Manual MSD

Please confirm that you are not located inside the Russian Federation

Carregando

Avaliação dos distúrbios renais e urinários

Por

Bradley D. Figler

, MD, University of North Carolina

Última revisão/alteração completa nov 2017| Última modificação do conteúdo dez 2017
Clique aqui para a versão para profissionais
OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais

Histórico

O médico consegue o histórico médico entrevistando a pessoa. A entrevista inclui perguntas sobre os sintomas da pessoa, seu histórico médico passado (que doenças a pessoa já teve), medicamentos e drogas (prescritos, comprados sem prescrição médica e drogas recreacionais, incluindo álcool e tabaco), alergias e doenças que correm na família. Tipicamente, as seguintes perguntas são feitas a pessoas com um possível distúrbio afetando os rins ou o trato urinário:

  • A quantidade, frequência e ritmo da micção

  • Se a micção é dolorosa, arde ou se sai sangue na urina

  • Se acontece vazamento de urina (incontinência urinária)

  • Se é difícil começar a urinar

  • Se parece que a bexiga não se esvazia completamente

  • Se já teve infecções do trato urinário no passado, já foi submetido a procedimentos médicos envolvendo o trato urinário ou cirurgia

  • Se sente dor no flanco, na região lombar ou no abdômen ou perto da genitália (como na virilha ou lábios)

  • A dieta, horário das refeições e tipo de alimentos e líquidos ingeridos (às vezes)

Por exemplo, como alguns alimentos e medicamentos podem alterar a cor da urina, os médicos podem perguntar à pessoa sobre o que ela come. Pode se perguntar a uma pessoa que levanta com frequência durante a noite para urinar sobre a quantidade, tipo e horários dos líquidos consumidos.

Exame físico

Em seguida, o médico examina a pessoa. Ele pode tentar palpar os rins. Geralmente não é possível palpar os rins em adultos e crianças normais, exceto às vezes em algumas pessoas muito magras. Os rins podem ser palpados em recém-nascidos normais. O médico pode tocar o flanco ou região lombar da pessoa. A dor desencadeada durante esta manobra pode sugerir um problema renal (como inchaço ou infecção). Se uma pessoa tem dificuldade de urinar e sente pressão no abdômen inferior, o médico pode colocar um dedo sobre o abdômen inferior e dar leves pancadas nele. Se o som das pancadas for mais maciço do que deveria ser, a bexiga pode estar inchada (distendida).

Em homens, os médicos examinam a genitália, incluindo os testículos, para verificar se não estão inchados, doloridos ou em posição anormal. Em seguida, os médicos fazem um exame de toque retal para verificar se a glândula prostática está inchada. Uma próstata aumentada pode inibir o fluxo de urina.

Em mulheres, os médicos podem realizar um exame pélvico para determinar se uma inflamação ou irritação da parede vaginal (vaginite) ou dos órgãos genitais está contribuindo para os sintomas do trato urinário.

Os médicos também podem examinar a pele da pessoa para ver se existem alterações relacionadas à doença renal. Eles podem ouvir o coração e os pulmões com um estetoscópio para detectar sons incomuns no coração e pulmões que possam indicar um distúrbio renal. Se os médicos suspeitarem de doença renal crônica, eles avaliam a pessoa para ver se ela está sonolenta ou confusa.

Exames

Os médicos, algumas vezes, precisam fazer exames ou procedimentos para diagnosticar um distúrbio no rim ou trato urinário.

Depois de concluírem o exame físico, com frequência os médicos precisam examinar uma amostra de urina. Se os médicos suspeitarem de infecção, eles podem pedir ao laboratório para tentar cultivar microrganismos usando amostras de urina. Em geral, os médicos solicitam exames de imagem se suspeitarem de bloqueio (obstrução) ou de uma anormalidade nos órgãos internos do trato urinário. Para determinar se os rins estão filtrando bem os resíduos do sangue, é comum que os médicos examinem amostras de sangue e urina (testes de função renal). Algumas vezes os médicos precisam olhar dentro da bexiga (cistoscopia) ou examinar uma amostra de células da urina ou do rim ou próstata (biópsia).

OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais
Obtenha o

Também de interesse

Vídeos

Visualizar tudo
Litotripsia por ondas de choque
Vídeo
Litotripsia por ondas de choque
A litotripsia por ondas de choque utiliza ondas sonoras para fragmentar os cálculos renais...
Modelos 3D
Visualizar tudo
Néfron
Modelo 3D
Néfron

MÍDIAS SOCIAIS

PRINCIPAIS