Manual MSD

Please confirm that you are not located inside the Russian Federation

Carregando

Retenção urinária

Por

Patrick J. Shenot

, MD, Sidney Kimmel Medical College at Thomas Jefferson University

Última revisão/alteração completa set 2018| Última modificação do conteúdo set 2018
Clique aqui para a versão para profissionais
Fatos rápidos
OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais

A retenção urinária é a incapacidade de urinar ou de esvaziar completamente a bexiga.

  • As pessoas que têm esvaziamento incompleto da bexiga podem ter polaquiúria ou incontinência urinária.

  • Se a pessoa puder urinar, os médicos medem a quantidade de urina que fica na bexiga após a micção.

  • Os médicos usam um cateter para remover a urina da bexiga e, então, tratar a causa.

(Consulte também Controle da micção.)

As pessoas podem reter urina porque as contrações do músculo da bexiga estão prejudicadas, a abertura da bexiga está bloqueada (obstrução da saída da bexiga) ou há uma falta de coordenação entre contração e relaxamento do músculo que fecha a abertura da bexiga (esfíncter urinário). A retenção urinária é mais comum entre os homens porque o aumento da próstata como aquela causada pela hiperplasia prostática benigna pode causar o estreitamento do canal que elimina a urina do corpo (uretra).

Os medicamentos, especialmente aqueles com efeitos anticolinérgicos, como os anti-histamínicos e alguns antidepressivos, podem causar retenção urinária em homens e mulheres. Outras causas incluem uma protuberância dura de fezes que preenche o reto e pressiona a uretra (impactação fecal) e bexiga neurogênica em pessoas com diabetes, esclerose múltipla, doença de Parkinson ou cirurgia anterior da pélvis que lesiona os nervos da bexiga.

Sintomas

Algumas vezes, as pessoas não conseguem urinar. Em tais casos, a bexiga estica muito dolorosamente em algumas horas quando se enche com urina e as pessoas têm inchaço no baixo-ventre.

Mais comumente, as pessoas são capazes de eliminar alguma urina, mas não podem esvaziar completamente a bexiga. Em tais casos, a bexiga lentamente se estica sem causar dor. Entretanto, as pessoas podem ter dificuldade em começar a urinar, um fluxo de urina fraco ou uma sensação de que a bexiga não se esvaziou completamente. Como a bexiga fica relativamente cheia, as pessoas podem, algumas vezes, ter vazamento de urina (incontinência de transbordamento), diurese noturna (noctúria) ou micção frequente. Como a urina retida pode ser um local fértil para as bactérias, as pessoas podem desenvolver uma infecção no trato urinário.

Diagnóstico

  • Medição da urina remanescente na bexiga após a micção

Se uma pessoa não for capaz de urinar, o diagnóstico é claro.

Em outros casos, os médicos tentam ver quanta urina permanece na bexiga após a pessoa ter urinado o máximo que puder. Imediatamente após a pessoa urinar, os médicos inserem um cateter na bexiga para ver quanta urina sai ou fazem uma ultrassonografia do rim para medir a quantidade de urina presente. A quantidade de urina que fica após a micção é chamada de volume residual pós-micção. Se este volume for maior do que cerca de metade de uma xícara (levemente maior em idosos), é feito o diagnóstico de retenção urinária.

Os médicos fazem um exame físico, normalmente incluindo um exame retal. Nos homens, o exame retal pode indicar se a próstata está aumentada. Nos homens e mulheres, o exame retal ajuda a identificar uma impactação fecal. Os médicos podem tirar uma amostra de urina para verificar se há infecção. Os exames de sangue e de imagem podem ser necessários para determinar a causa da retenção urinária.

Tratamento

  • Cateterização

  • Tratamento da causa

  • Ocasionalmente, cirurgia

Se a pessoa não puder urinar, os médicos imediatamente inserem um tubo de borracha fino na bexiga (cateter urinário) para remover a urina retida e fornecer alívio.

A causa da retenção urinária é tratada. Os medicamentos que podem causar a retenção urinária são interrompidos sempre que possível. Os homens que têm um aumento da próstata podem precisar de uma cirurgia de próstata ou medicamentos para diminuir a próstata (por exemplo, finasterida ou dutasterida) ou medicamentos que relaxam os músculos do pescoço da bexiga (por exemplo, terazosina ou tansulosina). As pessoas que têm problemas nervosos que interferem com as contrações ou função da bexiga podem precisar usar um cateter periodicamente ou permanentemente. Ocasionalmente, a cirurgia é necessária para direcionar a urina da bexiga para a uretra e para fora do corpo.

Mais informações

OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais
Obtenha o

Também de interesse

Vídeos

Visualizar tudo
Visão geral dos rins e do trato urinário
Vídeo
Visão geral dos rins e do trato urinário
Modelos 3D
Visualizar tudo
Néfron
Modelo 3D
Néfron

MÍDIAS SOCIAIS

PRINCIPAIS