Manual MSD

Please confirm that you are not located inside the Russian Federation

honeypot link

Bezoares

Por

Zubair Malik

, MD, Temple University Hospital

Última revisão/alteração completa fev 2020| Última modificação do conteúdo fev 2020
Clique aqui para a versão para profissionais
Recursos do assunto

Os bezoares são massas compactas de matéria parcialmente digerida ou não digerida que podem ficar presas no estômago ou intestino.

  • Massas de matéria não digerível podem ficar presas no estômago.

  • A maioria dos bezoares não causa sintomas.

  • O diagnóstico toma por base o resultado de radiografias e de outros exames de imagem, bem como de um exame visual do trato digestivo realizado por endoscopia.

  • A maioria dos bezoares precisa ser desintegrada com instrumentos ou agentes que a pessoa engole ou ser removida com um endoscópio ou cirurgicamente.

O estômago é um local de coleta comum de massas endurecidas de matéria, parcialmente digeridas ou não digeridas, denominadas bezoares. Os bezoares não conseguem atravessar orifícios ou espaços estreitos e, por isso, podem ficar presos no trato digestivo. Na maioria das vezes, os bezoares se acumulam no estômago mas, algumas vezes, eles podem se acumular em outras partes do trato digestivo. Os bezoares com mais de dois centímetros de diâmetro raramente são expelidos do estômago, uma vez que a abertura (esfíncter pilórico) através da qual o conteúdo do estômago precisa atravessar para poder entrar no primeiro segmento do intestino delgado (duodeno) é estreita.

Existem diversos tipos de bezoares. Os bezoares são classificados de acordo com a substância que os forma:

  • Os fitobezoares são o tipo mais comum e são formados por matéria não digerível como, por exemplo, fibras, cascas e sementes de frutas e verduras.

  • Os diospirobezoares são um tipo de fitobezoar que são formados pela fruta caqui.

  • Os tricobezoares são formados por pelos parcialmente digeridos.

  • Os farmacobezoares são formados por blocos de fármacos endurecidos (como, por exemplo, antiácidos).

  • Os lactobezoares são formados por proteína láctea e podem ocorrer em bebês que são alimentados com leite.

Os bezoares também podem ser formados por diversas outras substâncias, incluindo papel higiênico e produtos de poliestireno expandido (“isopor”) (como, por exemplo, copos).

Fatores de risco para o desenvolvimento de bezoares

O acúmulo de alimentos ou outras matérias pode ocorrer em qualquer pessoa, incluindo crianças, mas esse acúmulo tende a ocorrer com mais frequência em pessoas com determinados fatores de risco.

Os fatores de risco gerais incluem

Os fatores de risco que ocorrem com mais frequência em pessoas mais velhas incluem

  • Ausência de dentes

  • Dentaduras mal adaptadas

  • Não mastigar os alimentos adequadamente

  • Ter um baixo nível de ácido gástrico (hipocloridria)

Os tricobezoares ocorrem com mais frequência em jovens do sexo feminino que têm transtornos de saúde mental, que mastigam e engolem o próprio cabelo.

Sintomas

A maioria dos bezoares não bloqueia completamente o trato digestivo e, portanto, não causa sintomas. No entanto, as pessoas podem se sentir saciadas após uma refeição de tamanho normal e podem apresentar náusea, vômitos e dor. A pessoa pode também perder o apetite e perder peso.

Complicações de bezoares

Às vezes, os bezoares perturbam o revestimento do trato gastrointestinal e causam sangramento, que pode aparecer nas fezes (consulte Hemorragia gastrointestinal).

Caso os bezoares estejam obstruindo total ou parcialmente o estômago, o intestino delgado ou, raramente, o intestino grosso, eles podem provocar cólicas, distensão, perda do apetite, náusea e vômitos (consulte Obstrução intestinal). Ocasionalmente, os bezoares causam intussuscepção (um quadro em que um segmento do intestino desliza para o interior de outro segmento, como um telescópio) e podem bloquear o intestino. Se não for tratada, a intussuscepção às vezes causa morte do tecido intestinal.

Em casos raros, os bezoares também podem causar perfuração do trato digestivo. Uma perfuração permite o vazamento de alimentos, sucos gástricos ou conteúdo intestinal, inclusive fezes, para dentro do abdômen. Esse tipo de vazamento constitui uma emergência médica porque ele causa peritonite (a inflamação da cavidade peritoneal [abdominal]).

Diagnóstico

  • Exames de diagnóstico por imagem

  • Endoscopia

Com frequência é possível visualizar bezoares por meio de exames de imagem como, por exemplo, radiografias, tomografia computadorizada (TC) e ultrassonografia do abdômen.

Normalmente, é realizada uma endoscopia (exame visual do trato digestivo utilizando um tubo flexível, chamado de endoscópio), para confirmar o diagnóstico de bezoar e para excluir a possibilidade de a causa ser um tumor. Durante a endoscopia, é possível que o médico remova uma parte de um bezoar e o examine em um microscópio para ver sua composição como, por exemplo, pelos ou matéria vegetal. O médico tenta causar a desintegração do bezoar e removê-lo durante uma endoscopia.

Tratamento

  • Medidas para ajudar a dissolver o bezoar

  • Endoscopia

  • Às vezes, cirurgia

Para tentar desintegrar e dissolver um bezoar, é possível que o médico receite refrigerante à base de cola ou celulase para as pessoas com sintomas leves. A celulase é dissolvida em água e tomada por via oral por dois a cinco dias. O médico pode também receitar outro medicamento tomado por via oral denominado metoclopramida. Esse tipo de medicamento estimula o movimento do conteúdo através do estômago e do intestino.

Se o bezoar não se dissolver ou se a pessoa tiver sintomas moderados a graves, o médico pode tentar remover o bezoar por meio de endoscopia.

Durante uma endoscopia, os médicos às vezes utilizam fórceps, laser ou outros instrumentos para causar a desintegração dos bezoares, e com isso permitir que eles sejam eliminados ou removidos mais facilmente.

Os bezoares que são duros como pedras (por exemplo, os criados pelo consumo de caqui) normalmente precisam ser removidos cirurgicamente.

OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais

OUTROS TÓPICOS NESTE CAPÍTULO

Bezoares e corpos estranhos ao trato digestivo
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS

Teste os seus conhecimentos

Abscessos abdominais
Os sintomas específicos de abscesso abdominal dependem da localização do abscesso. A maioria das pessoas, contudo, apresenta qual dos sintomas a seguir?
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS

Também de interesse

Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
PRINCIPAIS