Manual MSD

Please confirm that you are a health care professional

Carregando

Nevos

(Melanocítico Nevi)

Por

Denise M. Aaron

, MD, Dartmouth-Hitchcock Medical Center

Última modificação do conteúdo mai 2019
Clique aqui para acessar Educação para o paciente
Recursos do assunto

Nevos são máculas, pápulas ou nódulos, vermelho-marrom, compostos por ninhos de células névicas ou melanócitos. A maior importância deles (além de estética) é sua semelhança com a melanoma. São avaliadas nas lesões pigmentadas preocupações características (aparência nova ou modificada, bordas irregulares, múltiplas cores dentro de uma lesão, sangramento, ulceração ou prurido) que podem sugerir nevo atípico ou melanoma.

Quase todos os indivíduos têm alguns nevos, que normalmente surgem na infância ou adolescência. Há diferentes tipos de nevos ( Classificação dos nevos). Durante a adolescência, surgem outros nevos novos e os existentes aumentam de tamanho ou escurecem. Com o tempo, células névicas podem ser substituídas por tecido adiposo ou fibroso. Nevos tipicamente mudam sua consistência, tornando-se mais macios, lodosos, ou mais firmes, e menos pigmentados ao longo de décadas.

Embora um nevo solitário dificilmente se torne maligno (o risco durante a vida é cerca de 1 em 3.000 a 10.000); mas pacientes com vários nevos malignos (> cerca de 50) têm maior risco de desenvolver melanoma. Deve-se ensinar a esses pacientes como fazer o automonitoramento, buscando sinais e a observação da pele deve fazer parte de seus cuidados primários (ver diagnóstico de nevos).

Tabela
icon

Classificação dos nevos

Tipo

Características clínicas

Histologia

Nevo juncional

Marrom-claro até quase negro

Em geral, aplanado, mas pode ser ligeiramente elevado; 1–10 mm

Ninhos de melanócitos na junção dermoepidérmica

Nevo composto

Marrom-claro a escuro

Pode ser discretamente ou muito elevado; 3–6mm

Ninhos de melanócitos na junção dermoepidérmica e na derme

Nevo intradérmico

Cor da pele a marrom; pode ser liso, piloso ou verrucoso

Elevado; 3–6 mm

Melanócitos e células névicas confinadas quase inteiramente na derme

Nevo halo

Qualquer tipo de nevo circundado por um anel de 2 a 6 mm de pele despigmentada

A mesma que para outros nevos, mas com inflamação e perda de melanócitos no halo da pele

Nevo azul

Cinza-azulado

Geralmente liso, mas pode ser ligeiramente elevado; 2 a 4 mm

Melanócitos dendríticos profundamente pigmentados e melanófagos dispersos na derme

Nevos azuis são manchas benignas com aparência de máculas cinza-azuladas ou pápulas finas. A profundidade e densidade do pigmento na pele são responsáveis pela aparência azul.

Imagens de nevos

Diagnóstico

  • Biópsia

Como os nevos são extremamente comuns e os melanomas incomuns, a remoção profilática não é justificada. Mas deve-se considerar avaliação histológica e por biópsia se os nevos tiverem determinadas características preocupantes (conhecidas como o ABCDE do melanoma):

  • A: assimetria—aparência assimétrica

  • B: bordas — bordas irregulares (nem arredondadas nem ovais)

  • C: cor — variação das cores dentro do nevo, cores incomuns ou uma cor significativamente diferente ou mais escura do que outros nevos do paciente

  • D: diâmetro → 6 mm

  • E: evolução — um novo nevo em um paciente > 30 anos ou um nevo em transformação

Se um nevo for doloroso, coçar, sangrar ou ulcerar, biópsia também pode ser considerada.

A amostra da biópsia deve ser suficientemente profundo para um diagnóstico microscópico preciso e deve conter toda a lesão, especialmente se a suspeita de melanoma for muito forte. Entretanto, uma excisão extensa primária não deve ser o procedimento inicial, mesmo para lesões com grandes anormalidades. Muitas dessas lesões não são melanomas e, mesmo no caso de melanomas, a margem de tratamento adequada e a recomendação para amostragem do linfonodo são determinadas com base nas características histopatológicas. Biópsia excisional não aumenta a possibilidade de metástases, se a lesão for maligna, e evita cirurgia extensa em lesão benigna.

Tratamento

  • Algumas vezes, excisão

Os nevos podem ser removidos por shaving ou excisão por motivos cosméticos, e todos os removidos devem ser enviados para exame histopatológico. Se o crescimento de pelos no nevo for um desconforto ao paciente, a excisão é indicada em vez de shaving. Do contrário, o pelo voltará a crescer.

Pontos-chave

  • Quase todas as pessoas têm nevos, mas aquelas com mais de 50 anos têm maior risco de melanoma.

  • Considerar biópsia se os nevos tiverem características ABCDE: Aassimetria; Bbordas irregulares; Ccores de alto risco (variações no interior do nevo ou entre os nevos ou cores incomuns); D diâmetro > 6 mm; E evolução (novos nevos após os 30 anos de idade ou alterações nos nevos existentes).

  • Considerar excisão se o nevo for um problema estético significativo.

Clique aqui para acessar Educação para o paciente
OBS.: Esta é a versão para profissionais. CONSUMIDORES: Clique aqui para a versão para a família
Profissionais também leram

Também de interesse

MÍDIAS SOCIAIS

PRINCIPAIS