Manual MSD

Please confirm that you are not located inside the Russian Federation

honeypot link

Supercrescimento bacteriano no intestino delgado (SCBID)

Por

Atenodoro R. Ruiz, Jr.

, MD, The Medical City, Pasig City, Philippines

Última revisão/alteração completa fev 2021| Última modificação do conteúdo fev 2021
Clique aqui para a versão para profissionais
Fatos rápidos

O supercrescimento bacteriano no intestino delgado é um distúrbio em que o movimento inadequado do conteúdo intestinal permite que certas bactérias normais do intestino cresçam excessivamente, causando diarreia e absorção deficiente de nutrientes (má absorção Considerações gerais sobre a má absorção A síndrome da má absorção refere-se a diversos distúrbios em que os nutrientes dos alimentos não são absorvidos de forma adequada no intestino delgado. Certos distúrbios, infecções e procedimentos... leia mais ).

  • Alguns quadros clínicos e distúrbios diminuem ou interrompem o movimento do conteúdo pelo intestino.

  • A pessoa tem desconforto abdominal, diarreia, inchaço e flatulência excessiva.

  • O diagnóstico toma por base os sintomas, sobretudo em pessoas que realizaram determinados tipos de cirurgia ou têm determinados distúrbios, em conjunto com o resultado de um teste respiratório ou cultura de líquido intestinal.

  • Antibióticos podem eliminar o excesso de bactéria.

Causas da síndrome do supercrescimento bacteriano

O movimento normal e constante dos conteúdos intestinais (movimentos peristálticos) é importante para ajudar a manter um equilíbrio apropriado de bactérias no intestino delgado. Os quadros clínicos em que os conteúdos intestinais se movem lentamente ou se acumulam em um local permitem o crescimento excessivo de bactérias. Esses quadros clínicos incluem certos tipos de cirurgia no estômago, intestino ou ambos. Distúrbios como, por exemplo, o diabetes Diabetes mellitus (DM) O diabetes mellitus é uma doença na qual o organismo não produz uma quantidade suficiente de insulina ou não responde normalmente à insulina, fazendo com que o nível de açúcar (glicose) no sangue... leia mais , a esclerose sistêmica Esclerose sistêmica A esclerose sistêmica é uma doença reumática autoimune crônica, rara, caracterizada por alterações degenerativas e formação de cicatrizes na pele, articulações e órgãos internos, além de anormalidades... leia mais Esclerose sistêmica e a amiloidose Amiloidose A amiloidose é uma doença rara em que proteínas dobradas de forma anormal formam fibrilas de amiloide que se acumulam em vários tecidos e órgãos, às vezes levando à disfunção ou insuficiência... leia mais Amiloidose também podem diminuir a velocidade dos movimentos peristálticos, causando o crescimento excessivo de bactérias.

Sintomas da síndrome do supercrescimento bacteriano

O sintoma mais comum do supercrescimento bacteriano no intestino delgado é a distensão abdominal. Outros sintomas incluem desconforto abdominal, diarreia Diarreia em adultos A diarreia consiste no aumento de volume, fluidez ou frequência das defecações (consulte também Diarreia em crianças). A frequência da defecação por si só não é a característica que define a... leia mais , excesso de flatulência, perda de peso ou sintomas de deficiências nutricionais. Algumas pessoas apresentam diarreia ou esteatorreia (fezes de cores claras, moles, volumosas, gordurosas e fétidas) graves.

Diagnóstico da síndrome do supercrescimento bacteriano

  • Avaliação médica dos sintomas

  • Testes respiratórios

  • Cultura do líquido intestinal

  • Exames de diagnóstico por imagem

O médico faz o diagnóstico do supercrescimento bacteriano no intestino delgado tomando por base os sintomas característicos, sobretudo em pessoas que realizaram determinados tipos de cirurgia ou têm determinados distúrbios.

É possível que o médico colete uma amostra de líquido usando um tubo flexível inserido no intestino delgado durante um procedimento denominado endoscopia Endoscopia A endoscopia é um exame das estruturas internas através de um tubo flexível para visualização (endoscópio). A endoscopia também pode ser utilizada para tratar vários distúrbios porque o médico... leia mais . O médico envia o líquido para cultura, para determinar o tipo e quantidade de bactérias presentes

ou ele pode vir a fazer um teste respiratório. Hidrogênio é produzido quando as bactérias no intestino decompõem alguns tipos de açúcar. O médico realiza um teste respiratório para ajudar a determinar o quanto de hidrogênio a pessoa exala através da respiração. Depois de beber um líquido contendo um determinado tipo de açúcar (glicose ou lactulose) misturado com água, a pessoa exala para dentro de um saco coletor de uma em uma hora, por um período de quatro horas. As bolsas são então analisadas. Se a quantidade de hidrogênio na respiração apresentar um aumento significativo após a pessoa ter consumido qualquer um dos líquidos, então ela tem supercrescimento bacteriano no intestino delgado.

Às vezes, a pessoa tem anomalias das estruturas internas que a tornam suscetível ao supercrescimento de bactérias. Para identificar essas anomalias, o médico tira radiografias do estômago e do intestino delgado após a pessoa ingerir um líquido que aparece na radiografia (um procedimento denominado série gastrointestinal [GI] superior).

Tratamento da síndrome do supercrescimento bacteriano

  • Antibióticos

  • Alterações na dieta

A maioria das pessoas melhora com antibióticos orais administrados durante 10 a 14 dias.

Como o excesso de bactérias cresce mais rápido com carboidratos, a pessoa deve seguir uma dieta mais rica em gordura e com menos carboidratos e fibras. Os médicos prescrevem suplementos para corrigir qualquer deficiência nutricional.

OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais
quiz link

Test your knowledge

Take a Quiz! 
ANDROID iOS
ANDROID iOS
ANDROID iOS
PRINCIPAIS