Manual MSD

Please confirm that you are not located inside the Russian Federation

honeypot link

Vacina contra a pólio

Por

Margot L. Savoy

, MD, MPH, Lewis Katz School of Medicine at Temple University

Última revisão/alteração completa out 2020| Última modificação do conteúdo out 2020
Clique aqui para a versão para profissionais

A vacina contra a pólio protege contra a poliomielite Poliomielite A poliomielite é uma infecção por enterovírus altamente contagiosa, por vezes fatal, que afeta os nervos e pode causar fraqueza muscular permanente, paralisia e outros sintomas. A poliomielite... leia mais , uma infecção viral muito contagiosa que afeta a medula espinhal e o cérebro. A poliomielite pode causar fraqueza muscular, paralisia e às vezes a morte.

Estão disponíveis duas formulações:

  • Uma que contém o vírus morto e é aplicada em um músculo ou sob a pele

  • Uma que contém o vírus vivo enfraquecido (atenuado) e é administrada por via oral

A vacina com o vírus vivo não está mais disponível nos Estados Unidos porque ela pode sofrer mutação e transformar-se em uma cepa que causa poliomielite em aproximadamente 1 a cada 2,4 milhões de pessoas que recebem a vacina.

A vacina contra a poliomielite pode ser combinada com outras vacinas, como a da difteria, tétano e a vacina contra a coqueluche e, às vezes, a vacina contra a hepatite B ou vacina contra Haemophilus influenzae.

Para obter mais informações, consulte a Declaração de informações sobre a vacina contra a pólio dos Centros de Controle e Prevenção de Doenças) (CDC).

Administração da vacina contra a pólio

Pelo fato de atualmente a poliomielite ser tão rara nos Estados Unidos, as pessoas acima de 18 anos de idade não vacinadas não recebem a vacina, a menos que tenham probabilidade de ficar expostas ao vírus da poliomielite – por exemplo, se viajarem para uma área em que a poliomielite seja comum (consulte CDC: Saúde do viajante), trabalharem em um laboratório com materiais que possam conter o vírus ou tratarem pessoas que possam ter poliomielite.

Se as pessoas tiverem uma doença temporária, os médicos costumam aguardar para administrar a vacina até que a doença esteja curada (consulte também CDC: Quem NÃO deve ser vacinado com essas vacinas?).

Efeitos colaterais da vacina contra a pólio

As pessoas que têm alergias aos antibióticos estreptomicina, neomicina ou polimixina B podem ter uma reação alérgica à vacina contra a pólio. A vacina pode conter pequenas quantidades desses antibióticos.

Mais informações sobre a vacina contra a pólio

Seguem alguns recursos em inglês que podem ser úteis. Vale ressaltar que O MANUAL não é responsável pelo conteúdo desses recursos.

  • Centros de Controle e Prevenção de Doenças (CDC): Declaração de informações sobre a vacina contra a pólio

  • CDC: Saúde do viajante: Informações sobre notícias de saúde em viagens e sobre quais vacinas tomar dependendo do destino

  • CDC: Informações sobre pessoas que NÃO devem ser vacinadas com a vacina contra a pólio

OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais
Obtenha o
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Teste os seus conhecimentos
Infecção pelo vírus sincicial respiratório (VSR) e infecção pelo metapneumovírus humano
A infecção por vírus sincicial respiratório (VSR) e por metapneumovírus humano (MPVh) causa infecções das vias aéreas superiores e, às vezes, das vias aéreas inferiores. Os sintomas de ambos os vírus são semelhantes, embora os vírus sejam diferentes. Em qual das seguintes faixas etárias o VSR é uma causa muito comum de infecções do trato respiratório?
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS

Também de interesse

Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
PRINCIPAIS