Manual MSD

Please confirm that you are not located inside the Russian Federation

Carregando

Cetoacidose alcoólica

Por

Erika F. Brutsaert

, MD, New York Medical College

Última revisão/alteração completa mai 2019| Última modificação do conteúdo mai 2019
Clique aqui para a versão para profissionais
Fatos rápidos

A cetoacidose alcoólica é uma complicação do consumo de álcool e inanição que provoca excesso de ácido na corrente sanguínea, resultando em vômitos e dor abdominal.

(Consulte também Diabetes Mellitus.)

As pessoas que sofrem de uma compulsão alcoólica importante frequentemente vomitam repetidamente e param de se alimentar. Se os vômitos e a inanição persistirem por um dia ou mais, o armazenamento normal de açúcar (glicose) do fígado diminui. O armazenamento baixo de glicose combinado com a falta de ingestão de alimentos provoca baixos níveis de glicemia. Os baixos níveis de glicemia diminuem a secreção de insulina. Sem a insulina, a maioria das células não consegue obter energia da glicose existente no sangue. As células continuam necessitando de energia para sobreviver; por isso, iniciam um mecanismo de emergência para obter energia. As células adiposas começam a se decompor e a produzir compostos denominados cetonas. As cetonas fornecem alguma energia para as células, mas também tornam o sangue muito ácido (cetoacidose). Essa cetoacidose é similar à cetoacidose que ocorre no diabetes, exceto que, ao contrário da cetoacidose diabética, os níveis de glicemia são baixos.

Sintomas

Os sintomas da cetoacidose alcoólica incluem

  • Sede excessiva

  • Náusea

  • Vômitos

  • Dor abdominal

A respiração tende a se tornar profunda e rápida enquanto o organismo tenta corrigir a acidez do sangue. Sintomas semelhantes em uma pessoa com alcoolismo podem ser causados por pancreatite aguda, envenenamento por metanol (álcool da madeira) ou etilenoglicol (anticongelante) ou cetoacidose diabética. O médico precisa descartar essas outras causas antes de fazer um diagnóstico de cetoacidose alcoólica.

Diagnóstico

  • Exames de sangue e urina

O médico faz o diagnóstico com base nos sintomas característicos e sua relação com o abuso de álcool, combinados com resultados de exames laboratoriais que mostram que a pessoa tem uma concentração aumentada de cetonas e de ácido na corrente sanguínea, mas os níveis de glicose no sangue estão baixos.

Tratamento

  • Tiamina e outras vitaminas e sais minerais administrados pela veia

  • Soro fisiológico e glicose por via intravenosa

Para tratar a cetoacidose alcoólica, o médico administra à pessoa tiamina (vitamina B1) por via intravenosa seguida de soro fisiológico glicosado por via intravenosa. Outras vitaminas e sais minerais, como magnésio, são acrescentados ao soro fisiológico.

OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais
Obtenha o

Também de interesse

Vídeos

Visualizar tudo
Visão geral do sistema endócrino e hormonal
Vídeo
Visão geral do sistema endócrino e hormonal
Modelos 3D
Visualizar tudo
Sistema endócrino masculino
Modelo 3D
Sistema endócrino masculino

MÍDIAS SOCIAIS

PRINCIPAIS