Manual MSD

Please confirm that you are not located inside the Russian Federation

Carregando

Fraturas da perna

Por

Danielle Campagne

, MD, University of San Francisco - Fresno

Última revisão/alteração completa jul 2019| Última modificação do conteúdo jul 2019
Clique aqui para a versão para profissionais
OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais

As fraturas da perna ocorrem em um ou mais dos três ossos longos nas pernas: o osso da coxa (fêmur), o osso da canela (tíbia) e o osso menor na parte inferior da perna (fíbula).

Fraturas da tíbia ou fíbula próximas ao pé são consideradas fraturas do tornozelo.

Fraturas do osso da coxa (fêmur)

As fraturas podem ocorrer na parte longa do meio (eixo) do osso da coxa, que é o maior osso do corpo. O alto do fêmur faz parte da articulação do quadril. Assim, fraturas no topo do fêmur são consideradas fraturas do quadril.

  • Fraturas do osso da coxa são geralmente causadas por quedas de altura, acidentes com carros em alta velocidade ou colisão de um carro com um pedestre.

  • A coxa fica inchada, a perna parece deformada e a pessoa não consegue ficar de pé ou andar.

  • Embora uma fratura do osso da coxa possa ser óbvia, os médicos fazem radiografias para confirmar o diagnóstico.

  • Uma tala ou dispositivo de tração são utilizados, seguidos de cirurgia para alinhar e imobilizar a fratura o mais rápido possível.

As fraturas do eixo geralmente resultam de uma grande força, pois este osso é muito forte.

Sintomas

Quando o eixo é fraturado, a coxa fica inchada e a perna parece distorcida e frequentemente mais curta. As pessoas não conseguem ficar de pé ou andar. Elas podem perder um volume substancial de sangue, às vezes resultando em pressão arterial perigosamente baixa (choque).

Diagnóstico

  • Radiografias

(Consulte também Diagnóstico de fraturas.)

Embora as fraturas do eixo possam ser óbvias em função dos sintomas e das circunstâncias, os médicos tiram radiografias para confirmar o diagnóstico.

Como essas fraturas geralmente resultam de uma força potente, os médicos também verificam se há outras lesões.

Tratamento

  • Uma tala e tração

  • Cirurgia para realinhar os ossos fraturados

É aplicada uma tala e, geralmente, tração com uma tala de tração ou um dispositivo de tração especial para imobilizar a perna, geralmente antes que a pessoa seja transportada para o hospital. Depois, o quanto antes, é feita uma cirurgia para alinhar os fragmentos fraturados e mantê-los no lugar com placas ou barras metálicas. Este procedimento é chamado redução aberta com fixação interna (ORIF).

Logo depois da cirurgia, a maioria das pessoas começa a andar com a ajuda de muletas.

OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais
Obtenha o

Também de interesse

Vídeos

Visualizar tudo
Articulação do ombro
Vídeo
Articulação do ombro
O ombro é formado por ossos, ligamentos, tendões e músculos que fixam o braço ao dorso. Os...
Modelos 3D
Visualizar tudo
Coluna vertebral e medula espinhal
Modelo 3D
Coluna vertebral e medula espinhal

MÍDIAS SOCIAIS

PRINCIPAIS