Manual MSD

Please confirm that you are a health care professional

honeypot link

Introdução a distúrbios da orelha interna

Por

Lawrence R. Lustig

, MD, Columbia University Medical Center and New York Presbyterian Hospital

Última modificação do conteúdo out 2018
Clique aqui para acessar Educação para o paciente
Recursos do assunto

A orelha interna está na porção petrosa do osso temporal. É formada pelo labirinto ósseo, que envolve o labirinto membranoso. O labirinto ósseo é formado pelo sistema vestibular (canais semicirculares e vestíbulo) e pela cóclea.

O sistema vestibular, responsável pelo equilíbrio e postura, consiste no sáculo, utrículo e canais semicirculares. O sáculo e o utrículo contêm células que detectam o movimento da cabeça em linha reta (percepção da aceleração) ou para cima e para baixo (percepção da gravidade). Os 3 canais semicirculares captam a rotação angular da cabeça. Dependendo da direção em que a cabeça se move, o movimento líquido será maior em um dos 3 canais do que nos outros. As células ciliadas nos canais respondem ao movimento líquido, iniciando impulsos nervosos de modo que o cérebro possa tomar medidas apropriadas para manter o equilíbrio.

A cóclea, responsável pela audição, está cheia de líquido. Dentro da cóclea está o órgão de Corti, contendo cerca de 30.000 células ciliadas. Cílios das células ciliadas se estendem até o líquido e são incorporadas a uma membrana gelatinosa. Vibrações sonoras são transmitidas dos ossículos, pela orelha média e janela oval, para a orelha interna, onde essas vibrações fazem o líquido e os cílios vibrarem. Essas vibrações são então transformadas em sinal elétrico que é enviado ao cérebro. Há muitos fatores ambientais que podem danificar as células dentro da orelha interna e causar perda auditiva. Um dos mais importantes é exposição a ruídos altos. Apesar do efeito protetor do reflexo acústico que tensiona os ossos da orelha média para atenuar os sons altos, ruído alto pode danificar e destruir permanentemente as células ciliadas. Exposição contínua a ruídos altos causa danos progressivos, resultando, com o tempo, em perda auditiva e às vezes em zumbido.

Distúrbios da orelha interna incluem

Dentro da orelha

Dentro da orelha
Clique aqui para acessar Educação para o paciente
OBS.: Esta é a versão para profissionais. CONSUMIDORES: Clique aqui para a versão para a família
Profissionais também leram

Também de interesse

MÍDIAS SOCIAIS

PRINCIPAIS