Manual MSD

Please confirm that you are not located inside the Russian Federation

honeypot link

Estomatite aftosa recorrente

(aftas; úlceras aftosas)

Por

Bernard J. Hennessy

, DDS, Texas A&M University, College of Dentistry

Avaliado clinicamente fev 2022
VISUALIZAR A VERSÃO PARA PROFISSIONAIS DE SAÚDE
Recursos do assunto

A estomatite aftosa recorrente (aftas ou úlceras aftosas) é a presença de feridas pequenas, mas dolorosas (úlceras) dentro da boca que normalmente começam na infância e voltam com frequência.

  • Lesões bucais, estresse e algumas comidas podem desencadear uma crise.

  • As pessoas sentem uma dor ardente, e um ou dois dias mais tarde, uma afta se desenvolve no tecido mole da boca.

  • Os médicos ou dentistas fazem o diagnóstico com base na dor e a aparência das aftas.

  • O tratamento é feito com enxaguantes bucais ou corticosteroides.

A estomatite aftosa recorrente (EAR) é muito comum. A causa não é clara, mas provavelmente envolve múltiplos fatores, incluindo distúrbios ou funcionamento anormal do sistema imunológico, exposição a ingredientes de pasta de dentes e a conservantes e uma predisposição genética. A EAR geralmente começa na infância, e 80% das pessoas com EAR têm <30 anos de idade.

Pessoas com EAR têm aftas repetidamente. Alguns têm apenas uma ou duas aftas, algumas vezes ao ano. Outros têm surtos quase contínuos. Os ataques geralmente diminuem em frequência e gravidade com o avançar da idade.

Muitos fatores parecem predispor a ataques ou desencadeá-los, mas as reações alérgicas não parecem estar envolvidas. Tais fatores incluem a lesão da boca, estresse (por exemplo, um estudante da faculdade pode ter certas aftas durante a semana de provas), e certos alimentos (especialmente chocolate, café, amendoim, ovos, cereais, amêndoas, morango, queijo e tomate). Pessoas com AIDS Infecção pelo vírus da imunodeficiência humana (HIV) A infecção pelo vírus da imunodeficiência humana (HIV) é uma infecção viral que destrói progressivamente certos glóbulos brancos do sangue e pode provocar a síndrome da imunodeficiência adquirida... leia mais Infecção pelo vírus da imunodeficiência humana (HIV) geralmente têm aftas maiores que persistem por semanas.

Por razões desconhecidas, mulheres grávidas, pessoas que usam contraceptivos orais e produtos do tabaco são menos propensas a desenvolver aftas. No entanto, os riscos para a saúde do uso de tabaco superam qualquer efeito protetor na prevenção de aftas.

Sintomas de EAR

Os sintomas normalmente começam com dor ou ardor, seguidos em 1 ou 2 dias por uma afta. Nunca há uma bolha. A dor é grave – muito maior do que era de se esperar de algo tão pequeno – e dura de 4 a 7 dias. As aftas quase sempre são tecidos macios e flácidos, como os do lado de dentro dos lábios ou da bochecha, ou na língua, ou no assoalho da boca, no palato mole ou na garganta. As aftas aparecem como manchas rasas, redondas e ovais, com o centro amarelo-acinzentado e a borda vermelha. Em geral, as aftas são pequenas, com cerca de 1/8 a 3/8 polegadas (menos de 1 centímetro de diâmetro), e geralmente aparecem em grupos de duas ou três. Elas geralmente desaparecem sozinhas dentro de 10 dias e não deixam cicatrizes. Aftas maiores, com cerca de ½ a 1½ polegada (menos de 3 centímetros de diâmetro), são menos comuns. Essas úlceras maiores não têm um formato padrão, podem levar várias semanas para curar e frequentemente deixam marcas.

Pessoas com uma erupção grave também podem ter febre, linfonodos inchados no pescoço e um sentimento de desconforto.

Diagnóstico da EAR

Um médico ou dentista identifica a estomatite aftosa recorrente por sua aparência e a dor que ela causa.

Tratamento da EAR

  • Analgésicos

  • Enxaguantes bucais

  • Corticosteroides tomados por via oral

O tratamento consiste em alívio da dor com as mesmas medidas gerais usadas para as feridas bucais (consulte Tratamentos tópicos Tratamento As feridas e inflamações bucais variam de aspecto e tamanho e podem afetar qualquer parte da boca, inclusive os lábios (consulte Feridas e inflamação nos lábios). As pessoas podem ter inchaço... leia mais Tratamento ). Além disso, os médicos geralmente recomendam enxaguantes bucais com clorexidina. Se houver muitas aftas, os médicos às vezes recomendam um corticosteroide como a dexametasona, aplicada como um enxaguante. Se houver poucas aftas, os médicos sugerem outros corticosteroides, como a fluocinonida ou o clobetasol, aplicados como pomada ou misturados em uma pasta de carboximetilcelulose protetor. Pessoas que têm surtos repetidos de aftas podem começar a usar o enxaguante bucal sempre que sentirem que alguma afta está se desenvolvendo. Pessoas que utilizam esses corticosteroides podem desenvolver estomatite causada por Candida albicans (consulte Sintomas de candidíase Sintomas A candidíase é uma infecção fúngica causada por várias espécies da levedura Candida, principalmente Candida albicans. O tipo mais comum de candidíase é uma infecção superficial... leia mais Sintomas ).

Se os corticosteroides que forem aplicados diretamente na boca não funcionarem, devem ser usados comprimidos de prednisona por via oral. No entanto, antes de receitar um corticosteroide, o médico precisa se assegurar de que a pessoa não tem infecção oral por herpes simples Infecção oral A infecção causada pelo vírus do herpes simples provoca o aparecimento recorrente de bolhas pequenas, dolorosas e cheias de líquido na pele, boca, lábios (herpes labial), olhos ou órgãos genitais... leia mais Infecção oral que poderia se agravar pelo uso de corticosteroides. Enxágues e comprimidos de corticosteroide são absorvidos pelo corpo mais que os corticosteroides administrados em forma de gel, mas os efeitos colaterais podem ser preocupantes (consulte a barra lateral Corticosteroides: usos e efeitos colaterais Corticosteroides: Usos e efeitos colaterais Corticosteroides: Usos e efeitos colaterais ).

Mais informações

O seguinte é um recurso em inglês que pode ser útil. Vale ressaltar que O MANUAL não é responsável pelo conteúdo deste recurso.

  • MouthHealthy.org: fornece informações sobre a saúde oral, incluindo nutrição e orientação na seleção de produtos que têm o selo de aprovação da American Dental Association. Há também orientações sobre como encontrar um dentista e como e quando consultá-lo.

OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: VISUALIZAR A VERSÃO PARA PROFISSIONAIS DE SAÚDE
VISUALIZAR A VERSÃO PARA PROFISSIONAIS DE SAÚDE
quiz link

Test your knowledge

Take a Quiz! 
ANDROID iOS
ANDROID iOS
ANDROID iOS
PRINCIPAIS