Manual MSD

Please confirm that you are not located inside the Russian Federation

Carregando

Pulpite

Por

Bernard J. Hennessy

, DDS, Texas A&M University, College of Dentistry

Última revisão/alteração completa jun 2019| Última modificação do conteúdo jun 2019
Clique aqui para a versão para profissionais
Fatos rápidos
OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais

A pulpite consiste em uma inflamação dolorosa da polpa dentária, a parte mais interna do dente que contém os nervos e vasos sanguíneos, situada no interior do dente.

A cárie dentária é a causa mais frequente da pulpite, seguida dos traumatismos. Quando uma inflamação leve é tratada de forma adequada, a polpa pode não sofrer lesões irreversíveis. Uma inflamação grave provoca a necrose da polpa.

A pulpite pode levar à infecção, na qual uma bolsa de pus (abscesso periapical) se desenvolve na raiz do dente. Uma infecção não tratada em um dente pode se espalhar para a mandíbula ou para outras áreas do corpo (como o cérebro ou os seios nasais).

Sintomas

A pulpite pode provocar uma dor de dente intensa. Se houver um abscesso, o dente se torna extremamente sensível à pressão e a pancadas suaves com um instrumento dental.

Diagnóstico

  • Testar a sensibilidade do dente

  • Testar a vitalidade pulpar com um estimulador elétrico

O dentista realiza certos exames para determinar se a polpa ainda pode ser salva. Por exemplo, podem ser aplicados estímulos quentes ou frios. Se a dor desaparecer dentro de 1 a 2 segundos após o estímulo ser removido, a polpa pode estar saudável o suficiente para ser salva (conhecido como pulpite reversível). Quando a dor persiste depois de interrompido o estímulo ou quando esta se manifesta de forma espontânea, a polpa pode não estar saudável o suficiente a ponto de poder ser salva (conhecido como pulpite irreversível).

O dentista também pode utilizar um estimulador elétrico que indica se a polpa está viva, mas não se está saudável. A polpa está viva quando o paciente sente a pequena descarga elétrica dirigida ao dente. A sensibilidade provocada pelo toque no dente costuma indicar que a inflamação se estendeu aos tecidos circundantes. Os médicos às vezes tiram radiografias para avaliar o osso ao redor do dente com o objetivo de detectar alterações relacionadas à inflamação da polpa, tais como um cisto ou a inflamação do próprio osso.

Tratamento

  • Remoção das cáries

  • Restauração do dente

  • Às vezes, tratamento de canal

A inflamação desaparece quando a causa é tratada.

Em uma pulpite reversível, a dor e a inflamação desaparecem após o dentista remover qualquer deterioração (cárie) e, em seguida, restaurar o dente. Quando a pulpite é detectada em fase inicial, os dentistas às vezes colocam um preenchimento provisório com um sedativo que pode eliminar a dor. Esse preenchimento pode permanecer no dente entre 6 e 8 semanas, sendo depois substituído por um definitivo. Na maioria das vezes, os dentistas colocam um preenchimento permanente imediatamente.

Em uma pulpite irreversível, os danos à polpa são extensos e não podem ser revertidos. A única maneira pela qual os dentistas podem deter a dor é removendo a polpa por meio de tratamento de canal ou remoção (extração) do dente. Se as pessoas tiverem outros sinais de infecção (como febre), os dentistas podem dar antibióticos por via oral. Às vezes, o tratamento de canal é repetido se os sintomas não desaparecerem ou piorarem.

OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais
Obtenha o

Também de interesse

Vídeos

Visualizar tudo
Canal radicular
Vídeo
Canal radicular
Depois de comer, partículas de alimentos e líquidos contendo açúcar e amido são deixadas nos...
Modelos 3D
Visualizar tudo
Herpes labial
Modelo 3D
Herpes labial

MÍDIAS SOCIAIS

PRINCIPAIS