Manual MSD

Please confirm that you are not located inside the Russian Federation

Carregando

Cefaleias tensionais

(Cefaleia tensional)

Por

Stephen D. Silberstein

, MD, Sidney Kimmel Medical College at Thomas Jefferson University

Última revisão/alteração completa jun 2018| Última modificação do conteúdo jun 2018
Clique aqui para a versão para profissionais
Fatos rápidos
OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais

Uma cefaleia tensional provoca dor entre leve e moderada, como se se tratasse de uma fita apertada em torno da cabeça.

  • Dor nos maxilares ou no pescoço podem desencadear essas cefaleias.

  • Cefaleias podem ocorrer por vários ou muitos dias a cada mês.

  • Os médicos baseiam o diagnóstico nos sintomas e nos resultados de um exame físico e às vezes, fazem exames de imagem para descartar outros problemas.

  • Analgésicos podem ajudar, assim como relaxamento e gerenciamento de estresse.

Muitas pessoas às vezes têm cefaleias do tipo tensão.

Causas

A causa das cefaleias tensionais não é bem compreendida, mas pode estar relacionada com um limiar de dor mais baixo do que o normal. O estresse pode estar envolvido. Entretanto, o papel do estresse ainda não foi compreendido com clareza e não é a única explicação para os sintomas.

Outros problemas podem contribuir para ou provocar cefaleias. Por exemplo, perturbações do sono, um problema com a articulação da mandíbula (distúrbio articular temporomandibular), dor no pescoço, ou cansaço ocular podem desencadear uma cefaleia do tipo tensional.

Sintomas

Cefaleias tensionais provocam a sensação de uma fita apertada em torno da cabeça. Elas começam na frente da cabeça ou na área ao redor dos olhos, depois se espalham por toda a cabeça.

Essas cefaleias podem ser episódicas ou crônicas.

Cefaleias episódicas ocorrem menos de 15 dias por mês. A dor é geralmente leve a moderada. Ela pode durar de 30 minutos a vários dias. Essas cefaleias geralmente começam várias horas após o despertar e agravam conforme o dia avança. Elas raramente despertam as pessoas do sono.

Cefaleias crônicas ocorrem 15 ou mais dias por mês. A gravidade pode aumentar à medida que ocorrem mais cefaleias. A dor pode variar de intensidade ao longo do dia, mas está quase sempre presente.

As cefaleias tensionais são raramente graves e geralmente não interferem nas atividades diárias.

Ao contrário das enxaquecas, as cefaleias tensionais não são acompanhadas de náuseas e vômitos, e não pioram com atividade física, luz, sons ou odores.

Algumas enxaquecas leves assemelham-se a cefaleias do tipo tensão.

Diagnóstico

  • Avaliação de um médico

  • Raramente, tomografia computadorizada ou imagem por ressonância magnética para desconsiderar outras possíveis causas

O diagnóstico de cefaleias tensionais é feito com base na descrição da cefaleia feita pela pessoa e nos resultados do exame físico. Os médicos perguntam à pessoa sobre os problemas que podem desencadear as dores.

Não existem procedimentos específicos que possam confirmar o diagnóstico. Para eliminar a hipótese de outras perturbações como causa da cefaleia, sobretudo se o seu aparecimento for recente, por vezes é realizada uma tomografia computadorizada (TC) ou uma imagem por ressonância magnética (RM) da cabeça.

Tratamento

  • Analgésicos

  • Intervenções comportamentais e psicológicas

  • Para cefaleias crônicas, certos medicamentos usados para tratar enxaquecas

Para a maioria dos casos de cefaleia tensional com dor leve a moderada, qualquer analgésico sem receita médica, como aspirina, paracetamol ou ibuprofeno, pode proporcionar alívio. Massagear a área afetada pode contribuir para aliviar a dor. A maioria das pessoas com cefaleias episódicas leves a moderadas não consulta um profissional de saúde.

Se analgésicos sem prescrição médica forem ineficazes e as dores são graves, a cefaleia não é provavelmente uma cefaleia tensional. Pode tratar-se de uma enxaqueca.

Para algumas pessoas, a cafeína, um ingrediente de algumas preparações para cefaleias, potencializa o efeito dos analgésicos. No entanto, o uso excessivo de analgésicos ou cafeína (em preparações para cefaleias ou bebidas que contêm cafeína) pode levar a cefaleias diárias. Essas cefaleias, chamadas de cefaleias por uso abusivo, podem estar presentes quando uma pessoa desperta pela manhã. As cefaleias também podem se agravar ou ocorrer quando um medicamento que é usado para tratar cefaleia é suspenso de repente. Desse modo, as pessoas precisam trabalhar em estreita colaboração com o seu médico para mudar os medicamentos e usar intervenções comportamentais e psicológicas quando possível.

As intervenções comportamentais e psicológicas são frequentemente eficazes, especialmente quando os medicamentos são também usados. Estas intervenções incluem técnicas de relaxamento e de gestão de estresse.

Se as cefaleias tensionais forem crônicas, alguns medicamentos usados para prevenir enxaqueca, particularmente amitriptilina (antidepressivo tricíclico), podem ajudar.

OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais
Obtenha o

Também de interesse

Vídeos

Visualizar tudo
Esclerose lateral amiotrófica (ELA)
Vídeo
Esclerose lateral amiotrófica (ELA)
Todos os movimentos voluntários no corpo são controlados pelo cérebro. As células nervosas...
Modelos 3D
Visualizar tudo
Cérebro
Modelo 3D
Cérebro

MÍDIAS SOCIAIS

PRINCIPAIS