Manual MSD

Please confirm that you are not located inside the Russian Federation

Carregando

Paroníquia aguda

Por

Chris G. Adigun

, MD, Dermatology & Laser Center of Chapel Hill

Última revisão/alteração completa dez 2019| Última modificação do conteúdo dez 2019
Clique aqui para a versão para profissionais
Recursos do assunto

A paroníquia aguda é uma infecção bacteriana da cutícula.

Na paroníquia aguda, bactérias (geralmente Staphylococcus aureus ou estreptococos) entram por uma ruptura na pele resultante de um pedaço de pele separado da unha, de traumatismo em uma prega ungueal (a dobra de pele dura nos lados da placa ungueal onde a unha e a pele se encontram), perda da cutícula (a pele na base da unha) ou irritação crônica (como a causada por água e detergentes). A paroníquia aguda nos dedos das mãos é mais comum entre pessoas que mordem ou chupam os dedos. Nos dedos dos pés, a infecção frequentemente começa em uma unha encravada. Alguns medicamentos novos usados para tratar certos tipos de câncer ou suprimir o sistema imunológico (por exemplo, depois de um transplante de órgão) às vezes também parecem causar paroníquia aguda. Esses medicamentos incluem gefitinibe, erlotinibe, sirolimo, everolimo, vemurafenibe, dabrafenibe e medicamentos relacionados.

A paroníquia geralmente é aguda, mas podem ocorrer casos de paroníquia crônica.

A paroníquia aguda se desenvolve ao longo da margem da unha (nas laterais e na base da prega ungueal). Com o passar de horas a dias, as pessoas com paroníquia aguda desenvolvem dor, calor, vermelhidão e inchaço. Pus geralmente se acumula sob a pele ao longo da margem da unha e, às vezes, debaixo da unha. Em casos raros, a infecção penetra profundamente no dedo da mão ou do pé e pode ameaçar o dedo ou, em casos extremos, o braço ou a perna. Essas infecções mais profundas ocorrem principalmente em pessoas que têm diabetes ou outros distúrbios que causam má circulação.

O médico estabelece o diagnóstico de paroníquia aguda através do exame do dedo da mão ou do pé afetado.

Tratamento

  • Antibióticos

  • Drenagem do pus

Em sua fase inicial, a paroníquia aguda pode ser tratada com um antibiótico administrado por via oral (como dicloxacilina, cefalexina ou clindamicina) e banhos com água morna frequentes para aumentar o fluxo de sangue.

Se houver acúmulo de pus, ele deverá ser drenado. O médico deixa o dedo da mão ou do pé dormente com um anestésico local (como lidocaína) e levanta a prega da unha com um instrumento. Geralmente não é necessário cortar a pele. Um fino pavio de gaze pode ser inserido por 24 a 48 horas para permitir que o local seja drenado.

OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais
Obtenha o

Também de interesse

Vídeos

Visualizar tudo
Câncer de pele
Vídeo
Câncer de pele
A pele é o maior órgão do corpo. Ela tem muitas funções importantes, incluindo a de proteger...
Modelos 3D
Visualizar tudo
Eritema linear
Modelo 3D
Eritema linear

MÍDIAS SOCIAIS

PRINCIPAIS