Manual MSD

Please confirm that you are not located inside the Russian Federation

Carregando

Intoxicação por monóxido de carbono

Por

Gerald F. O’Malley

, DO, Grand Strand Regional Medical Center;


Rika O’Malley

, MD, Albert Einstein Medical Center

Última revisão/alteração completa fev 2019| Última modificação do conteúdo fev 2019
Clique aqui para a versão para profissionais
Fatos rápidos
OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais
Recursos do assunto
  • A intoxicação por monóxido de carbono é comum.

  • Os sintomas podem incluir dor de cabeça, enjoos, sonolência e confusão.

  • O diagnóstico é baseado em exames de sangue.

  • Detectores de monóxido de carbono, ventilação adequada de caldeiras e outras fontes de combustão interior, além de não permitir que um automóvel seja mantido em funcionamento em um espaço fechado (por exemplo, uma garagem fechada), ajudam a prevenir a intoxicação por monóxido de carbono.

  • O tratamento inclui ar fresco e altas concentrações de oxigênio, às vezes usando uma câmara de oxigênio hiperbárica (de alta pressão).

O monóxido de carbono é um gás incolor e inodoro que, quando inalado, impede que o sangue transporte oxigênio e não permite que os tecidos o utilizem com eficácia. Uma quantidade reduzida não costuma ser prejudicial; no entanto, resulta numa intoxicação quando as concentrações de monóxido de carbono no sangue se tornam muito elevadas. O monóxido de carbono desaparece do sangue ao fim de várias horas.

É normal que a fumaça dos incêndios contenha monóxido de carbono, especialmente quando a combustão de combustíveis é incompleta. A intoxicação por monóxido de carbono pode ser causada pela ventilação indevida de automóveis, grelhas, aquecedores a gás ou a querosene e elétricos (incluindo os fornos de queima de aglomerados de madeira e carvão). Por exemplo, quando o cano de escapamento de um carro em movimento é bloqueado por acúmulo de neve ou outro objeto, os níveis de monóxido de carbono sobem rapidamente dentro do carro e podem ser fatais. A inalação do fumo de tabaco provoca monóxido de carbono no sangue, mas não o suficiente para causar sintomas de intoxicação.

Você sabia que...

  • O monóxido de carbono é uma das causas mais comuns de mortes por intoxicação.

Sintomas

Uma intoxicação leve por monóxido de carbono causa dor de cabeça, enjoos, tontura, dificuldade de concentração, vômitos, sonolência e falta de coordenação. A maior parte das pessoas que sofrem uma intoxicação leve por monóxido de carbono recupera-se rapidamente quando se expõe ao ar fresco.

Uma intoxicação moderada ou grave por monóxido de carbono causa falta de discernimento, confusão, inconsciência, convulsões, dor no peito, falta de ar, pressão arterial baixa e coma. Sob este efeito, a maior parte das vítimas não é capaz de se mover e deve ser socorrida.

Muitas vezes, a intoxicação grave por monóxido de carbono é fatal. Raramente, nas semanas seguintes à recuperação aparente de uma intoxicação grave por monóxido de carbono, surgem sintomas como perda de memória, falta de coordenação, distúrbios de locomoção, depressão e psicose (que são conhecidos como sintomas neuropsiquiátricos tardios).

O monóxido de carbono é perigoso, pois a pessoa pode não reconhecer a sonolência como sintoma de intoxicação. Assim, alguém com uma intoxicação leve pode dormir e continuar a respirar monóxido de carbono até que ocorra um envenenamento grave ou morte. Algumas pessoas com intoxicação leve por monóxido de carbono devido a uma exposição prolongada, causada por caldeiras ou aquecedores, podem confundir seus sintomas com os de outras doenças, como a gripe ou outras infecções virais.

Diagnóstico

  • Exame de sangue

A intoxicação por monóxido de carbono é diagnosticada pela dosagem da concentração de monóxido de carbono no sangue.

Como os sintomas podem ser vagos e variáveis, uma intoxicação leve por monóxido de carbono pode ser confundida com gripe. Se as pessoas de uma mesma residência, principalmente uma residência aquecida, apresentarem sintomas gripais vagos, os médicos podem suspeitar que a causa seja exposição a monóxido de carbono.

Prevenção

Para prevenir uma intoxicação, fontes de combustão no interior das casas, como o aquecimento a gás e aquecedores que queimam madeira, é necessária uma instalação com ventilação adequada. Se não for possível este tipo de ventilação, uma janela aberta pode limitar o acúmulo de monóxido de carbono, permitindo que este escape do edifício. Os tubos de ventilação colocados em fornos e outros aparelhos de calefação requerem inspeções periódicas para se detectarem fendas e fugas.

Comercializam-se detectores químicos domésticos que podem identificar o monóxido de carbono no ar, bem como alarmes sonoros que são ativados em sua presença. Se existir suspeita de monóxido de carbono em uma casa, as janelas devem ser abertas e a casa deve ser evacuada e a origem do monóxido de carbono deve ser detectada. A vigilância constante com detectores pode permitir, portanto, detectar o monóxido antes que ocorra uma intoxicação. Como ocorre com detectores de fumaça, recomenda-se detectores de monóxido de carbono em todas as casas.

Você sabia que...

  • Como ocorre com detectores de fumaça, recomenda-se detectores de monóxido de carbono em todas as casas.

Tratamento

  • Ar fresco

  • Oxigênio suplementar

  • Possivelmente oxigênio hiperbárico

Em caso de intoxicação leve, respirar ar fresco pode ser o suficiente. Para tratar uma intoxicação mais grave, são administradas altas concentrações de oxigênio, em geral através de máscara facial. O oxigênio acelera o desaparecimento do monóxido de carbono do sangue e alivia os sintomas. Contudo, desconhece-se o valor do tratamento com oxigênio a uma pressão elevada (numa câmara hiperbárica). Os médicos normalmente consideram esse tratamento para pessoas com intoxicação moderada ou grave e para gestantes, mesmo se o nível de monóxido de carbono no sangue da gestante não estiver excessivamente elevado.

Mais informações

OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais
Obtenha o

Também de interesse

Vídeos

Visualizar tudo
Articulação do ombro
Vídeo
Articulação do ombro
O ombro é formado por ossos, ligamentos, tendões e músculos que fixam o braço ao dorso. Os...
Modelos 3D
Visualizar tudo
Ruptura do tendão patelar
Modelo 3D
Ruptura do tendão patelar

MÍDIAS SOCIAIS

PRINCIPAIS