Manual MSD

Please confirm that you are not located inside the Russian Federation

Carregando

Mau hálito

(halitose)

Por

Bernard J. Hennessy

, DDS, Texas A&M University, College of Dentistry

Última revisão/alteração completa set 2018| Última modificação do conteúdo set 2018
Clique aqui para a versão para profissionais
OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais
Recursos do assunto

Mau hálito é um odor desagradável frequente ou persistente do hálito.

Outros odores do hálito

Certas doenças produzem substâncias que são detectadas no hálito, mas esses odores normalmente são suaves e não são considerados como mau hálito. Por exemplo,

  • A insuficiência do fígado dá ao hálito um odor de ovo podre (enxofre) ou com cheiro de rato.

  • A insuficiência renal faz com que o hálito tenha odor de urina ou amônia.

  • O diabetes não controlado grave faz com que o hálito tenha odor de removedor de esmalte de unhas (acetona). 

Causas

O mau hálito é, na maioria dos casos, causado por problemas bucais. As causas que contribuem para o mau hálito estão listadas na tabela Algumas causas e características do mau hálito.

Causas comuns

As causas mais comuns do mau hálito são:

  • Bactérias causadoras de odores na língua

  • Certas comidas e bebidas alcoólicas

  • Tabagismo

O mau hálito é causado com mais frequência pela ação de certas bactérias bucais nas partículas de comida dentro da boca. Estas bactérias quebram (fermentam) as partículas de comida em substâncias com mau cheiro. Elas são mais comuns entre as pessoas com doenças periodontais (como a gengivite e a periodontite) e má higiene oral.

As doenças periodontais inflamam e destroem as estruturas que envolvem e dão suporte aos dentes, como a gengiva e a camada externa do dente, e são causadas principalmente pelo acúmulo de certas bactérias. Tais bactérias crescem em bolsas que envolvem os dentes. Elas também podem crescer na parte de trás da língua, mesmo em pessoas que não tenham doença periodontal. Essas bactérias também podem crescer demais devido a uma diminuição no fluxo de saliva (causado por algumas doenças ou pelo uso de certos medicamentos – Boca seca) ou uma diminuição na acidez da saliva.

Após a digestão, os odores causados por certos alimentos ou temperos, como cebola ou alho, passam da circulação sanguínea para os pulmões. Os odores são então exalados e podem ser desagradáveis às outras pessoas. Por exemplo, o odor do alho pode ser sentido no hálito por outras pessoas por 2 ou 3 horas após ser ingerido, muito tempo após ter passado pela boca e pelo estômago. A higiene oral não pode remover esses odores.

O mau hálito é mais comum entre os fumantes que os não fumantes.

Causas menos comuns

As causas menos comuns do mau hálito incluem

Embora as pessoas geralmente pensem que as doenças gastrointestinais causem mau hálito, isso raramente acontece porque o canal muscular que liga a garganta ao estômago (esôfago) geralmente fica contraído. O mau hálito não é causado por má digestão, nem indica como o sistema digestivo ou o intestino de uma pessoa está funcionando. No entanto, raramente, uma bolsa no esôfago (divertículo de Zenker), presente no nascimento em algumas pessoas, pode acumular partículas de alimentos. As partículas de alimento podem se decompor e criar um odor fétido.

O mau hálito imaginário é chamado de halitose psicogênica (pseudo-halitose). As pessoas acreditam que o próprio hálito cheire mal, quando, na verdade, isso não acontece. Este problema pode ocorrer com pessoas que tendem a exagerar as sensações normais do corpo ou com pessoas que têm doenças mentais sérias, como esquizofrenia. Algumas pessoas com pensamentos obsessivos têm uma sensação impressionante de sentir-se sujo e acreditar que seu hálito cheira mal.

Tabela
icon

Algumas causas e características do mau hálito

Causa

Características comuns*

Exames

Doenças bucais (oral)

Bactérias na parte de trás da língua

Raspagem na língua com cheiro desagradável

Dentes e gengivas saudáveis

Exame de um médico ou dentista

Doenças periodontais, como a gengivite e a periodontite 

Dentes e gengivas afetados observados durante o exame

Em pessoas com um histórico de má higiene oral

O exame de um dentista

Câncer de boca (a maioria é identificada durante um exame médico ou dental muito antes que causem maus odores)

Geralmente identificados durante o exame

Mais comum entre pessoas mais velhas, geralmente com um histórico extenso de uso de álcool e/ou tabaco

Biópsia, TC ou RM

Doenças fora da boca (extraorais)

Um objeto (corpo) estranho no nariz

Muitas vezes, uma secreção cheia de pus ou com sangue pelo nariz

Visto durante o exame

Geralmente, em crianças

Exame médico

Algumas vezes imaginários

Câncer das vias nasais e da parte superior da garganta

Desconforto ao engolir

Exame médico

Infecções pulmonares, como um abscesso pulmonar, bronquiectasia, ou uma infecção causada por um objeto estranho inalado

Tosse que produz sangue ou escarro (catarro)

Febres

Radiografia do tórax

Desenvolvimento do escarro

Algumas vezes, TC ou broncoscopia

Halitose imaginária (halitose psicogênica)

Cheiro desagradável não detectado pelos outros

Geralmente em pessoas conhecidas por exagerarem em outras sensações normais do corpo

Exame médico

Às vezes, uma consulta com um psicólogo

Infecção da cavidade óssea

Uma secreção cheia de pus no nariz

Dor no rosto, dor de cabeça, ou ambos

Exame médico

Às vezes, TC

Expulsão de comida não digerida (regurgitação) ao deitar-se ou abaixar-se

Vídeo do trato digestivo superior depois de o bário ser dado pela boca (ingestão de bário)

Substâncias ingeridas ou inaladas

Bebidas alcoólicas, alho, cebola, cigarro

Aparente, baseada no histórico de uma pessoa

Diagnosticado após as regras de exame do médico ou outras causas

Exame médico

Evitar a substância para ver se os sintomas desapareceram

*As características incluem sintomas e os resultados do exame de um médico ou dentista. As características mencionadas são típicas, mas nem sempre estão presentes.

O odor é tipicamente mais perceptível oriundo do nariz do que da boca.

TC = tomografia computadorizada; RM = imagem por ressonância magnética.

Avaliação

O mau hálito raramente exige uma avaliação imediata por um médico ou dentista. As seguintes informações podem ajudar as pessoas a decidirem se é necessária uma avaliação e deixá-los saber o que esperar durante a avaliação.

Sinais de alerta

Certos sintomas e características são causa de preocupação. Incluem

  • Febre

  • Catarro cheio de pus (purulento) ou corrimento do nariz

  • Manchas anormais visíveis ou palpáveis na boca

Quando consultar um médico

As pessoas que tenham febre ou expectoração purulenta ou corrimento nasal ou que tenham inalado um objeto estranho devem procurar um médico imediatamente. As pessoas que descobrirem uma mancha de aspecto anormal na boca devem procurar um dentista no prazo de alguns dias.

As pessoas com mau hálito, mas sem sinais de alerta e que, no demais, se sentem bem, devem procurar um dentista quando puderem.

O que o médico faz

Inicialmente, os dentistas e os médicos fazem perguntas sobre os sintomas e histórico clínico da pessoa. Depois eles realizam um exame físico. O que for encontrado durante o histórico e exame físico geralmente sugere uma causa do mau hálito e os testes que talvez precisem ser feitos (consulte a tabela Algumas causas e características do mau hálito).

O teste do olfato é uma parte útil do exame que pode ajudar a dizer se o mau cheiro é proveniente de um problema nasal ou da cavidade óssea ou um problema bucal ou pulmonar. A pessoa exala a cerca de 4 polegadas (cerca de 10 centímetros) de distância do nariz do médico, primeiro pela boca com o nariz fechado e depois pelo nariz com a boca fechada. Caso o odor seja pior pela boca, a causa provavelmente se origina na boca. Caso o odor seja pior pelo nariz, a causa provavelmente se origina no nariz ou nos seios nasais. Caso o odor seja semelhante tanto do nariz como da boca, a causa se origina principalmente de outra parte do corpo ou dos pulmões. Se o examinador for incapaz de dizer de onde a causa se origina, a parte de trás da língua deve ser raspada com uma colher de plástico. Após 5 segundos, a colher deve ser cheirada. Um odor ruim na colher mostra que o problema provavelmente seja uma bactéria na língua.

Exames

A necessidade do teste depende do que o médico encontra durante o histórico e exame físico, especialmente se os sinais de alerta estiverem presentes. Alguns especialistas que estudam o mau hálito têm equipamentos de teste específicos, como monitores de enxofre portáteis, cromatografia de gás e testes químicos de raspagens da língua. Tais testes raramente são necessários para pesquisa médica.

O médico pode sugerir que as pessoas cujos sintomas parecem estar relacionados a substâncias ingeridas ou inaladas evitem as substâncias suspeitas por um período de tempo para ver se os sintomas desaparecem (teste de evasão).

Tratamento

  • Tratamento da causa

  • Higiene oral e cuidados regulares com os dentes

Uma vez diagnosticadas, são tratadas quaisquer causas de mau hálito.

Causas físicas podem ser removidas ou corrigidas. Por exemplo, as pessoas podem parar de comer alho, cebola e outros alimentos que causem odores e parar de fumar. Se a causa for oral, as pessoas deverão ir ao dentista para fazer uma limpeza e tratar de doenças periodontais e cáries. Em casa, as pessoas devem melhorar suas rotinas diárias de higiene bucal, utilizando fio e escova dental, escovando a parte de cima e de trás da língua com a escova ou um raspador de língua. Muitos enxaguantes bucais e sprays desodorantes estão disponíveis, mas o benefício deles é limitado. Os efeitos da maioria destes produtos não duram mais que 20 minutos. Alcoólatras em recuperação devem utilizar enxaguantes bucais isentos de álcool.

Pessoas com halitose psicogênica podem precisar de uma avaliação psiquiátrica.

Informações essenciais para idosos

Pessoas idosas são mais propensas a usar medicamentos que deixam a boca seca, o que leva a dificuldades com a higiene bucal e, consequentemente, ao mau hálito. Cânceres orais, outra causa do mau hálito, também são mais comuns com o envelhecimento. As pessoas idosas não são mais propensos a ter halitose.

Pontos-chave

  • Grande parte do mau hálito é causada pela fermentação de partículas de alimentos pelas bactérias na boca.

  • Problemas por fora da boca podem causar mau hálito, mas são em geral reconhecidos com base nos resultados de um exame médico ou dental.

  • O mau hálito não é causado pela má digestão, nem indica como o sistema digestivo ou intestino de uma pessoa estão funcionando.

  • Os efeitos dos enxaguantes bucais não duram muito tempo.

Mais informações

OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais
Obtenha o

Também de interesse

Vídeos

Visualizar tudo
Canal radicular
Vídeo
Canal radicular
Depois de comer, partículas de alimentos e líquidos contendo açúcar e amido são deixadas nos...
Modelos 3D
Visualizar tudo
Ranger os dentes
Modelo 3D
Ranger os dentes

MÍDIAS SOCIAIS

PRINCIPAIS