Manual MSD

Please confirm that you are not located inside the Russian Federation

honeypot link

Infecção pelo vírus da hepatite B (VHB) em recém-nascidos

Por

Brenda L. Tesini

, MD, University of Rochester School of Medicine and Dentistry

Última revisão/alteração completa jul 2020| Última modificação do conteúdo jul 2020
Clique aqui para a versão para profissionais
Recursos do assunto

A infecção pelo vírus da hepatite B causa inflamação do fígado.

  • Os recém-nascidos podem ser infectados no nascimento ou, raramente, após o nascimento.

  • Os recém-nascidos que desenvolvem sintomas têm icterícia, letargia e insucesso de desenvolvimento.

  • Habitualmente o diagnóstico se baseia em exames de sangue.

  • As crianças correm risco de futuros problemas hepáticos.

  • A vacina contra a hepatite B e, às vezes, imunoglobulina contra a hepatite B são administrados a recém-nascidos para os protegê-los contra a infecção.

Hepatite B é um tipo de vírus da hepatite que os recém-nascidos podem contrair e é causa de grande preocupação em recém-nascidos.

A infecção ocorre durante o parto caso a mãe esteja infectada. No entanto, os recém-nascidos podem se tornar infectados após o nascimento de outras fontes, como saliva, fezes ou urina da mãe ou do leite materno.

Sintomas

A maioria dos recém-nascidos que têm infecção pelo vírus da hepatite B (VHB) não têm sintomas ao nascimento, mas continuam a manter a infecção em seus corpos.

Muitos recém-nascidos nascidos de mulheres com hepatite B aguda durante a gravidez têm um baixo peso ao nascimento, independentemente de estarem ou não infectados.

Em casos raros, recém-nascidos infectados desenvolvem hepatite B aguda, que é normalmente leve e desaparece sem tratamento. Eles desenvolvem icterícia (uma cor amarelada da pele ou olhos), letargia, insucesso de desenvolvimento, um abdômen inchado e acolia fecal. Raramente, a infecção é grave e causa a morte.

Pode haver o desenvolvimento de doença hepática crônica (como hepatite crônica ou cirrose), mas em geral ele não causa sintomas até o início da idade adulta.

Diagnóstico

  • Exames de sangue

Os médicos fazem exames de sangue para procurar pelo vírus da hepatite B bem como por anticorpos contra o vírus. Os médicos também fazem exames de sangue para determinar se houve o desenvolvimento de uma doença hepática (consulte Exames de sangue do fígado).

Ultrassonografia é realizada para obter imagens do fígado.

Prognóstico

Embora não seja possível prever o prognóstico de longo prazo para a infecção crônica pelo vírus da hepatite B, sabe-se que a infecção crônica no início da vida aumenta o risco de doença hepática no futuro, incluindo hepatite crônica, cirrose, doença hepática terminal precisando de transplante e câncer hepático.

Tratamento e prevenção

  • Tratamento de sintomas e boa nutrição

  • Vacinação

  • Algumas vezes imunoglobulinas

Os médicos tratam os problemas causados pela infecção pelo vírus da hepatite B. É especialmente importante que recém-nascidos afetados recebam uma boa nutrição.

Todos os recém-nascidos, infectados ou não, recebem a primeira dose da vacina contra o vírus da hepatite B antes de receberem alta do hospital.

Recém-nascidos de mães infectadas também recebem imunoglobulina contra a hepatite B, um preparado de anticorpos contra a hepatite B. A primeira dose da vacina e a imunoglobulina são administradas no prazo de 12 horas após o nascimento.

OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais
Obtenha o

Também de interesse

Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
PRINCIPAIS