Manual MSD

Please confirm that you are not located inside the Russian Federation

Carregando

Estomatite aftosa recorrente

Por

Bernard J. Hennessy

, DDS, Texas A&M University, College of Dentistry

Última revisão/alteração completa set 2018| Última modificação do conteúdo set 2018
Clique aqui para a versão para profissionais
OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais

A estomatite aftosa recorrente (aftas ou úlceras aftosas) é a presença de feridas pequenas, mas dolorosas (úlceras) dentro da boca que normalmente começam na infância e voltam com frequência.

  • Lesões bucais, estresse e algumas comidas podem desencadear uma crise.

  • As pessoas sentem uma dor ardente, e um ou dois dias mais tarde, uma afta se desenvolve no tecido mole da boca.

  • Os médicos ou dentistas fazem o diagnóstico com base na dor e a aparência das aftas.

  • O tratamento é feito com enxaguantes bucais ou corticosteroides.

(Consulte também Feridas e inflamações bucais).

A estomatite aftosa recorrente (EAR) é muito comum. A causa é desconhecida, mas o distúrbio tende a ocorrer nas famílias. A EAR geralmente começa na infância e 80% das pessoas com EAR têm < 30 anos de idade.

Pessoas com EAR têm aftas repetidamente. Alguns têm apenas uma ou duas aftas, algumas vezes ao ano. Outros têm surtos quase contínuos. Os ataques geralmente diminuem em frequência e gravidade com o avançar da idade.

Muitos fatores parecem predispor a ataques ou desencadeá-los, mas as reações alérgicas não parecem estar envolvidas. Tais fatores incluem a lesão da boca, estresse (por exemplo, um estudante da faculdade pode ter certas aftas durante a semana de provas), e certos alimentos (especialmente chocolate, café, amendoim, ovos, cereais, amêndoas, morango, queijo e tomate). Pessoas com AIDS geralmente têm aftas maiores que persistem por semanas.

Por razões desconhecidas, mulheres grávidas, pessoas que usam contraceptivos orais e produtos do tabaco são menos propensas a desenvolver aftas.

Sintomas

Os sintomas normalmente começam com dor ou ardor, seguidos em 1 ou 2 dias por uma afta. Nunca há uma bolha. A dor é grave – muito maior do que era de se esperar de algo tão pequeno – e dura de 4 a 7 dias. As aftas quase sempre são tecidos macios e flácidos, como os do lado de dentro dos lábios ou da bochecha, ou na língua, ou no assoalho da boca, no palato mole ou na garganta. As aftas aparecem como manchas rasas, redondas e ovais, com o centro amarelo-acinzentado e a borda vermelha. Em geral, as aftas são pequenas, com cerca de 1/8 a 3/8 polegadas (menos de 1 centímetro de diâmetro), e geralmente aparecem em grupos de duas ou três. Elas geralmente desaparecem sozinhas dentro de 10 dias e não deixam cicatrizes. Aftas maiores, acima de aproximadamente ½ polegada (1 centímetro) de diâmetro, são menos comuns. Essas úlceras maiores não têm um formato padrão, podem levar várias semanas para curar e frequentemente deixam marcas.

Pessoas com uma erupção grave também podem ter febre, linfonodos inchados no pescoço e um sentimento de desconforto.

Diagnóstico

  • Exame médico

Um médico ou dentista identifica a EAR por sua aparência e a dor que ela causa.

Tratamento

  • Analgésicos

  • Enxaguantes bucais

  • Corticosteroides tomados por via oral

O tratamento consiste em aliviar a dor com as mesmas medidas gerais usadas para outras lesões da boca ( Feridas e inflamações bucais : Tratamento). Além disso, os médicos geralmente recomendam enxaguantes bucais com clorexidina. Se houver muitas aftas, os médicos às vezes recomendam um corticosteroide como a dexametasona, aplicada como um enxaguante. Se houver poucas aftas, os médicos sugerem outros corticosteroides, como a fluocinonida ou o clobetasol, aplicados como pomada ou misturados em uma pasta de carboximetilcelulose protetor. Pessoas que têm surtos repetidos de aftas podem começar a usar o enxaguante bucal sempre que sentirem que alguma afta está se desenvolvendo. Pessoas que utilizam esses corticosteroides podem desenvolver estomatite causada por Candida albicans ( Candidíase : Sintomas).

Se os corticosteroides que forem aplicados diretamente na boca não funcionarem, devem ser usados comprimidos de prednisona por via oral. No entanto, antes de receitar um corticosteroide, o médico precisa se assegurar de que a pessoa não tem infecção oral por herpes simples que poderia se agravar pelo uso de corticosteroides. As soluções de corticosteroide e os comprimidos são absorvidos pelo corpo mais que os corticosteroides dados em forma de gel, mas os efeitos colaterais podem ser preocupantes ( Corticosteroides: Usos e efeitos colaterais).

Mais informações

OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais
Obtenha o

Também de interesse

Vídeos

Visualizar tudo
Canal radicular
Vídeo
Canal radicular
Depois de comer, partículas de alimentos e líquidos contendo açúcar e amido são deixadas nos...
Modelos 3D
Visualizar tudo
Herpes labial
Modelo 3D
Herpes labial

MÍDIAS SOCIAIS

PRINCIPAIS