Manual MSD

Please confirm that you are not located inside the Russian Federation

honeypot link

Luxações do joelho

Por

Danielle Campagne

, MD, University of California, San Francisco

Última revisão/alteração completa jan 2021| Última modificação do conteúdo jan 2021
Clique aqui para a versão para profissionais

As luxações do joelho ocorrem quando a extremidade do osso da coxa (fêmur) perde contato com o osso da canela (tíbia). Luxações do joelho podem interromper o suprimento sanguíneo para a parte inferior da perna, às vezes levando à amputação.

  • Geralmente, há luxação do joelho quando uma força intensa empurra ou flexiona o joelho além de seus limites normais.

  • Muitas vezes, o joelho sai nitidamente do lugar e sempre fica dolorido e inchado, e as pessoas não conseguem andar.

  • Em geral, os médicos conseguem diagnosticar uma luxação no joelho examinando a articulação, mas são tiradas radiografias de vários ângulos para confirmar o diagnóstico.

  • Os médicos devem procurar lesões nas artérias, que podem acompanhar uma luxação de joelho, porque se o fluxo sanguíneo for interrompido, a cirurgia deve ser realizada imediatamente.

  • Depois de administrar medicamentos à pessoa para tornar o procedimento mais tolerável, os médicos recolocam a articulação no lugar por manipulação e aplicam uma tala no joelho, mas depois o joelho geralmente precisa ser reparado cirurgicamente.

Pode ocorrer luxação do joelho quando a parte inferior da perna for empurrada para frente além dos limites normais da articulação do joelho (hiperestendendo o joelho). Nesses casos, a tíbia é empurrada para frente do fêmur. A tíbia também pode ser empurrada para trás do fêmur ou para um dos lados.

A maioria das luxações do joelho resultam de uma força intensa, como ocorre em acidentes de carro em alta velocidade. Mas às vezes, um leve abalo, por exemplo ao pisar em um buraco, pode causar uma luxação do joelho se houver torção da articulação ao mesmo tempo. Além disso, se a pessoa for obesa, pode sofrer uma luxação do joelho simplesmente ao cair no chão.

Uma luxação do joelho sempre danifica estruturas que apoiam a articulação do joelho (como ligamentos e tendões), tornando a articulação instável, às vezes permanentemente.

Muitas vezes, as artérias e os nervos também são lesionados. Se uma artéria for lesionada, pode haver interrupção do fornecimento de sangue para a parte inferior da perna e os tecidos poderão necrosar. Se este problema não for identificado e tratado, a perna pode ter que ser amputada.

Sintomas de uma luxação do joelho

Geralmente, o joelho deslocado fica nitidamente fora de lugar. O joelho fica dolorido e inchado, e as pessoas não conseguem andar.

Às vezes, o joelho escorrega de volta ao lugar por si só antes que as pessoas cheguem a consultar um médico, mas o joelho permanece inchado e instável.

A parte inferior da perna pode ficar dormente e parecer pálida. Esses sintomas podem indicar que uma artéria foi danificada e que o fornecimento de sangue foi interrompido ou que um nervo foi lesionado.

Diagnóstico de uma luxação do joelho

  • Radiografias

  • Exame físico

  • Avaliação de artérias e nervos, geralmente com angiografia por tomografia computadorizada (TC)

Se as pessoas suspeitarem de luxação do joelho, elas devem se dirigir imediatamente ao pronto-socorro.

Você sabia que...

  • Pessoas que podem ter uma luxação do joelho devem se dirigir imediatamente ao pronto-socorro.

Geralmente os médicos conseguem identificar uma luxação do joelho ao examinar a articulação. Todavia, são tiradas radiografias Radiografias Muitas vezes, o médico pode diagnosticar uma doença musculoesquelética a partir do histórico e dos resultados de um exame físico. Exames laboratoriais, exames por imagem ou outros procedimentos... leia mais Radiografias de vários ângulos. A menos que o joelho tenha deslizado de volta para o lugar por si só, as radiografias podem confirmar o diagnóstico. As radiografias também podem identificar fraturas.

Para determinar se as artérias foram danificadas, os médicos verificam se há pulso na parte inferior da perna, geralmente várias vezes durante um período. Eles também podem comparar a pressão arterial na perna afetada com a do braço. No entanto, a angiografia por TC Angio-TC Na tomografia computadorizada (TC), que antigamente era chamada de tomografia axial computadorizada (TAC), uma fonte de raios X e um detector de raios X giram em torno da pessoa. Nos aparelhos... leia mais Angio-TC é a melhor maneira de verificar se há danos nas artérias depois que o joelho é luxado.

Se algum sintoma ou achado sugerir que os tecidos não estão recebendo sangue suficiente, os médicos consideram com um cirurgião o reparo cirúrgico das artérias danificadas. Identificar prontamente as artérias danificadas é muito importante, porque se os tecidos da perna ficarem privados de oxigênio por mais de 8 horas, mais provavelmente haverá necessidade de amputação.

Se as artérias não forem danificadas, os médicos movem delicadamente a articulação para determinar até que ponto os ligamentos foram lesionados.

Os médicos também verificam se há danos nos nervos, por exemplo, pedindo à pessoa que mova o pé para cima e para baixo e que vire o pé para dentro e fora e testando se há dormência.

Tratamento de uma luxação do joelho

  • Uma manobra para recolocar a articulação no lugar

  • Uma tala

  • Às vezes, cirurgia

Em pessoas com luxação do joelho, os médicos manipulam a articulação imediatamente para recolocá-la no lugar (chamado redução fechada). Antes desta manobra, as pessoas recebem um sedativo e analgésico, mas permanecem conscientes. Depois da redução, o joelho é imobilizado com uma tala.

Se as artérias foram danificadas, os médicos consultam um cirurgião especializado em reparar vasos sanguíneos, e as artérias são cirurgicamente reparadas de imediato. Se as artérias não estiverem danificadas, geralmente se realiza a cirurgia para reparar os ligamentos danificados do joelho depois que o inchaço tiver cedido.

Se o joelho estiver muito instável, pode-se aplicar um fixador externo. Este dispositivo é uma armação de hastes presa à parte externa da perna por pinos de aço inoxidável inseridos através da pele no osso.

Geralmente, são tiradas radiografias para confirmar que a articulação foi recolocada no lugar.

OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais
Obtenha o
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Teste os seus conhecimentos
Doenças da altitude
Ainda que os efeitos da altitude elevada variem muito entre os indivíduos, o risco é geralmente aumentado por qual dos seguintes?
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS

Também de interesse

Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
PRINCIPAIS