Manual MSD

Please confirm that you are not located inside the Russian Federation

honeypot link

Tumores benignos do intestino delgado

Por

Minhhuyen Nguyen

, MD, Fox Chase Cancer Center, Temple University

Última revisão/alteração completa mar 2021| Última modificação do conteúdo mar 2021
Clique aqui para a versão para profissionais

A maioria dos tumores do intestino delgado não é cancerosa (benigna). Incluem tumores das células adiposas (lipomas), células nervosas (neurofibromas), células do tecido conjuntivo (fibromas) e células musculares (leiomiomas).

Unable to find ViewModel builder for Vasont.Multimedia.

A maioria dos tumores benignos do intestino delgado é assintomática. No entanto, os de maiores dimensões podem provocar sangue nas fezes, obstrução intestinal parcial ou completa ou estrangulamento intestinal, se um segmento do intestino se introduzir no segmento adjacente (um distúrbio conhecido como intussuscepção Intussuscepção A intussuscepção é um distúrbio no qual um segmento do intestino desliza por cima do outro, muito parecido com as partes de um telescópio. Os segmentos afetados bloqueiam... leia mais ). Alguns tumores não cancerosos secretam hormônios ( Gastrinoma Gastrinoma Um gastrinoma é um tumor geralmente localizado no pâncreas ou no duodeno (o primeiro segmento do intestino delgado), que produz quantidades excessivas do hormônio gastrina, que estimula... leia mais ) ou substâncias similares ( Vipoma Vipoma Um vipoma é um tipo raro de tumor do pâncreas que produz o peptídeo intestinal vasoativo, uma substância que causa diarreia líquida intensa. Esses tumores surgem a partir... leia mais ) que podem causar sintomas como diarreia ou rubor facial.

Diagnóstico

  • Enteróclise

  • Endoscopia

  • Exame de cápsula endoscópica

Uma enteróclise é geralmente realizada. Neste procedimento, é inserida grande quantidade de uma solução de bário por um tubo nasal e são tiradas radiografias, à medida que o bário se move pelo trato digestivo. Este procedimento é ocasionalmente feito em conjunto com uma tomografia computadorizada Imagem por tomografia computadorizada e ressonância magnética do trato digestivo As imagens obtidas por tomografia computadorizada (TC – Tomografia computadorizada (TC)) e ressonância magnética (RM – Ressonância magnética (RM)) são boas ferramentas para avaliar o tamanho... leia mais (TC) em vez de radiografias simples, pois nesse caso a pessoa pode apenas ingerir o líquido contendo bário sem precisar da instalação do tubo nasal.

O médico pode utilizar um endoscópio (um tubo flexível de visualização — Endoscopia Endoscopia A endoscopia é um exame das estruturas internas através de um tubo flexível para visualização (endoscópio). A endoscopia também pode ser utilizada para tratar vários distúrbios porque o médico... leia mais ) introduzido pela boca até alcançar o duodeno e parte do jejuno (a seção intermediária e anterior do intestino delgado), para localizar o tumor e realizar uma biópsia (extração de amostra de tecido para análise ao microscópio). O médico pode, ocasionalmente, visualizar tumores do íleo (segmento distal do intestino delgado) pela introdução de um colonoscópio (endoscópio usado para examinar a parte inferior do trato digestivo) por via anal, através de todo o intestino grosso até atingir o íleo.

Ocasionalmente, é necessária uma cirúrgica exploratória para identificação de tumores no intestino delgado.

Tratamento

  • Vários métodos de remoção

Pequenas formações benignas podem ser destruídas por tratamentos aplicados por um tubo flexível de visualização (endoscópio — Endoscopia Endoscopia A endoscopia é um exame das estruturas internas através de um tubo flexível para visualização (endoscópio). A endoscopia também pode ser utilizada para tratar vários distúrbios porque o médico... leia mais ) inserido no intestino. Estes tratamentos incluem aplicação direta de tensão elétrica (eletrocauterização) ou calor (obliteração térmica), e a aplicação de raios de luz de alta energia sobre a formação (fototerapia com laser).

Em casos de formações maiores, uma cirurgia pode ser necessária.

OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais
ANDROID iOS
ANDROID iOS
ANDROID iOS
ANDROID iOS
ANDROID iOS
ANDROID iOS
PRINCIPAIS