hidratação excessiva

Independentemente da causa da hidratação excessiva, a ingestão de líquidos normalmente deve ser restringida (mas apenas de acordo com as recomendações médicas). Beber menos de um litro de líquidos por dia normalmente resulta em melhora dentro de alguns dias. Se hidratação excessiva ocorrer com excesso de volume de sangue por causa de doença cardíaca, hepática ou renal, também é útil a restrição à ingestão de sódio, uma vez que o sódio provoca retenção de água.

Medicamentos que tendem a causar hidratação excessiva são interrompidos. Às vezes, o médico receita diuréticos para aumentar a excreção de sódio e de água na urina. Outros tipos de medicamentos também podem aumentar a excreção de água e, às vezes, são utilizados para tratar a hidratação excessiva, quando o volume de sangue está normal. Normalmente, esses medicamentos são utilizados quando uma pessoa está hospitalizada e podem ser monitorados com atenção. Às vezes, é preciso remover o líquido por meio de diálise ou por meio de um procedimento cirúrgico de pequeno porte denominado paracentese.

OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais

Também de interesse

Vídeos

Visualizar tudo
Hiperlipidemia
Vídeo
Hiperlipidemia
O colesterol é um tipo de lipídio – um elemento essencial contido em todas as células humanas...
Modelos 3D
Visualizar tudo
Sistema endócrino feminino
Modelo 3D
Sistema endócrino feminino

MÍDIAS SOCIAIS

PRINCIPAIS