Manual MSD

Please confirm that you are a health care professional

Carregando

Orquite

Por

Patrick J. Shenot

, MD, Sidney Kimmel Medical College at Thomas Jefferson University

Última modificação do conteúdo ago 2019
Clique aqui para acessar Educação para o paciente
Recursos do assunto

Orquite é uma infecção dos testículos, normalmente pelo vírus da caxumba. Os sintomas testiculares incluem dor e edema. O diagnóstico é clínico. O tratamento é sintomático. Administram-se antibióticos se infecção bacteriana é identificada.

A orquite isolada (infecção localizada no testículo) é quase sempre de origem viral e a maioria dos casos decorre da caxumba. Causas raras incluem sífilis congênita, tuberculose, hanseníase, vírus ECHO, coriomeningite linfocítica, vírus coxsackie, mononucleose infecciosa, varicela e arbovírus do grupo B. A maior parte da orquite bacteriana é consequência de epididimite bacteriana grave que se estende até o testículo (epidídimo-orquite).

A orquite se desenvolve em 20 a 25% dos homens com caxumba; 80% dos casos ocorrem em pacientes com < 10 anos de idade. Dois terços dos casos são unilaterais e um terço é bilateral. Sessenta por cento dos pacientes com orquite pós-caxumba desenvolvem atrofia testicular em pelo menos um testículo. A atrofia não está relacionada com fertilidade ou com a gravidade da orquite. A incidência de tumor não parece estar aumentada, mas a doença unilateral reduz a fertilidade em um quarto dos homens após orquite por caxumba unilateral e em dois terços dos homens que apresentaram a doença bilateral.

Sinais e sintomas

A orquite unilateral por caxumba se desenvolve agudamente entre 4 e 7 dias depois do aumento de volume das parótidas na caxumba. Em 30% dos casos, a doença se estende para o outro testículo em 1 a 9 dias. A dor pode apresentar vários níveis de intensidade. Adicionalmente à dor e ao edema dos testículos, podem se desenvolver sintomas sistêmicos como mal-estar, febre, náuseas, cefaleias e mialgias. O exame testicular revela dor, aumento e enduração dos testículos e edema e eritema da pele escrotal.

Outros agentes infecciosos produzem sintomas similares com velocidade de estabelecimento e intensidade relacionadas com a sua patogenicidade.

Diagnóstico

  • Avaliação clínica e exames seletivos

  • Ultrassonografia com Doppler colorido para descartar outras causas do escroto agudo

Em geral, a história e o exame físico indicam o diagnóstico de orquite. A diferenciação urgente de orquite por torção testicular e outras causas de edema e dor escrotal aguda se faz pela ultrassonografia com Doppler colorido.

A caxumba pode ser confirmada por exame de anticorpos séricos por imunofluorescência. Outros agentes infecciosos podem ser identificados por urocultura ou sorologia.

Tratamento

  • Medidas analgésicas

  • Antibióticos se infecção bacteriana

Os cuidados de suporte com analgésicos e compressas frias ou quentes são suficientes se a infecção bacteriana tiver sido excluída. Infecções bacterianas (geralmente que causam orquiepididimite) são tratadas com antibióticos apropriados.

O seguimento urológico é recomendado.

Clique aqui para acessar Educação para o paciente
OBS.: Esta é a versão para profissionais. CONSUMIDORES: Clique aqui para a versão para a família
Profissionais também leram

Também de interesse

Vídeos

Visualizar tudo
Como fazer cateterismo uretral em homens
Vídeo
Como fazer cateterismo uretral em homens
Modelos 3D
Visualizar tudo
Sistema reprodutivo masculino
Modelo 3D
Sistema reprodutivo masculino

MÍDIAS SOCIAIS

PRINCIPAIS