Manual MSD

Please confirm that you are not located inside the Russian Federation

Carregando

Considerações gerais sobre nervos cranianos

Por

Michael Rubin

, MDCM, Weill Cornell Medical College

Última revisão/alteração completa mai 2019| Última modificação do conteúdo mai 2019
Clique aqui para a versão para profissionais
OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais
Recursos do assunto

Os doze pares de nervos - nervos cranianos - dirigem-se diretamente do cérebro para várias partes da cabeça e para o pescoço. Alguns nervos cranianos estão envolvidos nos sentidos especiais (como visão, olfato e paladar) e outros controlam músculos na face ou regulam as glândulas. Os nervos são nomeados e numerados (de acordo com sua localização, desde a base do cérebro até as costas).

Visualização dos nervos cranianos

Os doze pares dos nervos cranianos surgem da parte inferior do cérebro, passam pelas aberturas do crânio e chegam às partes da cabeça, do pescoço e do tronco. Os nervos são nomeados e numerados, baseados em sua localização, desde a parte dianteira do cérebro até as costas. Dessa forma, o nervo olfatório é o 1º nervo craniano e o nervo hipoglosso é o 12º nervo craniano.

Visualização dos nervos cranianos

Uma doença do nervo craniano pode resultar quando houver uma lesão ou disfunção dos seguintes:

As causas de lesões diretas nos nervos cranianos incluem lesões, tumores, inflamação, infecções (tal como cobreiro), suprimento de sangue inadequado (como ocorre no diabetes), medicamentos e toxinas.

Algumas doenças dos nervos cranianos interferem no movimento ocular. O movimento ocular é controlado por três pares de músculos. Esses músculos movem o olho para cima e para baixo, para a direita e para a esquerda e na diagonal. Os músculos são controlados pelos seguintes nervos cranianos:

Se um desses nervos ou a área no cérebro que os controla for lesionada, os músculos que eles controlam ficam paralisados em graus variados (chamado paralisia) e as pessoas podem não conseguir mover seus olhos normalmente. O modo como o movimento ocular é afetado depende de como o nervo é afetado. Pessoas com uma dessas paralisias podem ter visão dupla quando olham em certas direções.

Você sabia que...

  • Algumas doenças dos nervos cranianos interferem com o movimento ocular causando visão dupla.

Sintomas

Os sintomas das doenças dos nervos cranianos dependem de quais nervos foram lesionados e de como eles foram lesionados. As doenças dos nervos cranianos podem afetar o olfato, paladar, visão, sensibilidade na face, expressão facial, audição, equilíbrio, fala, deglutição e músculos do pescoço. Por exemplo, a visão pode ser afetada de diversas formas:

  • Se um dos segundos nervos cranianos (nervo óptico) for lesionado, poderá haver perda parcial ou total da visão no olho afetado.

  • Se qualquer um dos três nervos cranianos que controlam o movimento ocular (3º, 4º ou 6º nervo craniano) for lesionado, a pessoa ficará impossibilitada de movimentar seus olhos normalmente. Sintomas incluem visão dupla ao olhar em determinadas direções.

  • Se o 3º nervo craniano (nervo oculomotor comum) for paralisado, a pessoa não conseguirá mover a pálpebra superior. Ela cai sobre o olho e interfere na visão.

  • Se o 8º nervo craniano (nervo auditivo ou vestibulococlear) for lesionado ou apresentar uma disfunção, as pessoas poderão ter problemas auditivos e/ou vertigem — uma sensação de que elas, o ambiente, ou ambos estão rodando.

As doenças dos nervos cranianos podem também causar diversos tipos de dores faciais ou de cabeça.

Diagnóstico

  • Sintomas

  • Testes da função dos nervos cranianos

  • Geralmente, imagem por ressonância magnética

Quando os médicos suspeitam de uma doença dos nervos cranianos, eles fazem perguntas detalhadas à pessoa sobre os sintomas. Eles também examinam a função dos nervos cranianos pedindo ao paciente que realize tarefas simples como, por exemplo, seguir com o olhar um objeto em movimento.

Muitas vezes é necessário um exame de imagem por ressonância magnética (RM) do cérebro.

Tabela
icon

Teste dos nervos cranianos

Número do nervo craniano

Nome

Função

Exame

Olfatório

Olfato

O olfato é testado, pedindo à pessoa que identifique substâncias com odores muito específicos (como um detergente, um café e um dente de alho), colocadas sob o nariz. Cada narina é submetida separadamente a esse teste.

Óptica

Visão

A visão é testada pedindo à pessoa que leia um painel de exame de vista. A visão periférica (lateral) é testada pedindo-se à pessoa que olhe bem à frente enquanto o médico move gradualmente o dedo em direção ao centro de visão da pessoa vindo de cima, de baixo, da esquerda e da direita. Pede-se então à pessoa que diga quando viu o dedo pela primeira vez.

Detecção da luz

A capacidade de detectar a luz é testada com uma luz brilhante (como uma lanterna) em cada pupila em um quarto escuro.

Oculomotor

Movimento do olho para cima, para baixo e para dentro

A capacidade de mover cada olho para cima, para baixo e para dentro é testada ao pedir à pessoa que siga um alvo movido pelo examinador.

Estreitamento (constrição) ou alargamento (dilatação) da pupila em resposta às mudanças na luz

A resposta das pupilas à luz é verificada com uma luz brilhante (como uma lanterna) em cada pupila em um quarto escuro.

Elevação das pálpebras

A pálpebra superior é verificada quanto à queda (ptose).

Troclear

Movimento do olho para baixo e para dentro

A capacidade de mover cada olho para baixo e para dentro é testada ao pedir à pessoa que siga um alvo movido pelo examinador.

Trigêmeo

Sensação facial

É testada a sensação em áreas da face com um pino e um filete de algodão.

O reflexo de pestanejar é testado, tocando-se a córnea do olho com um pedaço de algodão.

Mastigar

São testados força e movimento dos músculos que controla a mandíbula ao pedir à pessoa que aperte os dentes e abra a mandíbula contra resistência.

Nervo motor ocular externo

Movimento do olho para fora

A capacidade de mover cada olho para fora, além da linha central, é testada ao pedir que a pessoa olhe para o lado.

Facial

A capacidade de mover um músculo na face (por exemplo, nas expressões faciais), paladar nos dois terços frontais da língua, produção de saliva e lágrimas e controle de um músculo envolvido na audição

É testada a capacidade de mover a face ao pedir para a pessoa sorrir, abrir a boca e mostrar os dentes e fechar bem os olhos.

O paladar é testado através de substâncias doces (açúcar), ácidas (sumo de limão), salgadas (sal) e amargas (ácido acetilsalicílico, quinina ou aloé).

Auditivo (vestibulococlear)

Audição

A audição é testada com um diapasão ou com fones de ouvido que tocam tons em frequências diferentes (alturas) e intensidade (audiometria).

Equilíbrio

O equilíbrio é testado, pedindo à pessoa que caminhe sobre uma linha reta.

Glossofaríngeo

Engolir, reflexo faríngeo e fala

Como o 9º e o 10º nervos cranianos controlam a deglutição e o reflexo faríngeo, eles são testados juntos.

Pede-se para a pessoa engolir. Pede-se à pessoa que engula e que diga “ahhh” para comprovar os movimentos do palato (teto da boca) e da úvula (pequena saliência contrátil da parte posterior da garganta).

Toca-se a parte posterior da garganta com uma espátula, o que provoca o reflexo de vômito na maioria das pessoas.

Pede-se à pessoa para falar para determinar se a voz sai anasalada (outro teste de movimento palatal).

10º

Vago

Engolir, reflexo faríngeo e fala

Controle do músculo em alguns órgãos internos e na frequência cardíaca

Esta função não é testada como parte do exame do nervo craniano.

11º

Acessório

Girar o pescoço e encolher os ombros

Pede-se à pessoa para girar a cabeça e encolher os ombros contra a resistência feita pelo examinador.

12º

Hipoglosso

Movimento da língua

Pede-se à pessoa para colocar a língua para fora e observa-se um desvio para um lado ou outro.

Tratamento

  • Tratamento da causa

O tratamento de doenças específicas dos nervos cranianos depende da causa.

OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais
Obtenha o

Também de interesse

Vídeos

Visualizar tudo
Doença de Parkinson
Vídeo
Doença de Parkinson
O cérebro é composto de substância cinzenta e branca contendo milhões de células nervosas...
Modelos 3D
Visualizar tudo
Mesencéfalo: Corte transversal (anatomia normal)
Modelo 3D
Mesencéfalo: Corte transversal (anatomia normal)

MÍDIAS SOCIAIS

PRINCIPAIS