Manual MSD

Please confirm that you are not located inside the Russian Federation

honeypot link

Cuidados de pessoas idosas em seu domicílio

Por

Debra Bakerjian

, PhD, APRN, University of California Davis

Revisado/Corrigido: out 2022
VISUALIZAR A VERSÃO PARA PROFISSIONAIS DE SAÚDE
Recursos do assunto

As pessoas idosas podem precisar de cuidados em suas casas quando estiverem debilitadas ou fracas, especialmente após alta do hospital ou de um centro de reabilitação. O cuidado simples normalmente é oferecido pelos familiares, amigos ou ambos. Cuidados mais complexos podem exigir que profissionais de saúde (como enfermeiros e terapeutas credenciados) e outros (como auxiliares de enfermagem domiciliar e assistentes sociais) profissionais venham ao domicílio. Esses cuidados normalmente são coordenados por uma agência de assistência médica domiciliar e supervisionados por um médico. Os cuidados podem ser necessários apenas por um curto período ou por bastante tempo. A Medicare oferece serviços para pessoas consideradas confinadas em casa, o que normalmente significa que são capazes de sair de casa apenas para consultas médicas ou emergências.

Um enfermeiro pode ser necessário para trocar curativos ou administrar injeções de medicamentos.

Um fisioterapeuta pode ser necessário para ajudar a pessoa a recobrar força e equilíbrio ou se recuperar de um acidente vascular cerebral.

Um auxiliar de enfermagem domiciliar pode ser necessário para ajudar a fazer compras, preparar a comida, sair em cadeira de rodas, dar um passeio ou tomar banho.

Um assistente social pode determinar se as pessoas estão recebendo os serviços que precisam e recomendar serviços adicionais, se necessário. Um assistente social também pode ajudar a organizar as idas e vindas das consultas médicas.

Com assistência médica domiciliar, a comunicação entre todas as pessoas envolvidas é importante. Todas as alterações no quadro clínico da pessoa devem ser imediatamente relatadas aos seus enfermeiros ou médicos.

Tabela

Às vezes, o clínico geral coordena uma equipe de profissionais de saúde que trabalham juntos para fornecer os melhores cuidados para as pessoas que moram em suas casas e que apresentam doenças crônicas ou incapacidades. Esta situação é chamada de casa voltada para o paciente. Em algumas situações, um gerente de cuidados de outro membro da equipe pode ser responsável pela coordenação dos cuidados.

Os cuidados domiciliares podem ajudar a reduzir a permanência em casas de repouso em 23% e são menos caros quando as visitas de auxiliares de enfermagem domiciliar e enfermeiros são devidamente agendadas.

Questões financeiras

A Medicare cobre serviços de assistência médica domiciliar que são classificados como cuidados de enfermagem especializados, incluindo tratamento de feridas e monitoramento de distúrbios como insuficiência cardíaca ou diabetes. No entanto, a quantia e o período de tal cobertura são limitados. Quando as pessoas já não precisam dos cuidados especializados, eles normalmente são responsáveis pelos custos de qualquer ajuda adicional de enfermeiros. Os seguros de saúde de longo prazo ou a Medicaid (para pessoas que se qualificam) podem cobrir serviços de cuidados domiciliares. Veteranos também podem se qualificar para serviços de cuidados domiciliares dependendo de suas necessidades e grau de incapacidade.

Para que a assistência médica domiciliar seja coberta pelo seguro, um médico deve garantir que a assistência médica domiciliar é necessária e, no caso da Medicare, que as pessoas atendem às necessidades para assistência médica.

PACE

Os programas de cuidados para idosos com tudo incluído (program for all-inclusive care for the elderly, PACE) são benefícios fornecidos pela Medicare e pela Medicaid. O PACE está disponível apenas em certas regiões dos Estados Unidos, para pessoas que tenham a partir de 55 anos de idade e que atendam aos padrões de seu estado para solicitar os cuidados em uma casa de repouso. Os serviços fornecidos pelo programa PACE permitem que praticamente todos os participantes vivam em casa, ainda que uma casa de repouso seja possível, se necessário.

O PACE envolve uma equipe interdisciplinar incluindo médicos, enfermeiros, fisioterapeutas e terapeutas ocupacionais, assistentes sociais, nutricionistas e motoristas. Os serviços são normalmente fornecidos por um centro diurno de saúde e estão disponíveis todos os dias. O programa fornece transporte até o centro. Alguns serviços podem ser oferecidos em casa.

Consulte a busca no plano PACE para ver uma lista de estados participantes e planos disponíveis.

Outros modelos de assistência médica domiciliar

Nos últimos anos, vários novos modelos de cuidados de saúde foram desenvolvidos como uma maneira de as pessoas receberem cuidados de saúde domiciliar. O objetivo é fornecer uma melhor qualidade de cuidados e tratamento que mantenha os idosos fora de hospitais e casas de repouso, permitindo que permaneçam em suas casas e comunidade. Em geral, esses modelos envolvem serviços tradicionais de saúde domiciliar que foram expandidos para incluir outros serviços. Alguns deles estão sendo testados em diversas partes dos Estados Unidos e são conhecidos como projetos demonstrativos.

O modelo Demonstração da independência em casa (Independence at Home Demonstration, IAH) é patrocinado pelos Centros de Serviços da Medicare e Medicaid (Centers for Medicare and Medicaid Services, CRM). Neste modelo, idosos frágeis que não saem de casa facilmente recebem cuidados domiciliares de um médico ou outro profissional de saúde, como um enfermeiro ou médico assistente. O objetivo deste modelo é manter os idosos em casa e fora do hospital. Para serem elegíveis para este modelo de cuidados, os idosos devem ser incapazes de sair de casa e ter dois ou mais quadros clínicos crônicos.

O modelo Hospital em casa (Hospital at Home, HAH) permite que as organizações ofereçam cuidados hospitalares na casa da pessoa. A maioria dos participantes são idosos muito doentes. O objetivo deste modelo é diminuir o número de dias que uma pessoa passa no hospital, reduzir os custos hospitalares, melhorar a satisfação do paciente e melhorar os resultados. Na maioria dos casos, essas pessoas são geralmente estáveis, mas requerem cuidados especializados prolongados de nível hospitalar, como visitas diárias de um médico, enfermeiro ou médico assistente, e monitoramento diário de seu quadro clínico.

O modelo de Triagem, Tratamento e Transporte de Emergência (ET3) desenvolvido pelo CMS permite que as equipes de cuidados de ambulância tenham maior flexibilidade para decidir onde uma pessoa deve receber cuidados. Em vez de transportar uma pessoa para um pronto-socorro, a equipe de cuidados de ambulância, frequentemente em consulta com um profissional de enfermagem ou médico assistente, pode transportar a pessoa para um centro de atendimento de urgência ou consultório médico ou pode iniciar o tratamento na casa da pessoa, conforme indicado pelo profissional de enfermagem ou médico assistente. O profissional de enfermagem ou o médico assistente pode estar na ambulância ou disponível por “telessaúde".

Mais informações

Os seguintes recursos em inglês podem ser úteis. Vale ressaltar que O MANUAL não é responsável pelo conteúdo desses recursos.

OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: VISUALIZAR A VERSÃO PARA PROFISSIONAIS DE SAÚDE
VISUALIZAR A VERSÃO PARA PROFISSIONAIS DE SAÚDE
quiz link

Test your knowledge

Take a Quiz! 
ANDROID iOS
ANDROID iOS
ANDROID iOS
PRINCIPAIS