Manual MSD

Please confirm that you are not located inside the Russian Federation

Carregando

Má oclusão

(dentes desalinhados)

Por

Bernard J. Hennessy

, DDS, Texas A&M University, College of Dentistry

Última revisão/alteração completa set 2018| Última modificação do conteúdo set 2018
Clique aqui para a versão para profissionais
OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais

A má oclusão é o alinhamento anormal dos dentes e a maneira pela qual os dentes superiores e inferiores se encaixam. Normalmente, os dentes superiores se sobrepõem ligeiramente sobre os inferiores. Esta sobreposição permite que as projeções (cúspides) em cada dente se encaixem nas depressões correspondentes do dente oposto. O alinhamento apropriado permite uma mastigação mais eficaz e também distribui as forças da mastigação de maneira uniforme. A mastigação normal produz mais de 65 quilos de força nos molares e quase 115 quilos ao cerrar os dentes durante o sono. Se essa força é distribuída de forma desigual, os dentes podem ter um desgaste anormal, partes da coroa podem fraturar e os dentes podem acabar se soltando.

Causas

Há muitas causas graves do desalinhamento dos dentes:

  • Não correspondência de tamanho entre mandíbula e dentes

  • Hábito de chupar o dedo e/ou a deglutição atípica

  • Perda de dentes

  • Certos defeitos de nascença da mandíbula

A causa mais comum do desalinhamento dos dentes é quando a mandíbula é pequena demais para o tamanho dos dentes. Uma pequena discrepância no tamanho faz com que os dentes fiquem muito juntos, causando assim, um desalinhamento.

Pessoas que têm o hábito de chupar o dedo ou empurrar a língua contra os dentes da frente podem causar a projeção dos dentes da frente.

Uma perda permanente do dente cria uma lacuna para onde os dentes próximos podem se deslocar, causando o desalinhamento a menos que o dentista coloque uma ponte, implante ou prótese parcial na lacuna. Normalmente, os dentes que os bebês perdem são rapidamente substituídos por dentes permanentes. No entanto, se as crianças perdem um dente de leite cedo demais (como por causa de uma lesão), os dentes próximos podem se movimentar, causando o desalinhamento.

Defeitos de nascença da mandíbula e fraturas na mandíbula muitas vezes causam desalinhamento.

Tratamento

  • Órteses ou alinhadores dentais

  • Às vezes, remoção de dentes

  • Às vezes, cirurgia

Na maioria das vezes, o principal motivo para corrigir o desalinhamento é para melhorar a aparência. No entanto, pode ser necessário o tratamento de um desalinhamento grave para prevenir danos no dente e melhorar a fala e a mastigação.

A correção do desalinhamento exige aparelhos ou, para algumas pessoas, alinhadores dentais prescritos pelo dentista.

Para os aparelhos, os dentistas fixam (colam) bráquetes nos dentes. Os bráquetes são conectados um ao outro por arames e elásticos que aplicam a força para puxar os dentes lentamente e gradualmente, até chegarem ao alinhamento adequado. Ao puxar lentamente, o osso que sustenta o alvéolo do dente, na verdade, se reformula, resultando em um desvio permanente dos dentes. Algumas vezes é necessário extrair alguns dentes primeiro para darem espaço para o alinhamento. Algumas vezes, um ou mais dentes precisam ser ligeiramente desgastados ou aumentados para um melhor encaixe. Após os dentes estarem alinhados adequadamente, os aparelhos são removidos e a pessoa usa um aparelho móvel para que os dentes não voltem à posição anterior. Primeiro, o aparelho móvel é usado 24 horas por dia, depois usado apenas à noite, por 2 ou 3 anos.

Alinhadores dentais são às vezes designados aparelhos transparentes ou aparelhos invisíveis. Os alinhadores dentais consistem em um conjunto de aparelhos de plástico transparente (semelhante a aparelhos móveis) que são usados em uma ordem específica para mover os dentes gradualmente (até 0,3 mm por alinhador). Cada alinhador é usado por cerca de duas semanas e, em seguida, trocado por um novo até que o desalinhamento seja corrigido. Da mesma forma que com aparelhos tradicionais, utiliza-se um aparelho móvel para que os dentes não voltem à posição anterior.

Às vezes, defeitos de nascença da mandíbula e fraturas curadas indevidamente devem ser corrigidos com cirurgia.

Mais informações

OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais
Obtenha o

Também de interesse

Vídeos

Visualizar tudo
Canal radicular
Vídeo
Canal radicular
Depois de comer, partículas de alimentos e líquidos contendo açúcar e amido são deixadas nos...
Modelos 3D
Visualizar tudo
Interior do dente
Modelo 3D
Interior do dente

MÍDIAS SOCIAIS

PRINCIPAIS